introdução a farmacia hospitalar

introdução a farmacia hospitalar


DisciplinaFarmácia Hospitalar1.577 materiais7.015 seguidores
Pré-visualização2 páginas
(unidade mais complexa)
Assistência domiciliar (homecare) => No Brasil existem os agentes de saúde
Farmácia comunitária
*
Sistemas de Saúde \u2013 Níveis de complexidade
Nível primário=> 
-População sadia
-Preservação e promoção de saúde
-Tratamento de certas doenças crônicas e pequenas urgências
Ex: Postos, centros de saúde, farmácias comunitárias
*
Sistemas de Saúde \u2013 Níveis de complexidade
Nível secundário=> 
-Instituições com recursos para diagnóstico (laboratório de análises clínicas, radiologia, eletrocardiografia)
-Leitos para internação em áreas básicas (clínica médica, cirurgia geral, obstetrícia e pediatria)
-Resolve de 80 a 90% dos problemas sanitários da população
Ex: pequenos hospitais, centro de especialidades médicas
*
Sistemas de Saúde \u2013 Níveis de complexidade
Nível terciário=> 
-Atendimento mais complexo
Recursos materiais e humanos mais sofisticados
Alto grau de especialização
Ex: Hospitais de ensino, hospitais públicos regionais e hospitais particulares de maior complexidade.
*
Sistemas de Saúde \u2013 Níveis de complexidade
Nível quaternário=> 
-Atendimento mais elevado cientificamente
Investimento em tecnologia de ponta
Realização de tratamentos especiais:
-Transplante de órgãos
-Neurocirurgia
-Cirurgia cardiovascular
*
 Oferta de Cursos de Farmácia no Brasil
Fonte: Cadastro Nacional da Educação Superior \u2013 INEP/MEC
 Conselho Regional de Farmácia do RS
Gráf1
		21
		44
		65
		167
		184
		210
		259
Nº cursos
Plan1
				Ano		Nº cursos
				1960		21
				1990		44
				1996		65
				2001		167
				2003		184
				2004		210
				2005		259
Plan1
		0
		0
		0
		0
		0
		0
		0
Nº cursos
Plan2
		
Plan3
		
*
Diagnóstico da Farmácia Hospitalar no Brasil
Amostra: 250 Hospitais de uma população de 5.203 com mais de 20 leitos
Representando 6,05% do total de leitos hospitalares 
Fonte: OSÓRIO DE CASTRO, C. G. S., CASTILHO, S. R. Diagnóstico da Farmácia Hospitalar no Brasil. Rio de Janeiro: Fundação OswaldoCruz, 2004.
Plan1
				Ano		Nº cursos
				1960		21
				1990		44
				1996		65
				2001		167
				2003		184
				2004		210
				2005		259
		
		
		
		
		
		
		
		
		
		
		
		
		
		
		
		
		
		
		
		
		Região		% de Hospitais Pesquisados
		Norte		5.2%
		Nordeste		28.4%
		Centro-Oeste		14.8%
		Sudeste		33.6%
		Sul		18%
Plan1
		
Nº cursos
Plan2
		
Plan3
		
*
Diagnóstico da Farmácia Hospitalar no Brasil
Resultados
Logística:
 30,9% utilizam curva ABC para programação
 1,3% farmacêutico faz especificações completas para compras
 62,3% possuem sistema de controle de estoque
 55,5% sistema eletrônico (informatizado)
 Quanto ao sistema de Distribuição de Medicamentos:
 51,2% Sistema Coletivo
 13,2% Sistema Misto
 34,8% Sistema de Prescrição Individual
 0,4% Dose Unitária
Fonte: OSÓRIO DE CASTRO, C. G. S., CASTILHO, S. R. Diagnóstico da Farmácia Hospitalar no Brasil. Rio de Janeiro: Fundação OswaldoCruz, 2004.
*
Diagnóstico da Farmácia Hospitalar no Brasil
Resultados
Gerenciamento:
 7% possuem Manual de Normas e Procedimentos
 75,6% possuem Farmacêutico
 5,6% possuem Recursos de Informática para atividades clínicas
 92,8% dispensa medicamentos e materiais médicos
Seleção:
 3,6% possuem Comissão de Farmácia e Terapêutica
 27,2% possuem relação de medicamentos atualizada
 2% possuem protocolos terapêuticos
Fonte: OSÓRIO DE CASTRO, C. G. S., CASTILHO, S. R. Diagnóstico da Farmácia Hospitalar no Brasil. Rio de Janeiro: Fundação OswaldoCruz, 2004.
*
Diagnóstico da Farmácia Hospitalar no Brasil
Resultados
Farmacotécnica:
 7,2% realiza fracionamento de medicamentos
 3,6% prepara nutrição parenteral
 0,4% prepara misturas intravenosas
 3,2% prepara quimioterápicos
 5,6% prepara formulações não estéreis
Segmento Farmacoterapêutico/ Informação:
 6,4% farmacêutico participa da visita médica
 1,2% dispõem de ficha farmacoterapêutica de pacientes internados 
 0,4% realiza formalmente atividades de farmacovigilância
 6,4% desenvolvem atividade educativas com pacientes
Fonte: OSÓRIO DE CASTRO, C. G. S., CASTILHO, S. R. Diagnóstico da Farmácia Hospitalar no Brasil. Rio de Janeiro: Fundação OswaldoCruz, 2004.