10_Tempestades Severas e Tornados
17 pág.

10_Tempestades Severas e Tornados


DisciplinaIntrodução Às Ciências Atmosféricas68 materiais317 seguidores
Pré-visualização10 páginas
(USA) planejava instalar uma rede de 
unidades de radar Doppler em estações de tempo 
selecionadas. Esta rede de radares planejada, 
denominada NEXRAD (um acróstico para NEXt 
Generation Weather RADar \u2013 a Futura Geração de 
Radares Meteorológicos) vai substituir as 
envelhecidas unidades convencionais de radar. (A 
propósito, o nome do novo radar Doppler é WSR 
88D.) Detectar as imagens de mesociclones e 
tornados com o radar Doppler auxiliará os previsores 
na determinação de quais tempestades severas irão 
provavelmente gerar tornados. Em conseqüência, 
eles serão capazes de fornecer alertas melhores e 
com maior antecedência quando da aproximação de 
um tornado. Alertas mais confiáveis, obviamente, 
deverão diminuir o número de alarmes falsos12. 
Como o radar Doppler mostra os 
movimentos do ar no interior de uma tempestade, 
ele pode ajudar a identificar a magnitude de outros 
fenômenos de tempo severo, tais como frente de 
rajada, \u201cmicroburst\u201d, e cisalhamentos do vento que 
são perigosos para as aeronaves. Certamente, 
quando o radar Doppler fizer parte da rede maior de 
radares, nosso entendimento dos processos que 
geram tempestades severas serão aprimorados, e 
com sorte haverá um sistema ainda melhor de alerta 
de tempestades severas e tornados, resultando em 
menos mortes e ferimentos. 
 
Trombas d\u2019água 
 
Uma tromba d\u2019água é uma coluna de ar giratória 
sobre um extensa massa de água. A tromba d\u2019água 
pode ser um tornado que se formou sobre a terra e 
depois locomoveu-se para água. Neste caso, uma 
tromba d\u2019água é chamada de tromba d\u2019água 
tornádica. Trombas d\u2019água que se formam sobre a 
água, sobretudo acima das águas costeiras 
profundas e quentes dos recifes da Flórida, onde 
quase 100 ocorrem a cada mês de verão, são 
denominadas trombas d\u2019água de \u201cbom tempo\u201d. Estas 
trombas d\u2019água são geralmente muito menores que 
a média dos tornados, já que têm diâmetros 
comumente entre 3 e 100 metros (10 a 300 pés). 
Trombas d\u2019água de bom tempo são também menos 
intensas, já que os seus ventos rotatórios são 
tipicamente menores que 45 nós. Devido a isto, elas 
tendem a se mover mais lentamente e só duram 
cerca de dez a quinze minutos, apesar de algumas 
sobrexistirem por até uma hora. 
 Trombas d\u2019água de bom tempo tendem a se 
formar quando o ar é instável e as nuvens estão se 
desenvolvendo. Ao contrário dos tornados, elas não 
precisam das tempestades severas para gerá-las. 
Algumas se formam em pequenas tempestades, 
mas a maioria se forma com cúmulos congestus em 
desenvolvimento cujos topos estão freqüentemente 
abaixo de 3600 metros (12.000 pés) e que não se 
 
12 Você sabia? 
Durante a Guerra de 1812, mais tropas inglesas foram mortas ou 
feridas por um monstruoso tornado que atingiu Washington, D.C., 
do que por todo o poder de fogo que as tropas americanas 
poderiam ter reunido tentando defender a cidade. 
estendem até o nível de congelamento. 
Aparentemente, o ar quente e úmido próximo à água 
ajuda a criar instabilidades atmosféricas e a corrente 
ascendente sob a nuvem resultante favorece o 
levantamento do ar à superfície. Estudos recentes 
inclusive sugerem que frente de rajada e brisas 
marítimas convergentes podem exercer um papel na 
formação em algumas das trombas d\u2019água que se 
formam sobre os recifes da Flórida. 
 O funil da tromba d\u2019água é semelhante ao 
funil do tornado em relação ao fato de que ambas 
são nuvens de vapor d\u2019água condensado com 
ventos convergentes que se erguem ao redor de um 
núcleo central. Contrariamente à crença popular, as 
trombas d\u2019água não sugam água através do seu 
centro; entretanto, um borrifo rodopiante pode ser 
erguido por vários metros quando o funil da tromba 
d\u2019água toca a água. Pelo que parece, as trombas 
d\u2019água mais destrutivas são aquelas que começam 
como tornados sobre a terra e depois se locomovem 
para a água. Uma fotografia de uma particularmente 
intensa e bem desenvolvida tromba d\u2019água de bom 
tempo próxima aos recifes da Flórida é mostrada na 
Fig. 10.29. 
 
