A LDB agora

A LDB agora


DisciplinaPolítica Educacional: Ensino Fund e Médio4 materiais34 seguidores
Pré-visualização3 páginas
público, nos estabelecimentos oficiais, obedecendo aos princípios de participação dos profissionais da educação na elaboração do projeto pedagógico da escola e a participação das comunidades escolar e local em conselhos ou equivalentes.
Prioridades do PNE:
Garantia de Ensino Fundamental obrigatório de oito anos (sem atualizar) a todas as crianças de 6 a 14 anos (sem atualizar), assegurando ingresso e permanência na escola e conclusão desse ensino;
Garantia de Ensino Fundamental a todos que a ele não tiverem acesso na idade própria ou que não o concluíram;
Ampliação do Atendimento nos demais níveis de ensino;
Valorização dos profissionais da educação;
Desenvolvimento de sistemas de informação e de avaliação em todos os níveis e modalidades de ensino, inclusive na educação profissional.
. 
DEFINIÇÕES DO PNE:
As diretrizes para a gestão e o financiamento;
As diretrizes e metas para cada nível e modalidade de ensino;
As diretrizes e metas para a formação e valores do magistério e demais profissionais, nos próximos dez anos.
OBJETIVOS E METAS DO PNE
UNIVERSALIZAR O ATENDIMENTO DE TODA A CLIENTELA DO ENSINO FUNDAMENTAL, NO PREZO DE CINCO ANOS A PARTIR DA DATA DE APROVAÇÃO DO PLANO, GARANTINDO O ACESSO E A PERMANÊNCIA DE TODAS AS CRIANÇAS NA ESCOLA, ESTABELECENDO EM REGIÕES EM QUE SE DEMONSTRAR NECESSÁRIO PROGRAMAS ESPECÍFICOS, COM A COLABORAÇÃO DA UNIÃO, DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS. 
AMPLIAR PARA NOVE ANOS A DURAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL OBRIGATÓRIO COM INÍCIO AOS SEIS ANOS DE IDADE, À MEDIDA QUE FOR SENDO UNIVERSALIZADO O ATENDIMENTO NA FAIXA ETÁRIA DE 6 A 14 (atualizado).
 Os Parâmetros Curriculares Nacionais \u2013 PCNs 
São referenciais para os Ensinos Fundamental e Médio de todo o país. 
O objetivo dos PCNs
 é garantir a todas as crianças e jovens brasileiros, mesmo em locais com condições socioeconômicas, o direito de usufruir do conjunto de conhecimentos reconhecidos como necessários para o exercício de cidadania. Não possuem caráter de obrigatoriedade e, portanto, pressupõe-se que serão adaptados às peculiaridades locais.
Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil
Publicação desenvolvida com o objetivo de servir como guia para profissionais que atuam diretamente com crianças de 0 a 5 anos (atualizado), respeitando seus estilos pedagógicos e a diversidade cultural brasileira. 
O referencial é composto por três volumes, que pretendem contribuir para o planejamento, desenvolvimento e avaliação de práticas educativas, além da construção de propostas educativas que respondam às necessidades das crianças e de seus familiares.
 
 Ensino Fundamental \u2013 1º a 4º série. 
 
Têm como objetivo estabelecer uma referência curricular e apoiar a revisão e/ou elaboração da proposta curricular dos estados ou das escolas integrantes dos sistemas de ensino. 
Os PCNs de 1ª a 4ª série estão divididos em 10 volumes.
Ensino Fundamental \u2013 5ª a 8ª série.
 
Estabelecem, para os sistemas de ensino, uma base nacional comum nos currículos e servem de eixo norteador na revisão ou elaboração da proposta curricular das escolas.
 Ensino Médio 
Os PCNs para o Ensino Médio têm por objetivo auxiliar os educadores na reflexão sobre a prática diária em sala de aula e servir de apoio ao planejamento de aulas e ao desenvolvimento do currículo de escola. Os documentos estão assim:
Bases Legais:
1.Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. 
2. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. 
3. Ciências Humanas e suas Tecnologias. 
OS PARÂMETROS SERVEM PARA A ELABORAÇÃO OU REVISÃO DE CURRÍCULOS NOS ESTADOS E MUNICÍPIOS, PARA REFER~ENCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES;
PARA NORTEAR A PRODUÇÃO DE LIVROS DIDÁTICOS, A ATUAÇÃO NA TV ESCOLA E A AVALIAÇÃO DO ENSINO;
PROPÕEM CONTEÚDOS BÁSICOS E PERMITEM UMA UTILIZAÇÃO FLEXÍVEL.
SÃO UMA REFERÊNCIA COMUM PARA TODO O PAÍS, MAS PODEM SER ADAPTADOS ÀS CARACTERÍSTICAS DE CADA REGIÃO
 
