apostila_completa_Silvia
272 pág.

apostila_completa_Silvia


DisciplinaParasitologia Veterinária2.042 materiais44.634 seguidores
Pré-visualização50 páginas
189
______________________________________________________________________________________________ 
_____________________________________________________________________________________________ 
Livro didático de Parasitologia Veterinária da Universidade Federal de Santa Maria 
Profa Silvia Gonzalez Monteiro 
Nematóides 
macho apresenta bolsa copuladora forte e 
quitinizada com dois espículos de tamanho curto 
e a fêmea termina afiladamente. 
-A abertura vulvar é no meio do corpo. 
 
CICLO BIOLÓGICO: 
Adultos na traquéia copulam e a fêmea faz a 
postura dos ovos. Estes podem ser 
expectorados para o meio ambiente ou 
deglutidos e então eliminados com as fezes do 
hospedeiro. Há o desenvolvimento da L1, L2 e 
L3 no interior do ovo. Há a eclosão da L3 para o 
meio ambiente. O hospedeiro definitivo pode se 
infectar de três maneiras: (A) ingerindo o ovo 
com a L3. (B) ingerindo a L3 livre no ambiente. 
(C) ingerindo um hospedeiro paratênico 
infectado com a L3. As L3 ingeridas pelo 
hospedeiro definitivo libertam-se de sua cutícula, 
atravessam a parede intestinal (D), e pela 
circulação atingem o fígado, coração e pulmões 
(E). Nos pulmões perfuram os capilares dos 
alvéolos e vão aos bronquíolos, brônquios e 
traquéia (F) onde mudam para L4 e L5 (adultos). 
 
IMPORTÂNCIA EM MEDICINA VETERINÀRIA: 
Em aves jovens a infecção é mais grave. Há 
formação de mucosidade que pode obstruir a 
traquéia e brônquios e matar por asfixia. No 
ponto onde os vermes se fixam há formação de 
um nódulo cheio de pús que pode se 
transformar em abscesso causando obstrução 
da traquéia. As aves apresentam-se com 
dispnéia, intranqüilidade, bico aberto e pescoço 
espichado como se tentassem deglutir algo. 
Pode ocorrer pneumonia. 
 
SUB FAMÍLIA STEPHANURINAE 
GÊNERO Stephanurus 
ESPÉCIE - Stephanurus dentatus 
 
HOSPEDEIRO DEFINITIVO: Suínos. 
 
LOCAL: Gordura peri-renal. 
 
CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS: 
-Tamanho pequeno à médio (\u2640 - 2,8 a 4,5 cm, \u2642 
- 2 a 3 cm). Figura 224. Ciclo biológico do Syngamus 
trachea. 
Figura 225. Adultos de Syngamus trachea na 
traquéia de uma ave. 
190
______________________________________________________________________________________________ 
_____________________________________________________________________________________________ 
Livro didático de Parasitologia Veterinária da Universidade Federal de Santa Maria 
Profa Silvia Gonzalez Monteiro 
Nematóides 
-Cápsula bucal em forma retangular, com duas 
projeções cuticulares anteriores, com coroa 
franjada e dentículos em sua base. 
-Esôfago claviforme e bem musculoso. 
-Os machos apresentam bolsa copuladora com 
raios curtos e atrofiados e dois espículos curtos, 
a fêmea termina afiladamente. 
-A abertura vulvar é no meio do corpo. 
 
CICLO BIOLÓGICO: 
Os ovos saem na urina e no solo eclodem em 
24 a 48 horas. A L3 se desenvolve em três a 
cinco dias e o hospedeiro definitivo se 
contamina de 4 maneiras: 
 
1) ORAL \u2013 O suíno ingere a L3 (A) no ambiente 
ou a minhoca (B) serve como hospedeiro de 
transporte para L3 e o suíno ao ingerir a 
minhoca se contamina. Na parede do estômago 
(D) a larva faz sua muda para L4 e vai então ao 
fígado(E) (em três dias) onde fica migrando por 
3 a 9 meses, após passa a L4 e L5. Da cápsula 
de Glisson elas vão ao tecido gorduroso 
perirenal (F) onde se tornam adultos, que ficam 
acasalados em cistos no próprio tecido 
gorduroso ou em comunicação dos cistos com 
ureteres por canalículos.Os ovos vão ao meio 
ambiente com a urina (J). 
 
2) PERCUTÂNEA - As larvas L3 penetram na 
pele escarificada (C) e fazem migração para os 
pulmões onde se tornam L4, vão à aorta, fígado 
(E) (leva 40 dias) onde migram por três a nove 
meses, após passam a L5. Da cápsula de 
Glisson elas vão ao tecido gorduroso perirenal 
(F) onde se tornam adultos, que ficam 
acasalados em cistos no próprio tecido 
gorduroso ou em comunicação dos cistos com 
ureteres por canalículos. Os ovos vão ao meio 
ambiente com a urina (J). 
 
3) PRÉ-NATAL - Quando as larvas L5 caem na 
cavidade peritonial ocorre esse tipo de infecção. 
 
PPP = 9 meses. 
 
