apostila_completa_Silvia
272 pág.

apostila_completa_Silvia


DisciplinaParasitologia Veterinária2.073 materiais46.750 seguidores
Pré-visualização50 páginas
que 
fica no piolho e através das fezes deste, 
penetra nas feridas. 
 
FAMÍLIA PEDICULIDAE 
GÊNERO Pediculus 
ESPÉCIE Pediculus humanus 
HOSPEDEIROS: Humanos 
LOCAL: Cabeça 
 
CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS: 
 Olhos grandes. 
 Corpo alongado, cabeça ovóide. 
 Tórax sem segmentos aparentes. 
 Cinco segmentos nas antenas. 
 Olhos simples. 
 Abdômen com sete segmentos. 
 Presença de um rostelo ou dentes pré-
estomais para cortar a pele. 
 Placas pleurais bem quitinizadas. 
 Presença de gonopódios nas fêmeas (duas 
saliências côncavas internamente e situadas 
uma de cada lado do orifício genital) com 
que se prende aos pêlos durante a 
ovipostura para o alinhamento dos ovos. 
 
Figura 58. Lipeurus sp. piolho 
mastigador de aves. 
Figura 59. Olhos de Pediculus sp. 
Olhos 
70
______________________________________________________________________________________________ 
_____________________________________________________________________________________________ 
Livro didático de Parasitologia Veterinária da Universidade Federal de Santa Maria 
Profa Silvia Gonzalez Monteiro 
Phthiraptera-Piolhos 
BIOLOGIA: 
A fêmea põe ovos operculados nas bases dos 
pêlos ou nos fios das vestimentas (conforme 
subespécie). A fixação no pêlo ou fio se dá por 
uma substância secretada por glândulas 
especiais (glândulas coletéricas). 
Cada fêmea põe cerca de 7 a 10 ovos 
diariamente (Lêndeas). 
Período de incubação dos ovos - 8 a 9 dias em 
condições ideais de temperatura e umidade (33 
a 40o C e 90% U. R.). 
Hemimetabólicos- ovo- ninfa (três mudas) \u2013 
adulto. 
Desenvolvimento pós-embrionário: 8 a 9 dias. 
Longevidade dos adultos \u2013 9 a 10 dias. 
 
CICLO TOTAL \u2013 Em média 18 dias (em 
condições favoráveis de temperatura e 
umidade). 
Picam o homem intermitentemente (picada dura 
3 a 10 minutos ou mais). São mais ativos à noite 
ou durante o descanso do paciente. 
 
IMPORTÂNCIA MÉDICA: 
São encontrados em indivíduos de baixo 
escalão social, principalmente que não tem 
muita higiene. 
As picadas provocam prurido e erupções na 
pele, agravadas pela invasão de agentes 
secundários. Há correlação entre o grau de 
infestação e o comprimento dos cabelos 
(Mulheres são mais parasitadas que homens). 
 
DOENÇAS QUE TRANSMITEM: 
1-Tifo exantemático - Causado pela Rickettsia 
prowaseki - os piolhos se infectam ao sugarem 
sangue de um indivíduo doente. A transmissão 
não se dá pela picada do inseto, nem pela via 
transovariana. A transmissão da infecção se dá 
pela contaminação de feridas da pele com as 
fezes dos piolhos ou pelo esmagamento do 
conteúdo intestinal em áreas em abrasão. Os 
piolhos morrem da infecção em poucos dias. 
(invade os tecidos dos piolhos destruindo as 
células.) O ato de esmagar o piolho com os 
polegares possivelmente ocasiona a infecção. A 
rickettsia pode permanecer viva e virulenta nas 
fezes do piolho durante 66 dias. 
 
2-Febre das trincheiras- Transmitida pela 
Rickettsia quintana- O nome surgiu porque a 
doença apareceu entre os soldados que 
combatiam nas trincheiras durante a primeira 
guerra mundial (mais de 1 milhão de casos). O 
doente apresenta febre com dores 
generalizadas somente durante cinco dias, por 
isso é denominada quintana. O sangue, porém é 
infectante por quase dois meses. Não é injuriosa 
aos piolhos (se multiplica no lúmem intestinal) 
Fonte de infecção é a picada ou fezes. Fezes 
secas conservam poder infectante durante muito 
tempo, de modo que a infecção pode ser 
transmitida também por inalações. 
 
Figura 60. Pediculus humanus piolho 
sugador de humanos. 
Placas pleurais 
71
______________________________________________________________________________________________ 
_____________________________________________________________________________________________ 
Livro didático de Parasitologia Veterinária da Universidade Federal de Santa Maria 
Profa Silvia Gonzalez Monteiro 
Phthiraptera-Piolhos 
3-Febre recorrente-Transmitida pela Borrelia 
recurrentis (É uma espiroqueta que se 
desenvolve na hemocele do inseto). O homem 
só se infecta pelo esmagamento do inseto e 
libertação do conteúdo da hemocele em 
qualquer ferimento da pele. 
 
