Aula_02

Aula_02


DisciplinaTópicos em Libras Surdez e Inclusão3.675 materiais88.012 seguidores
Pré-visualização1 página
*
*
 Tópicos em LIBRAS: surdez e inclusão
CAMPUS TOM JOBIM \u2013 PROFESSOR FABIANO GUIMARÃES
Rio de Janeiro, 05 de agosto de 2011
Aula 2
Especificidade da língua de sinais e os parâmetros que regem a formação de sinais e o uso da LIBRAS
*
*
Diferença entre o alfabeto manual e a configuração de mãos 
*
*
APRENDER:
 \u2013 CM: \u201cC\u201d e \u201cA\u201d \u2013 PA: testa \u2013 Movimento: abrir e fechar
 
SÁBADO:
 \u2013 CM: \u201cC\u201d e \u201cA\u201d \u2013 PA: frente à boca \u2013 Movimento: abrir e fechar
*
*
LIBRAS LÍNGUA DE SINAIS: modalidade visoespacial
 \u2013 Principal característica:
 simultaneidade, parâmetros primários realizados ao mesmo tempo, com expressões faciais, por exemplo
*
*
Datilologia é sinal?
 ."Sinal é uma palavra". Palavras são expressões constituídas de traços morfológicos, a saber: raiz, tema, radical, DMT, DNP. A datilologia, não. A datilologia é representação das letras feitas pela soletração. Nela não se encontram as marcas morfológicas. Dessa base, podemos concluir que não é sinal, mas expressão silábica.
*
*
Datilologia A datilologia é a soletração de uma palavra usando o alfabeto manual de LIBRAS
*
*
REFERÊNCIAS
 QUADROS, Ronice Muller de. Língua de sinais brasileira: estudos linguísticos. Porto Alegre: Artmed, 2004. SILVA, KAUCHAKJE e GESUELI (orgs.). Cidadania, surdez e linguagem: desafios e realidade. São Paulo: Plexus, 2003. SILVA, Maria da Piedade Marinho. A construção de sentidos na escrita dos surdos. São Paulo: Plexus, 2001. SKLIAR, Carlos.A surdez: um olhar sobre as diferenças. Porto Alegre: Mediação, 2001.
*