A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
ANATOMIA DOS VASOS SANGUÍNEOS

Pré-visualização | Página 1 de 1

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS - UNISINOS 
UNIDADE ACADÊMICA DE GRADUAÇÃO 
CURSO DE FISIOTERAPIA 
 
EVELINE ALVES 
 
M1 | TAREFA – ANATOMIA DOS VASOS SANGUÍNEOS 
DISCIPLINA ANATOMIA DE ÓRGÃOS E SISTEMAS 
1. TABELA DOS VASOS ARTEIRAIS E VENOSOS 
 
 TÚNICA ÍNTIMA TÚNICA MÉDIA TÚNICA ADVENTÍCIA 
ARTÉRIA ELÁSTICA 
(Condutoras): 
Grandes vasos que 
saem da Aorta. 
(Subclávia, carótida 
comum, aorta, tonco 
bronquiocefálico). 
Relativamente larga 
e de tecido 
conjuntivo. Bem 
desenvolvidas, fibras 
elásticas. 
Espeça, células 
celulares lisas e 
lâminas elásticas 
(membranas 
fenestradas - 
cavidades), fibras 
reticulares (colágeno 
tipo 3 - colágeno 
fininho) e 
proteoglicanas. 
Pouco desenvolvida. 
Encontrados Vasa 
Vasorum e Nervi 
Vasorum. 
ARTÉRIA MUSCULAR 
(Distribuidoras): De 
médio calibre. (A 
mesentérica; 
esplênica). 
Delgada, endotélio, 
membrana basal, 
lâmina elástica 
interna bem 
evidente. 
Alta concentração de 
músculo liso. Sem 
membranas 
fenestradas. 
Presença de fibras 
elásticas. 
Tecido conjuntivo 
frouxo rico em fibras 
colágenas e com 
algumas elásticas. Há 
Vasa Vasorum e 
Nervi Vasorum. 
ARTERÍOLA: 
Artéria muscular e 
artéria elástica juntas. 
Camada 
subendotelial 
delgada, membrana 
elástica interna bem 
evidente. 
Formada por uma a 
cinco camadas de 
músculo liso. Sem 
limitante elástica 
externa. 
Estreita e pouco 
desenvolvida. 
Insignificante. 
V
A
SO
S 
A
R
TE
R
IA
IS
 
*As veias são vasos sanguíneos que podem apresentar pequeno, médio ou grande calibre, sendo a 
maioria delas de pequeno e médio calibre. O diâmetro desses vasos varia entre 1 mm e 9 mm. 
 
 TÚNICA ÍNTIMA TÚNICA MÉDIA TÚNICA ADVENTÍCIA 
VEIA GRANDE CALIBRE: 
(Cavas pulmonares, 
etc.). O que diferencia 
uma média de uma 
grande é a disposição 
das fibras musculares. 
Facilita que o sangue 
chegue ao coração. 
Apresenta uma 
espeça camada 
subendotelial, 
ausência de 
membrana limitante 
elástica interna. 
Reduzida com poucas 
fibras musculares 
lisas e tecido 
conjuntivo. Sem 
limitante elástica 
externa. 
Camada mais espeça, 
contém fibras 
musculares lisas com 
disposição 
longitudinal no vaso; 
tecido conjuntivo rico 
em fibras colágenas e 
elásticas. Vasa 
vasorum. 
 
VEIA MÉDIO CALIBRE: 
Possuem uma parede 
relativamente fina em 
comparação às artérias 
do mesmo calibre e 
uma luz mais ampla e 
irregular. 
A camada 
subendotelial é 
delgada ou ausente; 
membrana limitante 
elástica interna 
ausente. Sem 
limitante elástico. 
Constituído por 
poucas fibras 
musculares lisas, 
fibras colágenas e 
elásticas. Pequenos 
feixes de músculo liso 
com feixes 
retriculares. Sem 
limitante elástica. 
Camada mais espeça 
que a média, rica em 
fibras colágenas. 
(Bem desenvolvida). 
Músculos liso + fibras 
colágenas elásticas. 
VÊNULAS: 
As vênulas são vasos 
sanguíneos que 
transportam sangue de 
um leito capilar para 
uma veia. 
Somente endotélio, 
membrana basal e 
perícito (pequenas 
válvulas). Delgada 
Inexistente ou 
fomada por delgado 
estrato muscular. 
Grandes vênulas: 
uma camada de 
músculo liso. 
Camada mais espeça, 
formada por tecido 
rico em colágeno. 
CAPILARES: 
São os menores vasos 
san- güíneos. 
Única camada de 
célualas endoteliais, 
membrana basal e 
perícitos. 
Inexistente. Inexistente. 
 
 
 
 
 
V
A
SO
S 
V
EN
O
SO
S 
 
REFERÊNCIAS: 
Anatomia e Fisiologia, 3° edição. MARIEB, Elaine N., HOEN, Katja

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.