Modulo1 - Operacoes como arma competitiva
37 pág.

Modulo1 - Operacoes como arma competitiva


DisciplinaEstratégia da Produção67 materiais346 seguidores
Pré-visualização4 páginas
para medida de 
desempenho e 
 tomada de 
decisões
Provisão de dados 
relevantes
Opções de
Tecnologia 
de Processo
Função técnica
Função de operações
Contabilidade e 
função de finanças
Função de 
desenvolvimento de 
produto/ serviço
Função de marketing
Função de sistemas 
de informação
Função de recursos 
humanos (RH)
Funções centrais
Funções de apoio
O relacionamento 
entre as funções 
centrais é mais de 
igualdade \u2013 
menos do tipo 
\u201cisto é o que nós 
queremos\u201d e 
mais do tipo \u201cisto 
é o que podemos 
fazer no 
momento \u2013 
como podemos 
conciliar esta 
situação com as 
necessidades 
mais amplas do 
negócio?\u201d 
 
 
Departamento de Engenharia Industrial 
ENG 1514 \u2013 Estratégia da Produção 
2012.1 
Professor: Paulo Cunha 
3 - Administração de Operações como uma Função 
26 
Cada vez que você analisar um estudo de caso, inicie com essas 
duas questões fundamentais: 
1. Como esta organização está tentando competir (ou 
satisfazer a seus objetivos estratégicos, no caso de uma 
organização que não visa lucro)? 
2. O que a produção pode fazer para ajudar a organização a 
competir mais eficazmente? 
 
 \uf0fc Caso 1: Silva Conceitos Criativos 
 
Departamento de Engenharia Industrial 
ENG 1514 \u2013 Estratégia da Produção 
2012.1 
Professor: Paulo Cunha 
3 - Administração de Operações como uma Função 
\uf0fc As operações produtivas diferem umas das outras em quatro aspectos 
principais (4 V\u2019s): 
1. Volume de seus recursos de saída (outputs); 
2. Variedade dos recursos que produzem (outputs); 
3. Variação da demanda do output ; 
4. Grau de visibilidade que os consumidores possuem da produção do 
output. 
27 
A posição de uma operação nas 4 dimensões é determinada 
pela demanda do mercado a que está servindo. 
Entretanto, uma grande parcela das operações possui 
alguma flexibilidade para se mover nas quatro dimensões 
 Slack et al. (2009) 
Departamento de Engenharia Industrial 
ENG 1514 \u2013 Estratégia da Produção 
2012.1 
Professor: Paulo Cunha 
3 - Administração de Operações como uma Função 
28 
IMPLICAÇÕES
TIPOLOGIA 
DA 
OPERAÇÃO
IMPLICAÇÕES
Baixa repetibilidade Alta repetibilidade de tarefas
Os funcionários participam Especialização de tarefas
 mais do trabalho Sistematização do trabalho
Menor sistematização Capital intensivo
Custo unitário alto Custo unitário baixo
Flexível em variedade Variedade bem definida
Complexidade do processo Produção rotinizada
Produção atende melhor às Produção padronizada
 necessidade dos consumidores Atendimento regular
Custo unitário alto Baixo custo unitário
Capacidade mutante Capacidade estável
Antecipação da produção Produção rotineira
Flexibilidade da capacidade Flexibilidade previsível
Capacidade ajustada à demanda Alta utilização da capacidade
Custo unitário alto Custo unitário baixo
Tolerância de espera limitada Tempo alto entre a produção
Satisfação definida pela e o consumo
 percepção do consumidor Satisfação padronizada
Necessidade de habilidade de Pouca habilidade de contato
 contado com o consumidor com o consumidor
Maior número de funcionários Menor número de funcionários
Variedade recebida é alta Variedade recebida padronizada
Diversos locais de distribuição Centralização do local de 
 de produtos e serviços distribuição
Custo unitário alto Custo unitário baixo
VOLUME
VARIEDADE
VARIAÇÃO DA 
DEMANDA
CONTATO 
COM O 
CONSUMIDOR
ALTO
BAIXA
BAIXA
BAIXO
BAIXO
ALTO
ALTA
ALTA
Departamento de Engenharia Industrial 
ENG 1514 \u2013 Estratégia da Produção 
2012.1 
Professor: Paulo Cunha 
Volume 
Variedade 
Variação 
Visibilidade 
Baixo 
Alta 
Alta 
Alta 
Alto 
Baixa 
Baixa 
Baixa 
Hotel de luxo Hotel popular 
3 - Administração de Operações como uma Função 
\uf0fc Exemplo: 4 V\u2019s de duas operações 
29 
Departamento de Engenharia Industrial 
ENG 1514 \u2013 Estratégia da Produção 
2012.1 
Professor: Paulo Cunha 
3 - Administração de Operações como uma Função 
\uf0fc Proteção da Produção: uma forma dos gerentes de produção tentarem 
minimizar problemas do \u201cambiente\u201d é proteger a produção do ambiente, o 
que pode ser feito de duas maneiras: 
- Proteção física: manter estoque de recursos, sejam estes inputs para o 
processo de transformação ou outputs; 
- Proteção organizacional: alocar as responsabilidades das várias funções da 
organização, de modo que a função produção seja protegida por elas do 
ambiente externo. 
30 
Algumas críticas: 
- O atraso de comunicação entre a função isolante e a função 
produção diminui o ritmo do processo decisório; 
- A operação que nunca interage com o ambiente, não 
desenvolve uma compreensão dele. 
 