IMPORTÂNCIA EM MEDICINA VETERINÁRIA: 
É uma doença de animais adultos, pois os 
leitões são abatidos com seis meses de idade. 
Figura 226. Adultos de Stephanurus dentatus 
em um ureter. 
Figura 227. Ciclo biológico de Stephanurus 
dentatus. 
191
______________________________________________________________________________________________ 
_____________________________________________________________________________________________ 
Livro didático de Parasitologia Veterinária da Universidade Federal de Santa Maria 
Profa Silvia Gonzalez Monteiro 
Nematóides 
Além disso, ocorre mais em animais criados em 
piquetes. A presença de cistos comprime os 
ureteres o que compromete o rim. Pode ainda 
atingir outros órgãos como medula. 
 
PROFILAXIA: 
Deve-se manter os animais em locais 
cimentados, limpos com comedouros mantidos 
no alto evitando dessa maneira que os animais 
urinem nesses locais. 
Recomenda-se abate dos animais infectados. 
 
FAMÍLIA CHABERTIDAE 
SUBFAMÍLIA OESOPHAGOSTOMINAE 
 
CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS: 
-Cápsula bucal retangular e pequena. 
-Dilatações cuticulares. 
-Presença de vesícula cefálica. 
 
GÊNERO Oesophagostomum 
ESPÉCIE - Oesophagostomum radiatum 
 
HOSPEDEIRO DEFINITIVO: Bovinos. 
 
LOCAL: Intestino grosso. 
 
CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS: 
-Tamanho pequeno (\u2640 - 1,6 a 2,2 cm, \u2642 - 1,4 a 
1,7 cm). 
-Cápsula bucal muito pequena, com coroa 
franjada dupla e vesícula cefálica (ou colar 
cefálico). 
-Esôfago claviforme 
-Presença de vesícula cervical bem 
desenvolvida e asa cervical pouco desenvolvida. 
Apresentam papilas cervicais 
-Machos com bolsa copuladora contendo dois 
espículos de tamanho médio 
-Fêmeas terminando afiladamente 
 
ESPÉCIE - Oesophagostomum columbianum 
 
HOSPEDEIRO DEFINITIVO: Caprinos e ovinos. 
 
LOCAL: Intestino grosso. 
 
CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS: 
-Tamanho pequeno (\u2640 - 1,4 a 1,8 cm, \u2642 - 1,2 a 
1,7 cm). 
-Cápsula bucal muito pequena, com coroa 
franjada dupla e vesícula cefálica. 
-Esôfago claviforme. 
Figura 228. A- Vesícula cefálica B- 
Vesícula cervical e C - Asa cervical de O. 
radiatum. 
192
______________________________________________________________________________________________ 
_____________________________________________________________________________________________ 
Livro didático de Parasitologia Veterinária da Universidade Federal de Santa Maria 
Profa Silvia Gonzalez Monteiro 
Nematóides 
-Presença de vesícula cervical pouco 
desenvolvida e asa cervical bem desenvolvida. 
Apresentam papilas cervicais. 
-Machos com bolsa copuladora contendo 2 
espículos de tamanho médio. 
-Fêmeas terminando afiladamente. 
 
 
 
 
 
ESPÉCIE - Oesophagostomum dentatum 
 
HOSPEDEIRO DEFINITIVO: Suínos. 
 
LOCAL: Intestino grosso. 
 
CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS: 
-Tamanho pequeno (\u2640 - 1,1 a 1,4 cm, \u2642 - 0,8 a 
1 cm). 
-Cápsula bucal muito pequena, com coroa 
franjada dupla, vesícula cefálica e papilas 
cefálicas. 
-Esôfago claviforme. 
-Presença de vesícula e asa cervical pouco 
desenvolvida. 
-Apresentam papilas cervicais. 
-Machos com bolsa copuladora e dois espículos 
de tamanho médio e fêmeas terminando 
afiladamente. 
 
CICLO BIOLÓGICO GERAL DOS 
OESOPHAGOSTOMUM: 
O hospedeiro definitivo ingere as L3 e essas 
penetram na mucosa de qualquer parte do 
intestino delgado ou grosso e ficam envoltas em 
nódulos evidentes, onde se dá a muda para L4. 
As L4 emergem para a superfície da mucosa e 
migram para o cólon onde se desenvolvem até 
adultos. 
 
PPP = 45 dias. 
 
IMPORTÂNCIA EM MEDICINA VETERINÀRIA: 
Patologia mais ou menos acentuada. Os 
Figura 229. A- Cápsula bucal 
B- Coroa franjada e C \u2013 
Vesícula cervical de O. 
columbianum 
Ovo
Figura 230. Ciclo biológico de 
Oesophagostomum sp. 
193
______________________________________________________________________________________________
Kiara
Kiara fez um comentário
alguem poderia me enviar por email, pfvr?? obrigada kiara-nc@hotmail.com
0 aprovações
Juliana
Juliana fez um comentário
Como faço download?
0 aprovações
Isabella
Isabella fez um comentário
teria como por gentileza me enviar este material por email ?
0 aprovações
Gianini
Gianini fez um comentário
Consegui fazer download e o material é de ótima qualidade
1 aprovações
Carregar mais