Sumário 
 
Neste capítulo, nós examinamos as 
tempestades e as condições atmosféricas que as 
produzem. Os ingredientes de uma tempestade de 
massa de ar isolada são ar úmido à superfície, muita 
luz do sol para aquecer o solo e uma atmosfera 
instável. Quando estas condições prevalecem, 
pequenos cúmulos podem crescer até se tornarem 
nuvens gigantescas e tempestades em 20 minutos. 
 Quando as condições são adequadas para o 
desenvolvimento de tempestades e um potente 
cisalhamento vertical do vento existe, está tudo 
pronto para a geração de tempestades severas. 
Supercélulas podem existir por várias horas, já que 
as suas correntes ascendentes e descendentes 
estão quase em equilíbrio. Tempestades que se 
forma alinhadas, especialmente na dianteira de uma 
frente fria que se aproxima, são chamadas de linhas 
de instabilidade. 
 O relâmpago é uma descarga de eletricidade 
que ocorre nas tempestades maduras. A descarga 
de um raio aquece momentaneamente o ar a uma 
temperatura incrivelmente alta. A rápida expansão 
do ar produz um som denominado trovão. Junto com 
raios e trovões, as tempestades severas produzem 
tempos violentos, tais como granizo, correntes 
descendentes poderosas e a mais temida de todas 
as tempestades atmosféricas \u2013 o tornado. 
 Tornados são colunas de ar de rápida 
rotação que se estendem para baixo a partir da base 
de uma tempestade severa. A maioria dos tornados 
têm menos do que umas poucas centenas de metros 
de largura com velocidades dos ventos menores que 
100 nós, apesar de que tornados violentos podem 
ter velocidades dos ventos superiores a 250 nós. Um 
tornado violento pode realmente possuir turbilhões 
menores (vórtices de sucção) rodando em seu 
interior. Com o auxílio do radar Doppler, os cientistas 
vêm sondando as tempestades produtoras de 
tornados, esperando melhor prevê-los e melhor 
entender onde, quando e como eles se formam. 
 Uma prima normalmente menor e menos 
destrutiva do tornado é a tromba d\u2019água de \u201cbom 
tempo\u201d que comumente se forma sobre as águas 
quentes dos recifes da Flórida. 
 
 
Termos-chaves 
 
Os termos seguintes estão listados na ordem em que apareceram no texto. Defina cada um deles. Fazer isso 
ajudará você a rever o material tratado neste capítulo. 
 
tempestades de massas de ar 
estágio cúmulos 
tempestade elétrica madura 
estágio de dissipação 
tempestades multicelulares 
frente de rajada 
downburst 
microburst 
supercélula 
linha de instabilidade 
 
enchentes repentinas 
CCM 
relâmpago 
trovão 
condutor fásico 
descarga de retorno 
condutor-dardo 
tornados 
tuba 
irrupção de tornados 
 
vórtices de sucção 
escala Fujita 
mesociclone 
parede de nuvens 
aviso de tornado 
alerta de tornado 
eco gancho 
radar Doppler 
NEXRAD 
tromba d\u2019água 
 
Questões de Revisão 
 
1. O que é uma tempestade? 
2. Como você seria capaz de diferenciar uma tempestade de massa de ar (trovoada ordinária) de uma 
tempestade severa? 
3. Descreva os estágios de desenvolvimento de uma tempestade de massa de ar. 
4. Como se formam as correntes descendentes nas tempestades? 
5. Por que as tempestades de massas de ar se formam freqüentemente à tarde? 
6. Explique porque as tempestades de massas de ar tendem a se dissipar mais rapidamente que as 
tempestades severas. 
7. (a) Como se formam as frentes de rajada? 
(b) Que tipo de tempo uma frente de rajada traz quando ela passa? 
8. (a) Descreva a formação de um \u201cmicroburst\u201d. 
(b) Por que o termo cisalhamento do vento é normalmente usado em conjunto com \u201cmicroburst\u201d? 
9. Por que as tempestades severas não são muito comuns nas regiões polares? 
10. Dê uma possível explicação para a geração de linhas de instabilidade pré-frontais. 
11. O que é um Complexo Convectivo de Mesoscala (CCM)? 
12. Onde ocorre a maior freqüência