Os PCNs pressupõem uma integração com a experiência educacional já realizada por estados e municípios e pode ser utilizado por professores, diretores e coordenadores para desencadear discussões sobre a projeto político pedagógico de cada escola.
Nessa perspectiva, a orientação proposta nos PCNs, para o processo de ensino e aprendizagem é:
1. reconhece a importância da participação ativa do aluno e a intervenção efetiva do professor; 
2. reafirma a idéia de que o conhecimento não é algo acabado e está sempre em processo de revisão e reconstrução;
3. reconhece que o processo do conhecimento não se dá por adição e sim por reorganização do conhecimento. 
PCN e os TEMAS TRANSVERSAIS
Os PCN do Ensino Fundamental prevêem seis TEMAS TRANSVERSAIS:
ÉTICA, MEIO AMBIENTE, SAÚDE, ORIENTAÇÃO SEXUAL, PLURALIDADE CULTURAL - até 5° ano.
 TRABALHO E CONSUMO - 6º ao 9º anos.
Uma forma eficiente de elaborar e trabalhar os programas de ensino/aprendizagem é fazer dos TEMAS TRANSVERSAIS um EIXO UNIFICADOR organizador das disciplinas.
Tratar os processos que estão sendo intensamente vividos pela sociedade, pelas comunidades, pelas famílias, pelos alunos e educadores em seu cotidiano envolvendo um aprender sobre a realidade, na realidade e da realidade.
 
IMPORTANTE SABER:
. Os Temas Transversais não constituem uma disciplina à parte. 
. Deve permear toda a prática educativa.
2. Devem ser trabalhados de modo coordenados e não como um intruso nas aulas.
. Enfoque a ser colocado ao longo de toda aprendizagem.
3. Não aparecerão \u201cespontaneamente\u201d, com facilidade, principalmente no começo.
. O modo e o momento em que serão tratados os temas transversais deve ser cuidadosamente programado em conjunto pelas diversas disciplinas.
4. \u201cO que é de todos não é de ninguém\u201d.
. Estudo conjunto, por parte da escola, para definir como cada disciplina irá tratar os temas transversais e verificar se eles estão sendo suficientemente abordados.
 TRANSVERSALIDADE E INTERDISCIPLINARIDADE
São modos de se trabalhar o conhecimento buscando uma reintegração de aspectos que ficam isolados uns dos outros pelo tratamento disciplinar. 
Transversalidade, Transdisciplinaridade e Interdisciplinaridade \u2013 princípios teóricos dos quais decorrem várias conseqüências práticas, tanto nas metodologias de ensino quanto na proposta curricular e pedagógica.
A Transversalidade aparece como um princípio inovador nos sistemas de ensino de vários países, como avanço na idéia de integração curricular. Na Interdisciplinaridade os interesses próprios de cada disciplina são preservados.
O princípio da transversalidade e de transdisciplinaridade busca superar o conceito de disciplina. Busca-se uma intercomunicação entre as disciplinas, tratando efetivamente de um tema/objeto comum (transversal).
TEMAS TRANSVERSAIS
ÉTICA - entender o conceito de justiça baseado na equidade; adotar atitudes de solidariedade, cooperação e repúdio às injustiças sociais;
MEIO AMBIENTE - compreender as noções básicas sobre o tema, perceber relações que condicionam a vida para posicionar-se de forma crítica diante do mundo, dominar métodos de manejo e conservação ambiental.
 SAÚDE \u2013 compreender que saúde é produzida nas relações com o meio físico e social, identificando fatores de risco aos indivíduos necessitando adotar hábitos de auto-cuidado.
PLURALIDADE CULTURAL - 
trata do patrimônio cultural brasileiro, reconhecendo a diversidade como um direito dos povos e dos indivíduos e repudia toda forma de discriminação.
 
 
ORIENTAÇÃO SEXUAL \u2013 numa perspectiva social, ensinar o aluno a respeitar a diversidade de comportamento relativo à sexualidade, desde que garanta a integridade e a dignidade do ser humano, conhecer seu corpo e expressar seus sentimentos, respeitando os seus afetos e do outro.
6º ao 9º ano 
TRABALHO E CONSUMO \u2013 saber como se realiza a organização do trabalho e do consumo no ambiente local, nacional e mundial; compreender a complexa rede de direitos e valores a eles vinculados; desenvolver atitude crítica