Apo - aula Introdução à Adm da Produção e Operação
45 pág.

Apo - aula Introdução à Adm da Produção e Operação


DisciplinaAdministração da Produção e Operações I6.923 materiais43.200 seguidores
Pré-visualização16 páginas
variáveis 
para o aumento da produtividade do trabalho são: 
 
1. Instrução básica apropriada a uma força de trabalho eficaz. 
2. Alimentação da força de trabalho. 
3. Ganhos sociais, que tomam a mão-de-obra disponível, como meios de transportes e saneamento. 
 
 Nos países desenvolvidos, um quarto desafio para a administração é a manutenção e o 
aperfeiçoamento da qualificação da mão-de-obra em um contexto de rápida expansão da tecnologia 
e do conhecimento. Dados recentes sugerem que os americanos médios de 17 anos de idade sabem 
muito menos matemática que os japoneses médios da mesma idade, e cerca de metade não sabe 
responder às perguntas da Fig. 1.7 
 Grandes deficiências da qualidade do trabalho enquanto outros países têm uma melhor força 
de trabalho constituem um sério desafio. (Ver o boxe GO em Ação, "Conseguir um Emprego 
na Carrier É como Candidatar-se à Faculdade.") Talvez as melhorias possam ser obtidas não 
somente por meio do aumento da competência da mão-de-obra mas também mediante um quinto 
item, melhor aproveitamento da mão-de-obra através de forte comprometimento. Treinamento, 
motivação, horário flexível, preparação de equipes e as estratégias de recursos humanos discutidas 
no Capo 10, bem como melhor instrução, podem estar entre as muitas técnicas que contribuirão 
para a maior produtividade do trabalho. Melhorias na produtividade do trabalho são possíveis; 
entretanto, serão cada vez mais difíceis e mais caras. 
 
Capital Os seres humanos são animais que utilizam ferramentas. O investimento de capital 
proporciona essas ferramentas. O investimento de capital tem crescido nos Estados Unidos a cada 
ano, com exceção de alguns graves períodos de recessão. O investimento de capital anual nos 
Estados Unidos cresceu até recentemente a uma taxa de 1,5% do investimento básico. Isso significa 
que o volume do capital investido depois dos abatimentos de depreciação tem crescido 1,5% ao ano. 
 A inflação e os impostos aumentam o custo do capital, tornando o investimento de capital 
cada vez mais caro. Quando o capital investido por empregado cai, como tem acontecido nos 
últimos anos, pode-se esperar uma queda da produtividade. A utilização do trabalho em lugar do 
capital pode reduzir o desemprego a curto prazo, mas também toma a economia menos produtiva e 
traz salários mais baixos a longo prazo. Os compromissos (trade-offs) entre capital e trabalho estão 
sempre em curso. Além disso, quanto mais elevadas as taxas de juros, mais projetos que requerem 
capital são interrompidos: eles são abandonados porque o potencial retomo sobre o investimento 
para um dado 
risco foi reduzido. Os gerentes ajustam seus planos de investimentos às modificações do custo de 
capital. 
 
Administração A administração, ou gerenciamento, é um fator de produção e um recurso 
econômico. Ela é responsável por garantir que o trabalho e o capital sejam utilizados com eficácia 
para aumentar a produtividade. A administração responde por aproximadamente dois terços do 
aumento anual de 1% da produtividade. Inclui as melhorias obtidas por meio da aplicação da 
tecnologia e da utilização do conhecimento. 
 
 
 
 
 
