AV2 - Filosofia e Ética
5 pág.

AV2 - Filosofia e Ética


DisciplinaAlgoritmos16.010 materiais199.714 seguidores
Pré-visualização1 página
Parte superior do formulário
		
		Avaliação On-Line 
	Avaliação:
	AV2.2012.3EAD-FILOSOFIA E ETICA-EDU0227 
	Disciplina:
	EDU0227 - FILOSOFIA E ETICA 
	Tipo de Avaliação:
	AV2 
	Aluno:
	
	Nota da Prova: 
	6
	Nota do Trabalho:      
	Nota da Participação:      2 
	Total:  
	8
	Prova On-Line 
	
Questão: 1 (179634) 
O que se faz com que os indivíduos se mantenham em harmonia conjugando interesses pessoais com os da coletividade?  Pontos da Questão: 0,5 
	Lógica. 
	Moral.
	Ética.
	Política.
	Democracia. 
	
Questão: 2 (179770) 
A influência de ___________ é percebida em São Tomás de Aquino.  Pontos da Questão: 0,5 
	Pirro 
	Plotino 
	Aristipo 
	Platão 
	Aristóteles 
	
Questão: 3 (179687) 
O que é determinismo?  Pontos da Questão: 0,5 
	É o termo usado quando pensamos em forças transcendentes às nossas. 
	É o termo científico que se refere às relações causais, também chamado de ocaso.
	É o termo científico que se refere às relações causais, também chamado de acaso.
	É o termo científico que se refere às relações causais e se constitui uma ameaça. 
	É o termo científico que se refere às relações causais necessárias que regem a realidade.
	
Questão: 4 (179779) 
A ideia de que a Natureza opera obedecendo a leis e princípios necessários e universais, isto é, os mesmos em toda a parte e em todos os tempos. É uma idéia  Pontos da Questão: 0,5 
	moderna. 
	medieval. 
	grega. 
	cristã. 
	contemporânea. 
	
Questão: 5 (179720) 
Quais são os dois planos que orientam a moral?  Pontos da Questão: 0,5 
	amoral e imoral. 
	contemplativo e prático. 
	moral e amoral. 
	moral e imoral. 
	teórico e factual. 
	
Questão: 20111eadcel0127discursiva2002 (179740)
6 - Para que filosofia? - as evidências do cotidiano e a atitude filosófica. Em nossa vida cotidiana, afirmamos, negamos, desejamos, aceitamos ou recusamos coisas, pessoas, situações. Fazemos afirmações como "onde há fumaça, há fogo", ou "não saia na chuva para não se resfriar". Avaliamos coisas e pessoas, dizendo, por exemplo, "esta casa é mais bonita do que a outra" e "Maria está mais jovem do que Glorinha". Em uma disputa, quando os ânimos estão exaltados, um dos contendores pode gritar ao outro: Mentiroso! Eu estava lá e não foi isso o que aconteceu, e alguém, querendo acalmar a briga, pode dizer: "Vamos ser objetivos, cada um diga o que viu e vamos nos entender". E se, em vez de afirmarmos que gostamos de alguém porque possui as mesmas idéias, os mesmos gostos, as mesmas preferências e os mesmos valores, preferíssemos analisar: O que é um valor? O que é um valor moral? O que é um valor artístico? O que é a moral? O que é a vontade? O que é a liberdade? Como se poderiam melhor entender e ensinar essas questões filosóficas? 
(Marilena Chauí. Filosofia. Série Novo Ensino Médio. São Paulo: Ática, 2002, p. 7-9 com adaptações). 
E, se perguntássemos o que é cultura e o que ela tem haver com a questão moral? 
  Pontos da Questão: 1,5 
	Resposta do Aluno:
A cultura diz muito de uma pessoa,onde aprendemos e criamos, adquirimos conhecimentos e costumes de um povo para que nos libertamos para o mundo carregando na bagagem uma grande ou pouca estrura moral e cultural de um povo. A moral se faz com que os indivíduos se mantenham em harmonia conjugando interesses pessoais com os da coletividade, assim a cultura de um determinado povo pode ajudar ou atrapalhar a umindividuo a conviver em sociedade dependendo dos seus abtos e costumes de seu povo.
Gabarito:
Nossos sentimentos, nossas condutas, nossas ações e nossos comportamentos são modelados pelas condições em que vivemos (família, classe e grupo social, escola, religião, trabalho, circunstâncias políticas, etc.), e pelos costumes de nossa sociedade. De fato a Moral é o conjunto de normas que regulam as condutas dos homens em sua vida social, essas normas são adquiridas pela vivência da cultura através de uma educação, da tradição e no cotidiano. A ética são discursos morais, bem como critérios de escolha para valorar e padronizar as condutas. Estes estão disseminados na família, empresa e sociedade. 
Fundamentação do Professor:
Pontos do Aluno:   
	
Questão: 20111eadcel0127discursiva8001 (179745)
7 - Enquanto para os filósofos antigos a vontade era uma faculdade racional capaz de dominar e controlar a desmesura passional de nossos apetites e desejos, havendo, portanto, uma força interior (a vontade consciente) que nos tornava morais, para o cristianismo, a própria vontade está pervertida pelo pecado e precisamos do auxílio divino para nos tornarmos seres morais. Defina o que é livre-arbítrio e o relacione com a interioridade cristã.  Pontos da Questão: 1,5 
	Resposta do Aluno:
O livre-arbítrio é a forma que desejamos e escolhemos ter liberdade de decidir o que queremos fazer de nossas vidas, para que lado iremos ou o que achamos que é bom pra nós. Na interioridade cristã devemos andar conforme a moral e os bons costumes em que nós é ensinado desde que nascemos. A interioridade cristã faz com que o livre-arbítrio ande na linha de suas escolhas ditando e nos fazendo crer que as nossas escolhas devem ser ponderadas por eles.
Gabarito:
Definição de Livre-arbítrio: Aquele que tem em si mesmo o princípio para agir e não agir, isto é ,aquele que é causa interna de sua ação ou da decisão de não agir. Quando o indivíduo está impedido de agir livremente em suas ações , ou seja, quando as determinaçoes internas ou externas impedem alguém de decidir com seu livre-arbitrio como nas coações extrenas e internas. A afirmação de que somos dotados de vontade livre \u2013 ou livre-arbítrio \u2013 e que o primeiro impulso de nossa liberdade dirige-se para o mal e para o pecado, isto é, para a transgressão das leis divinas, pois somos seres fracos, pecadores, divididos entre o bem (obediência a Deus) e o mal (submissão à tentação demoníaca). 
Fundamentação do Professor:
Pontos do Aluno:   
	
Questão: 8 (179756) 
Quais são as virtudes teologais?  Pontos da Questão: 0,5 
	fé, caridade e justiça. 
	fé, prudência e justiça; 
	fé, modéstia e caridade. 
	fé, coragem e justiça; 
	fé, esperança e caridade; 
	
Questão: 9 (179786) 
A imperfeição para os neoplatônicos era chamada de  Pontos da Questão: 1 
	ausência do mal 
	ausência do bem 
	ausência de perfeição. 
	bem. 
	perfeição. 
	
Questão: 10 (179624) 
O caminho da filosofia é marcado por:  Pontos da Questão: 1 
	virtude e vício. 
	unanimidade e certeza. 
	compaixão e culpa. 
	honestidade e desonestidade.
	debates e controvérsias. 
	
Parte inferior do formulário