27_Para Entender a Terra - Cap 19
1 pág.

27_Para Entender a Terra - Cap 19


DisciplinaGeologia8.951 materiais66.352 seguidores
Pré-visualização1 página
4941 Para Entendera Terra
vindouropoderiamseranunciados.Quãobempodemosprever
os terremotos?
Parapreverumterremoto,deve-sesercapazdeespecificar
seutempo,localizaçãoe tamanho.Combinandoasinforma-
çõesdatectônicadeplacasedeummapeamentogeológicode-
talhadodossistemasdefalhasregionais,os geólogospodem
preverconfiavelmentequais falhaspodem,provavelmente,
causarterremotosa longo prazo.Especificarcom precisão
quandoumadeterminadafalha irá se romper,entretanto,é
muitodifícil.
Previsões de longo prazo
Peçaaumsismólogoparaprevero próximograndeterremoto
eéprovávelquearespostasejadotipo:"Quantomaioro tem-
po desdeo últimograndechoque,maispróximoestaráo se-
guinte".O intervaloderecorrência- amédiadointervalode
tempoentregrandestenemotos- podeserestimadodediver-
sasmaneiras.De acordocoma teoriadoreboteelástico,o in-
tervaloderecorrênciaé dadopelonúmerodeanosnecessário
paraacumularadeformaçãoqueseráliberadapormovimenta-
çãodafalhaemumtenemotofuturo.O intervalodereconên-
ciapodesercalculadoapartirdataxademovimentaçãodafa-
lhaedotamanhodaáreademovimentaçãoesperados.
Na Falhade SantoAndré,porexemplo,a taxademovi-
mentaçãoéde3S mm/ano,portanto,sãonecessários170anos
paraacumularumadeformaçãosuficienteparacausarumdes-
locamentode6 m (valoraproximadoesperadoparaumterre-
motodemagnitude7,5).Osgeólogospoderãotambémestimar
quandoaconteceramgrandestenemotoshámilharesdeanos
nopassado,seencontraremedataremascamadasdesoloque
foramdeslocadasporfalhas.Emboraessesmétodosnormal-
mentelevema resultadossimilares,a incertezadaprevisão
tendeasergrande- deaté50%dointervalodereconência.No
sul daCalifórnia,o intervaloderecorrênciaesperadoparaa
FalhadeSantoAndrééde150a300anos.Umapartedessafa-
lhagerouumgrandeterremotoem1857,enquantooutrapare-
ce terpermanecidotrancadadesdeumgrandeterremotoque
ocorreuem1680.Portanto,umterremotopodeseresperadoa
qualquermomento- amanhãoudaquiadécadas.
Devido a suasgrandesincertezas(anosa décadas),esse
métodode prediçãodeterremotosé chamadodeprevisãoa
longoprazo,paradistingui-Iodaquiloqueaspessoasrealmen-
teiriamquerer- umaprevisãoa curtoprazodeumagrande
rupturaemumafalhaespecífica,comprecisãodediasouaté
horasparao eventoreal.
Previsão a curto prazo
Houvealgumasprevisõesdetenemotosa curtoprazodesu-
cesso.Em 1975,umterremotofoi previsto5 horasantesque
ocorressepróximoaHaicheng,nonordestedaChina.Os sis-
mólogoschinesesutilizaramo queelesconsideraramoseven-
tospremonitórios(precursores)parafazersuasprevisões:en-
xamesdepequenosterremotose umarápidadeformaçãodo
solomuitashorasantesdoabalo.Milhõesdepessoas,prepara-
dascomantecedênciaporumacampanhadeeducaçãopública,
abandonaramsuascasase locaisdetrabalhohorasantesdo
abalo.Emboraalgumascidadese vilarejostenhamsidod=
truídosecentenasdepessoastenhammorrido,nãohádú\--
dequedezenasdemilharesdevidasforamsalvas.No ano=-
guinte,entretanto,umterremotonãoprevistoatingiua ci
chinesadeTangshan,matandomaisde 240mil pessoas.
eventosprecursoresóbvios,comoosvistosemHaicheng,-
serepetiramemgrandeseventosposteriores.
Emboramuitasidéiastenhamsidopropostas,aindanão~-
contramosum métodoconfiávelparapreverterremotos;:-
poucosdiase compoucosalarmesfalsos.Em particular,-
foramidentificadosos precursoresde terremotosnão-arIi:-
güos,atémesmoemáreasbemequipadascomoo Japão~
Califómia.Emboranãopossamosdizerqueaprevisãode?-
remotosacurtoprazosejaimpossível,ossismólogossão -
simistasquantoàpossibilidadedequeumaprevisãoesp ~
caacurtoprazosejapossívelnofuturopróximo.
Previsão a médio prazo
Os sismólogosestãomaisotimistascom a reduçãoda ~-
certezasdasprevisõesde longoprazoa partirdo estudo_
comportamentodesistemasdefalhasregionais.A estraté.:
é generalizaro modelodoreboteelástico.A versãosimp::-
representadana Figura panorâmica19.1descrevecome
deformaçãotectônica,gradualmenteproduzidaemuma=_-
lha isolada,podeserliberadaemumaseqüênciaperiódi
derupturasdefalha.Entretanto,comovimosno sul daC.-
lifórnia (Figura 19.14),as falhas raramentesão isola-
umasdasoutras.Em vezdisso,elassãointerconectadac-
redescomplexas.A rupturaem um segmentomodific
esforçosemtodaaregiãocircundante.Dependendodagcc-
metriadarededefalhas,essamodificaçãodosesforços
detantoaumentarcomoreduziraprobabilidadedeterrerr;;-
tosemsegmentosdefalhaspróximos.Em outraspalavras_
ocorrênciadeterremotosemumdeterminadotempoelu~_
deumapartedeum sistemadefalhasirá, damesmafo
influenciara localizaçãoe o tempoem queelesocorre:.
emoutrapartedo sistema.
Desdeo Capítulo1,discutimoscomoasinteraçõesentre
componentesdeumgeossistemapodemlevaraefeitosnat -
lidadedosistema.No casodesistemasregionaisdefalhas.
sismólogosestãoapenascomeçandoaentendercomoasfak::.
emumapartedosistemasãoafetadasporterremotosoudes-
zamentosdaoutraparte.Taisinteraçõesparecemserrespo--
veisporpartedavariabilidadenosintervalosderecolTência:.=
tenemotos.Atualmente,ossismólogosacreditamqueum
nhecimentodecomoosgrandestenemotosmodificamos"'"-
forçosregionaispossareduzirasincertezasnaprevisãode-~-
remotos.
De fato,monitorandoaformacomoo acúmuloea libe._·
çãodosesforçosmodificaopadrãoregionaldeocorrência--
sismos,oscientistaspoderiamsercapazesdeprevertelTem-
tos em curtosintervalosde tempo,de anos,ou mesmo--
poucosmeses.A idéia básicaé queas variaçõesda ten=
possamaumentaroudiminuira freqüênciadeeventosme -.
res.Oseventospodemserregistradosemredesdesismó~_
fos e,dessemodo,fornecerum"gabaritodeesforços"regi-
na!.Um diavocêpoderáouvirumanotíciaquediz: "O C -