WL-P & R-51-TGE-10-A Dimensão Internacional do Estado-014
2 pág.

WL-P & R-51-TGE-10-A Dimensão Internacional do Estado-014


DisciplinaCiência Política I30.900 materiais580.031 seguidores
Pré-visualização1 página
Waldeck Lemos 
Perguntas & Respostas 
 
Disciplina: 
Teoria Geral do Estado 
Folha: 
1 de 2 
 
Perguntas & Respostas/WLAJ/DP 
QUESTÕES 
 
Fonte: CRETELLA JUNIOR, J. e CRETELLA NETO, J. - 1.000 Perguntas e Respostas Sobre Teoria Geral do 
Estado \u2013 Editora Forense Jurídica (Grupo GEN). 
 
CAPÍTULO 10 - A DIMENSÃO INTERNACIONAL DO ESTADO 
 
01) Quais os elementos característicos das servidões? 
R.: Os elementos característicos das servidões são: a) as partes contratantes devem ser Estados autônomos e 
independentes; b) o direito deve ser permanente, isto é, não constituir mera obrigação convencional; e c) o direito 
deve ser real ou territorial. 
 
02) De que modo se extinguem as servidões? 
R.: As servidões se extinguem: a) pela renúncia expressa do Estado beneficiário; b) pelas alterações na situação 
de fato, que geram tal desequilíbrio nas condições iniciais do tratado, que o Estado desfavorecido pode invocar a 
cláusula rebus sic stantibus; e c) pela ocorrência do termo, caso o tratado tenha sido firmado por prazo 
determinado. 
 
03) Qual a finalidade das garantias internacionais? 
R.: As garantias internacionais, cuja base é uma convenção internacional, têm por finalidade a execução de um 
tratado anterior. 
04) O que é o condomínio, no Direito Internacional? 
R.: Condomínio no Direito Internacional (que tem base convencional) é o regime jurídico-político de um território 
que se encontra submetido à competência de outros Estados, gozando esses Estados de uma situação de 
igualdade jurídica. 
 
05) O que é a concessão, no Direito Internacional? 
R.: A concessão no Direito Internacional designa áreas de determinadas cidades, destinadas à moradia exclusiva 
de estrangeiros. 
 
06) Qual a diferença entre a concessão e o regime das capitulações? 
R.: Na concessão, a base da restrição aos direitos é territorial (isto é, apenas em parte da cidade é limitada a 
soberania do Estado); no regime das capitulações, a base é pessoal (ou seja, a situação de estrangeiro). 
 
07) São, ainda, utilizadas as concessões? 
R.: Não. O último país a adotá-las foi a China, onde só desapareceram na época da 2ª Guerra Mundial. 
 
08) O que é arrendamento de território? 
R.: Arrendamento de território é a cessão da competência de um Estado a outro Estado, a título temporário, sobre 
parte de seu território, que, no entanto, continua a fazer parte do território do primeiro. 
 
09) Qual a diferença entre servidão e arrendamento de território? 
R.: Na servidão, as restrições são limitadas, sendo, geralmente por tempo indeterminado; no arrendamento de 
território, inexistem limites às restrições, mas o arrendamento é por tempo determinado. 
 
10) Quais as espécies do arrendamento de território? 
R.: O arrendamento de território pode ser: a) colonial (ex.: sultanatos da África foram arrendados à França e à 
Inglaterra, no século XIX); b) diplomático (ex.: o território da Bósnia-Herzegovina foi arrendado ao Império Austro-
Húngaro pelo Tratado de Berlim, de 1876); c) econômico (empregado na China, especialmente no final do século 
XIX); e d) estratégico (ex.: cessão de bases militares, como as da Itália e do Japão aos EUA). 
 
 
==XXX== 
 
 
Waldeck Lemos 
Perguntas & Respostas 
 
Disciplina: 
Teoria Geral do Estado 
Folha: 
2 de 2 
 
Perguntas & Respostas/WLAJ/DP