525697

525697


DisciplinaContabilidade Societária I1.625 materiais15.344 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Clique para editar o estilo do título mestre
Clique para editar o estilo do subtítulo mestre
*
*
*
Contabilidade Avançada
Profª. Msc. Glenda Soprane 
Faculdade Estácio de Sá
*
*
*
A linguagem da informação contábil não é homogênea e varia conforme o país.
Fato disso é a classificação da con-tabilidade como sendo uma ciência social aplicada.Isso significa dizer que ela recebe grande influência do meio em que está inserida. 
*
*
*
Qual o objetivo da 
Contabilidade Internacional?
A contabilidade internacional surge para construir um ponto comum entre os relatórios financeiros elaborados por contextos de outros países e definir métodos de adaptação aos padrões internacionais a partir da contabilidade local. 
*
*
*
Ela está estruturada a partir do estudo das normas e modelos contábeis vigentes em cada país e tem como objetivo a harmonização internacional seguida da escolha do modelo e a padronização mundial, respeitadas as peculiaridades de cada país. 
Como a Contabilidade Internacional 
está estruturada?
*
*
*
Idealização
 Uniformizar mundialmente as normas, para que os profissionais da contabi-lidade e os usuários das demonstrações contábeis, envolvidos em transações de natureza econômica, estejam seguros quanto a aplicação dos critérios unifor-mes e homogêneos, assegurando que tais informações não concorram para distorções ou má interpretação dos fa-tos.
*
*
*
Conceitos Importantes:
*
*
*
Conceitos...
Padronização:
\u2013 Consiste na uniformização de regras mais rígidas, sem flexibilização.
Harmonização:
\u2013 Busca amenizar as diferenças internacionais.
Convergência
 \u201cDireção comum para o 
 mesmo ponto\u201d 			
*
*
*
½ dúzia de razões para 4 resultados:
Razões
Padroni-zação Interna-cional
Padrão próprio
Informações:
+ confiáveis; 
+ qualidade; 
+ comparável
 risco
histórica
multinacional
de comparação
de harmonização
+ aquisições de sociedades estrangeiras
+ necessidade financeiras 
Contrário 
Resultados
*
*
*
Facilidade na elaboração de re-latórios financeiros para as empre-sas multinacionais, visto serem elaborados numa mesma base;
A informação interna de empresas subsidiárias seria muito mais fácil de comparar e analisar;
Para as sociedades internacionais de contabilidade em que os seus clientes têm subsidiárias em vários países, a consolidação de contas tornar-se-ia menos onerosa e mais fácil de concretizar.
IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE
 INTERNACIONAL
*
*
*
A harmonização também é de extrema importância
 na procura de eficiência das transações internacio-
nais. As empresas multinacionais são obrigadas a 
efetuar 2 tipos de contabilidade:
\u263csão elaboradas contas consolidadas conforme as 
normas do país da empresa-mãe, devido às exigên-
cias do mercado de capitais;
\u263csão também elaboradas contas individuais para 
cada filial, estabelecidas segundo as regras e legis-
lação locais, que têm um objetivo essencialmente
 da economia fiscal.
*
*
*
EXEMPLO:
Se um fundo de pensões Austríaco de-sejar investir em ações de uma empre-sa espanhola, terá dificuldade na ava-liação da performance da empresa se não conhecer os métodos contabilís-ticos adotados na Espanha e também tem de ter em conta os fatores cultu-rais que são susceptíveis de influen-ciar a avaliação.A falta de uniformi-dade e de comparabilidade das infor-mações contabilísticas constituem in-dubitavelmente um dos obstáculos ao investimento internacional.
*
*
*
Aqui no nosso país a regulamentação é rea-lizada através do Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC, por meio das Normas Brasileiras de Contabilidade - NBC. Em 2007 com a publicação da Lei 11.638/2007 dá-se início à convergência brasileira aos padrões internacionais e em 2009 com a Resolução CFC 1.156, as NBCs devem seguir os padrões internacionais contidos nos 
International Financial Reporting Standards (IFRS) publicados pelo International Accounting standards Board (IASB) 
Estrutura Normativa no Brasil 
*
*
*
O CPC tem por objetivo estudar, preparar e emitir Pronunciamentos Técnicos sobre procedimentos de contabilidade e divulgar informações dessa natureza, visando permitir a emissão de normas uniformes pelas entidades-membro, levando sempre em con-sideração o processo de convergência às normas internacionais. 
*
*
*
Quem são essas entidades-
membros
CFC 
APIMEC NACIONAL
ABRASCA
BM&FBOVESPA
FIPECAFI
IBRACON
*
*
*
O Comitê de Práticas Contábeis torna o Brasil capaz de interpretar as normas específicas sobre a padronização contábil. Embora seja recomendativo, fortalece a profissão contábil e a harmonização das normas internacionais.
*
*
*
	Para o Brasil, a harmonização das normas contábeis abre o mercado brasileiro aos investidores internacionais, além de tornar o mercado de capitais e o sistema financeiro brasileiro mais transparentes.
	