 A aplicação da tecnologia e a utilização de novos conhecimentos exigem treinamento e 
instrução. Esta última permanecerá sendo um importante item de alto custo nas sociedades pós-
industriais. 
Sociedades pós-industriais são sociedades tecnológicas que requerem treinamento, instrução e 
conhecimento. Por causa disso, também são conhecidas como sociedades do conhecimento. 
As sociedades do conhecimento são aquelas em que grande parte da força de trabalho migrou do 
trabalho manual para tarefas técnicas e de processamento de informações que exigem instrução e 
conhecimento. Os gerentes de operações eficazes montam forças de trabalho e organizações que 
reconhecem a permanente necessidade de instrução e conhecimento. Eles asseguram que a 
tecnologia, a instrução e o conhecimento sejam utilizados eficazmente. 
 A utilização mais eficaz do capital, em oposição ao investimento do capital adicional, 
também é importante. Como catalisador da produtividade, o gerente tem a responsabilidade de 
conseguir 
melhorar a produtividade do capital com as restrições existentes. Os ganhos em produtividade nas 
sociedades do conhecimento exigem gerentes que estejam à vontade com a tecnologia e a ciência da 
administração. 
 O desafio da produtividade é difícil. Um país não pode ser um concorrente de classe mundial 
com entradas de segunda classe. Mão-de-obra sem qualificação, capital inadequado e tecnologia 
ultrapassada são entradas de segunda classe. Alta produtividade e saídas de alta qualidade exigem 
entradas de alta qualidade. 
 Embora seu atual crescimento da produtividade seja inferior ao da maioria dos outros países 
industrializados, os Estados Unidos ainda lideram no produto interno bruto (PIB) per capita. O 
trabalhador americano continua sendo o mais produtivo 
do mundo, produzindo uma média de $49.600 em bens e serviços - $5.000 a $10.000 a mais por 
trabalhador que seus colegas japoneses e alemães. Entretanto, como mostra a Fig. 
1.8(b), a liderança americana em produtividade está se estreitando. 
 
 
Aula 04 - OJETIVOS DE AP 
 
A AP não funciona ao acaso. Ela precisa ser planejada para atender a dois objetivos 
simultaneamente. Os dois objetivos da AP são alcançar eficiência e eficácia no processo produtivo. 
Eficiência e eficácia são dois conceitos importantíssimos na AP. 
 
1. Eficiência: significa a utilização adequada dos recursos empresarias. A eficiência relaciona-se 
com os meios - métodos, procedimentos, normas, programas, processos etc. Reside basicamente em 
fazer coisas corretamente, isto é, da melhor maneira possível. Eficiência significa realizar um 
magnífico trabalho em si. Produzir com eficiência significa utilizar métodos e procedimentos 
adequados de trabalho, executar corretamente a tarefa, aplicar da melhor maneira possível os 
recursos da empresa. 
 
2. Eficácia: já a eficácia está ligada aos fins, isto é, aos objetivos que a empresa pretende alcançar 
por meio de suas operações. Reside basicamente em fazer coisas que são importantes e relevantes 
para os resultados, ou seja, para os objetivos. Produzir com eficácia significa executar aquelas 
tarefas que são importantes para o negócio. 
 
 
 
A AP busca fazer com que a produção seja eficiente e eficaz simultaneamente. Eficiência e eficácia 
juntas recebem o nome de excelência. Mas tudo é muito relativo. Muitas vezes a produção chega a 
ser eficiente, mas não alcança a necessária eficácia. Isso acontece quando a execução das tarefas é 
bem feita, mas não chega a atingir as metas de produção desejadas pela empresa. Outras vezes, a 
produção não é eficiente, mas se toma eficaz porque se traduzem bons resultados. Isso acontece 
quando as tarefas são.realizadas de maneira precária, mas os resultados atingidos satisfazem as 
metas estabelecidas pela empresa. Como melhorar a eficiência? Dois aspectos são importantes 
quando se trata de eficiência: 
 
1. Racionalização: é a técnica que procura os métodos e processos mais adequados ao trabalho. 
Graças à racionalização pode-se desenhar um processo produtivo mais rápido e eficiente, com 
menores custos de produção, redução de estoques, redução de trabalho na produção etc. 
 
2. Produtividade: a produtividade é uma decorrência da eficiência. À medida que a produção é 
eficiente, ela alcança maiores níveis da produtividade. Produtividade é a relação ótima entre 
insumos e resultados, isto é, entre custos e benefícios, entre recursos aplicados e o volume 
produzido.Uma máquina é mais produtiva que outra na medida em que consegue produzir maior 
quantidade de peças no mesmo período. Um operário é mais produtivo do que outro quando produz 
mais no mesmo período e utilizando os mesmos recursos de produção. Aumentar a produtividade 
significa aumentar a produção sem aumentar o