União estável_reconhecimento e dissolução
7 pág.

União estável_reconhecimento e dissolução


DisciplinaPrática Simulada IV (cível)1.078 materiais1.803 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Poder Judiciário.
Nesse sentido, tem se manifestado a jurisprudência:
EMENTA:  UNIAO ESTAVEL. CONCUBINATO. SOCIEDADE DE FATO. PARTILHA DO PATRIMONIO. O CONCUBINATO, COM VIVENCIA MORE UXORIA, AINDA QUE DESCARACTERIZADA A UNIAO ESTAVEL DE CONTEUDO FAMILIAR, GERA DIREITOS PATRIMONIAIS E OBRIGACIONAIS, E RECONHECIDA A EFETIVA COLABORACAO DA COMPANHEIRA NA FORMACAO DO PATRIMONIO, RECONHECE-SE A EXISTENCIA DE SOCIEDADE DE FATO OPORTUNIZANDO-SE A PARTILHA DO RESPECTIVO ACERVO. (Embargos Infringentes Nº 597000744, Quarto Grupo de Câmaras Cíveis, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Heitor Assis Remonti, Julgado em 09/05/1997)				 (destaque nosso)
Com efeito, não reconhecer em tais circunstâncias o efeito patrimonial de tais sociedades de fato, implicaria reconhecer como jurídico o eventual enriquecimento sem causa do concubino, o que não pode ser tolerado pelo Direito.
À conta dos argumentos esposados, patente que o direito da Autora à partilha dos bens adquiridos na constância da união estável é matéria absolutamente incontroversa e passível de ser definida pela via judicial.
DO PEDIDO
Diante do exposto, requer:
1) A citação do réu para responder aos termos da presente ação e apresentar a defesa que tiver, no prazo de 15 dias, sob pena de revelia;
2) A intimação do Ministério Público;
3) Seja julgado procedente o pedido, reconhecendo a união estável entre a Autora e o Réu no período de 01.01.2004 a 10.05.2008;
4) A dissolução da união estável e a consequente partilha dos bens na seguinte forma:
- Automóvel marca Fiat Palio, cor branca, placa KNE-6507, em favor da autora
- Todos os bens móveis que guarnecem o imóvel em favor do réu
5) A condenação do Réu ao ônus da sucumbência.
DAS PROVAS
Requer a produção de todas as provas admitidas em direito, especialmente as de caráter documental, testemunhal e depoimento pessoal do réu.
DO VALOR DA CAUSA
	Dá à causa do valor de R$ 22.500,00 (vinte e dois mil e quinhentos reais).
Pede deferimento,
Rio de Janeiro, ... de ........ de 2009.
____________________________
Nome do advogado \u2013 OAB/RJ nº ....