*
*
*
Assim, a partir de 2010 ficam obrigadas todas as empresas, a elaborar seus demonstrativos financeiros conforme as novas normas. O conjunto completo de IFRS deve ser observado pelas sociedades de grande porte e as pequenas e médias empresas estão sujeitas ao previsto na Resolução CFC 1.255/2009. 
*
*
*
As Normas Internacionais de Contabilidade (International Accounting Standard - IAS em inglês), atualmente conhecidas como normas IFRS (International Financial Reporting Standard) são um conjunto de pronunciamentos de contabilidade internacionais publicados e revisados pelo IASB (International Accounting standards Board). 
*
*
*
Comissão de Normas Internacionais de Contabilidade (IASC) 
A IASC (International Accounting Standards Committee) iniciou a sua existência em 1973, onde as normas internacionais já existiam, mas eram pouco adotadas na prática, eram citadas como referência contábil internacional. A partir de 2005 em que a União Européia decidiu adotar as normas internacionais, que surge então o IASB, sendo um órgão importante nesse processo de transição, garantindo com que as empresas migrem para o GAAP (Generally Accepted Accounting Principles).
*
*
*
 formalizar e publicar, no interes-se público, normas contabilísticas a serem apresentadas nas de-monstrações financeiras e promover a sua aceitação e observância mundial;
 operar para a melhoria e harmo-nização dos regulamentos, normas e procedimentos contabilísticos re-lacionados com a apresentação das demonstrações financeiras
Objetivos do IASC: 
*
*
*
 
Princípios de Contabilidade Geralmente Aceitos ( GAAP ) 
O GAAP (Generally Accepted Accounting Principles) se preocupa com mensuração das atividades econômicas, com o momento no qual tal mensuração será realizada ou registrada, com a evidenciação das atividades que a circundam e com a preparação e apresentação de informações 
econômicas resumidas na forma
 de demonstrações financeiras. 
*
*
*
Entendendo....
Os padrões contábeis mais importantes para as 
empresas converterem seus demonstrativos são 
basicamente dois, sendo o primeiro o padrão 
FASB, que é o padrão seguidos pelo bloco de 
países liderado pelos EUA. Já empresas com 
matrizes situadas em sua maioria na Europa 
seguem o padrão IFRS. 
As normas contábeis FASB ou
 IFRS estabelecem como devem
 ocorrer os tratamentos contábeis 
nas diversas contas patrimoniais 
e de resultados. 
*
*
*
 As principais mudanças se referem a nova estruturação do Balanço Patrimonial, os critérios de avaliação dos ativos e passivos, a publicação do Fluxo de Caixa e da Demonstração do Valor Adicionado, dentre outros.
*
*
*
Resumo das demonstrações contábeis e outras informações (prestação de contas)
 
\u2022 BP;
\u2022 DRE;
\u2022 DFC;
DMPL e/ou DLPA
Relatório da Administração;
Notas Explicativas;
Parecer do conselho Fiscal
Parecer dos Auditores Independentes (se houver);
Relatório do Comitê de Auditoria (se houverem)
*
*
*
São temas da Contabilidade Internacional não somente as normas contábeis, mas também outros temas relevantes tais como: contabilidade ambiental, balanço social, praticas contábeis em empresas globais... 
Então, podemos destacar que o 
grande objetivo da contabilida-
de Internacional é promover a 
harmonização