GÊNERO Pthirus 
ESPÉCIE Pthirus pubis 
HOSPEDEIROS: Humanos. 
LOCALIZAÇÃO: Púbis, axilas, sobrancelhas, 
cílios (regiões de bastante cabelo). 
 
CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS: 
 Garras enormes. 
 Tórax mais largo que o abdômen. 
 Pernas robustas. 
 Primeiro par de patas é menos 
desenvolvido. 
 Unhas do segundo e terceiro par de patas 
fortemente recurvadas. 
 Abdômen com os cinco primeiros 
segmentos fusionados. 
 Abdômen apresenta lateralmente quatro 
tubérculos salientes com cerdas nas 
extremidades. 
 Os espiráculos 3, 4 e 5 estão na mesma 
linha transversal. 
 
CARACTERÍSTICAS BIOLÓGICAS: 
 É chamado de \u201cchato\u201d porque é achatado. 
 Precisam da temperatura corporal para 
sobreviver. Só suportam dois dias fora do 
hospedeiro. 
 Ciclo de ± 16 dias (de ovo a ovo ± 30 dias), 
com 30 dias de vida adulta. 
 
BIOLOGIA: 
Não é de muita atividade, permanecendo preso 
a dois pêlos durante vários dias, quase sempre 
com as peças bucais presas na pele do 
hospedeiro. 
Além da região pubiana pode ser encontrado em 
regiões densamente pilosas (cabeça, 
sobrancelhas, axilas, etc.). 
Após a cópula que se realiza no hospedeiro, a 
fêmea põe ovos nos pêlos da região pubiana ou 
de outras. 
 
PERÍODO DE INCUBAÇÃO: 7 a 8 dias. 
 
DESENVOLVIMENTO: 13 a 16 dias. 
 
CICLO TOTAL: 30 dias. 
 
SOBREVIVÊNCIA FORA DO HOSPEDEIRO: 
Adultos e ninfas vivem dois a três dias. 
 
LONGEVIDADE NO HOSPEDEIRO: 30 dias. 
 
Figura 61. Pthirus sp., conhecido por 
chato, piolho sugador de humanos. 
Tubérculos 
72
______________________________________________________________________________________________ 
_____________________________________________________________________________________________ 
Livro didático de Parasitologia Veterinária da Universidade Federal de Santa Maria 
Profa Silvia Gonzalez Monteiro 
Phthiraptera-Piolhos 
DISSEMINAÇÃO: Principalmente por via 
sexual. Também através de toalhas, roupas, 
assentos de privadas, etc.. 
OBS: Não se conhece transmissão de doenças, 
mas sua presença causa prurido mais ou menos 
intenso, que incomoda o indivíduo. As picadas 
produzem manchas azuladas na pele devido a 
saliva das glândulas reniformes. 
 
FAMÍLIA HAEMATOPINIDAE 
GÊNERO Haematopinus 
HOSPEDEIROS: Ruminantes, suínos, bubalinos 
e eqüinos. 
 
-Haematopinus eurysternus (bovino)- 
-Ocorre mais freqüentemente em animais 
adultos. 
-Clima temperado - No inverno os animais ficam 
confinados no interior de estábulos ocorrendo 
aumento considerável da população de piolhos. 
-Regiões corporais - Pescoço, base da cauda e 
chifres, nas infestações altas a parasitose se 
generaliza por todo o corpo. 
-Verão - os piolhos são raros, limitando-se à 
orelha e locais onde os pêlos são mais longos. 
-Brasil - Não constitui problema de grande 
significação, provavelmente devido ao fato 
de não resistirem aos raios solares diretos e a 
temperatura elevada do corpo do animal. 
 
-Haematopinus quadripertusus- (bovino) 
-Ocorre no Brasil (espécie mais prevalecente 
nos trópicos). 
-Fêmeas põem ovos quase que exclusivamente 
nos pêlos da cauda do animal. 
-Ninfas sobem para regiões da cabeça, do 
pescoço e outras onde se tornam adultas. 
 
-Haematopinus suis-(suínos) 
-Piolho dos animais domésticos. 
-Muito comum no Brasil. 
-Regiões mais freqüentes - Dobras do pescoço, 
base das orelhas e entre as pernas. 
 
-H. asini- (equídeos) 
-Base da crina e base da cauda. 
 
-H. tuberculatus- (búfalos) 
-Podem parasitar bovinos. 
 
CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS: 
 Cabeça estreita e alongada. 
 Sem olhos. 
 Antenas com 5 segmentos. 
 Tórax largo. 
 Coxim tibial entre a base da tíbia e tarso. 
 Abdômen alargado. 
 Todas as patas iguais. 
 Placas pleurais e parapleurais. 
 Tubérculos pós-antenais.
Kiara
Kiara fez um comentário
alguem poderia me enviar por email, pfvr?? obrigada kiara-nc@hotmail.com
0 aprovações
Juliana
Juliana fez um comentário
Como faço download?
0 aprovações
Isabella
Isabella fez um comentário
teria como por gentileza me enviar este material por email ?
0 aprovações
Gianini
Gianini fez um comentário
Consegui fazer download e o material é de ótima qualidade
1 aprovações
Carregar mais