Introdução a Homeopatia

Introdução a Homeopatia


DisciplinaMedicina Comunitária II15 materiais21 seguidores
Pré-visualização1 página
Clique para editar o estilo do título mestre
Clique para editar o estilo do subtítulo mestre
*
*
*
Introdução à Homeopatia	
Profª Mariluza Heberle Reis
2009
*
*
*
Não acrediteis em coisa alguma
Pelo fato de vos mostrarem o testemunho escrito
De algum sábio antigo;
Não acrediteis em coisa alguma
Com base na autoridade de mestres e sacerdotes;
Aquilo, porém, que se enquadrar na vossa razão,
E depois de minucioso estudo
For confirmado pela vossa experiência,
Conduzindo ao vosso próprio bem
E ao de todas as outras coisas vivas;
A isso aceitai como verdade;
Por isso, pautai vossa conduta!
 Sakya-Muni (BUDA)
*
*
*
O que é Homeopatia?
É eficaz?
Que tipos de doenças podem ser tratadas?
O seu método é confiável e científico?
Qual a sua história?
Como é uma consulta homeopática?
Como a homeopatia aborda a realidade da doença e do doente?
Que tipos de medicamentos homeopáticos existem?
Em que consiste, precisamente, a homeopatia?
*
*
*
Histórico
Séc. XVIII
mecanicistas (materialistas)
vitalistas (doença - desequilíbrio da energia vital)
Traduziam pensamentos das escolas de Cnido e Cos ( medicina grega)
Hipócrates (460-375 a.C.) \u2013 princípios de cura 
Contraria contrariis curantur
Similia similibus curantur
Vis naturae medicatrix
*
*
*
Histórico
 Predominava a medicina \u201cheróica\u201d \u2013 provocar a eliminação dos venenos internos através do aumento das diversas excreções orgânicas.
 Sangria, calomelano (purgativos e eméticos), vesiculação.
\u201c Ele morreu curado\u201d
 
*
*
*
Histórico
Samuel Hahnemann (1755-1843)
A Homeopatia começou a nascer com a Tradução da Matéria Médica de Cullen, que discordou da explicação da ação da quina.
Experimentou a quina em si mesmo
Descobre que os efeitos resultantes da intoxicação eram semelhantes aos sintomas da malária, cujo tratamento a quina era o medicamento de eleição. 
*
*
*
Histórico
1796 \u2013 Hahnemann publica um Ensaio sobre um novo princípio para descobrir as virtudes curativas das substâncias medicinais. Nasce a Homeopatia.
1810 \u2013 Organon da arte de curar
1811 a 1821 \u2013 Matéria Médica Pura
1828 \u2013 Tratado da doenças crônicas.
*
*
*
Fundamentos da Homeopatia
Princípio da semelhança
Experimentação no homem sadio
Ação de diluições infinitesimais
Remédio único
*
*
*
1. Princípio da semelhança
\u201cToda substância capaz de provocar determinados sintomas (físicos ou psíquicos) numa pessoa sadia é também capaz de curar uma pessoa doente que apresente estes mesmos sintomas: esta é a idéia central do princípio da semelhança\u201d.
*
*
*
*
*
*
2.Experimentação no homem sadio 
Consiste na administração repetida de uma determinada diluição homeopática de uma única substância e o registro de todos os sintomas provenientes da sua administração, criteriosa e precisamente observados.
*
*
*
3. Ação das diluições infinitesimais
A homeopatia, diluindo sucessivamente a substância de base, chega a diluições infinitesimais, onde teoricamente não deveria existir uma única molécula da substância original, ou seja, o medicamento passaria a não ser mais um agente puramente químico, e sim físico.
*
*
*
4. Remédio único
O medicamento identificado, ou simillimum, será administrado unicamente, sem interferência de outro. 
*
*
*
Consulta médica homeopática
- \u201cDoutor, a homeopatia é a minha última esperança. Já fui a vários médicos, fiz inúmeros exames e todos os médicos dizem que eu não tenho nada. Mas eu não estou me sentindo bem, e sei que tenho alguma coisa que não está boa\u201d.
*
*
*
Consulta médica homeopática
Anamnese (interrogatório), exame físico e exames complementares.
Entretanto, para o homeopata, o homem é um ser biopsicossocial. Ele precisa de um conhecimento mais profundo e extenso.
Precisa estabelecer o diagnóstico do remédio mais semelhante ao conjunto de sintomas e sinais (doença).
Repertório Homeopático \u2013 listados todos os sintomas que integram as diversas patogenesias com os respectivos medicamentos que os provocam.
*
*
*
Medicamentos homeopáticos
É qualquer substância, submetida a um processo conjunto de diluição e dinamização, capaz de provocar tanto o surgimento de sintomas físicos e psíquicos no homem sadio, como o desaparecimento destes mesmos sintomas numa pessoa doente.
São provenientes dos reinos: vegetal, animal e mineral. 
*
*
*
Medicamentos homeopáticos
Apresentação: pós, tabletes, comprimidos, líquidos e glóbulos. Absorção é por via sublingual.
Não há incompatibilidade farmacológica no uso simultâneo de medicamentos homeopáticos e alopáticos, que atuam através de mecanismos de ação diferentes e complementares.
*
*
*
Possibilidades e limitações da Homeopatia
Amplo campo de ação
Doenças funcionais e lesionais
Agudos ou crônicos
Todas as idades
Pacientes alérgicos
Algumas doenças lesionais \u2013 é usada juntamente com a terapêutica clássica
Nas agudas \u2013 se no início, age rapidamente 
Epidemias \u2013 \u201cgênio epidêmico\u201d Ex.: gripes, viroses, etc.
Não é milagrosa - ex.: obesidade ( qtidade e qualidade dos alimentos consumidos, atividades físicas e o psiquismo)
*
*
*
Limites
Doenças congênitas
Esquizofrenia
Tumores malignos
Hemiplegias \u2013 AVC
Diabete insulino-dependente
Casos de cirurgia \u2013 auxiliar.