 
Departamento de Engenharia Industrial 
ENG 1514 \u2013 Estratégia da Produção 
2012.1 
Professor: Paulo Cunha 
3 - Administração de Operações como uma Função 
\uf0fc Proteção da Produção 
31 
TIPO DE 
PROTEÇAO
VANTAGENS DESVANTAGENS
PROTEÇÃO FÍSICA Bens (estoques): atrasos de 
fornecimento, reprovação da 
qualidade, variação da demanda 
Serviços (filas): faltas, 
cancelamentos tardios, gargalos
Bens (estoques): elevados custos de 
estocagem , atua contra melhorias 
Serviços (filas): insatisfação dos clientes 
PROTEÇÃO 
ORGANIZACIONAL
Transferência de responsabilidades Perda da agilidade de realizar mudanças, 
perda da capacidade de interagir com o 
ambiente, isenção de responsabilidades 
Departamento de Engenharia Industrial 
ENG 1514 \u2013 Estratégia da Produção 
2012.1 
Professor: Paulo Cunha 
3 - Administração de Operações como uma Função 
\uf0fc Administração da produção em pequenas empresas 
- Empresas grandes têm recursos para destinar profissionais para tarefas 
especializadas, o que geralmente não ocorre com empresas pequenas. 
- Devido à estrutura informal, empresas pequenas podem reagir mais 
prontamente conforme surgem os problemas ou as oportunidades. 
- O processo decisório, no entanto, pode ficar confuso a medida que as 
funções da empresa se justapõem. 
32 
\uf0fc Caso 2: Acme Whistles 
 
Departamento de Engenharia Industrial 
ENG 1514 \u2013 Estratégia da Produção 
2012.1 
Professor: Paulo Cunha 
4 \u2013 Tendências na Administração de Operações 
\uf0fc Alterações no ambiente de negócios estão formando uma nova agenda de 
operações 
33 
O AMBIENTE DE NEGÓCIOS ESTÁ 
MUDANDO
RESPOSTAS DE OPERAÇÕES
Competição cada vez mais baseada em custo 
Expectativas de qualidade mais altas 
Demandas por melhor serviço 
Mais escolhas e variedade 
Tencologias com rápido desenvolvimento 
Frequente introdução de novos produtos e serviços 
Maior sensibilidade ética 
Questões éticas em outras culturas 
Impactos ambientais mais transparentes 
Maior regulação 
Maior preocupação com segurança 
Diversidade crescente da mão-de-obra
Globalização da rede de operações 
Tecnologias baseadas em internet 
Integração das atividades de operações baseadas em internet 
Gestão da rede de suprimento 
Gestão do relacionamento com o cliente 
Padrões flexíveis de trabalho 
Customização em massa 
Métodos rápidos de tempo de introdução de novos produtos 
Projeto de processo enxuto 
Projeto ambientalmente sensível 
Desenvolvimento de parceiras com fornecedores