Efetividade_ trabalho de TGA
20 pág.

Efetividade_ trabalho de TGA


DisciplinaAdministração137.253 materiais968.794 seguidores
Pré-visualização6 páginas
Niterói, RJ, Brasil, 2, 3 e 4 de julho de 2009 
 
 
 
 
 
8 
O intuito de tais instrumentos era possibilitar uma gestão eficiente da obtenção de 
resultados vinculados às metas negociadas e definidas. Neste contexto o principal instrumento 
de administração estratégica foi o Sistema de Acompanhamento de Gestão Empresarial 
(SIAGE) baseado nos princípios de transparência das informações e processos, de 
comunicabilidade entre os agentes e de acompanhamento e controle (accountability), tal 
sistema tem as seguintes finalidades: 
1. Disponibilizar um Sistema de Informação para a Gestão Empresarial; 
2. Propiciar a elaboração de um Plano de Gestão para as Empresas Federalizadas, 
contemplando metas para os principais parâmetros de avaliação empresarial nas áreas 
Administrativa, Mercadológica, Econômico-Financeira e de Engenharia; 
3. Elaborar um Plano de Ações, com a finalidade de atingimento das metas 
especificadas para cada indicador; 
4. Acompanhar o desempenho dos diferentes segmentos das atividades das empresas 
de energia elétrica. 
 
O SIAGE ampliou a participação da controladora em sua atividade de holding, dentro 
do contexto de gestão das empresas, para isso foi criado um Comitê de Acompanhamento da 
Gestão das Empresas Federalizadas - COAGE, com as seguintes atribuições: 
1. Formular anualmente as diretrizes e metas para os indicadores de desempenho do 
SIAGE e as ações do Plano de Gestão para as Empresas Federalizadas; 
2. Propor as prioridades nas ações de gestão e de investimento a serem consideradas 
no Plano de Gestão; 
3. Submeter a aprovação do Plano de Gestão à Diretoria Executiva; 
4. Acompanhar o desempenho das empresas nas áreas Financeiras, Técnica, 
Mercadológica e Administrativa, bem como das ações do Plano de Gestão; 
5. Avaliar o desempenho empresarial global de cada empresa. 
 
O SIAGE possui 117 indicadores, sendo 27 relacionados à área financeira, 51 
relacionados à área de mercado, 25 relacionados à área administrativa e 14 relacionados à área 
de engenharia. Tais indicadores procuram englobar todos os aspectos ligados ao desempenho 
das empresas. 
 
 
 V CONGRESSO NACIONAL DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO 
Gestão do Conhecimento para a Sustentabilidade 
Niterói, RJ, Brasil, 2, 3 e 4 de julho de 2009 
 
 
 
 
 
9 
5. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS 
 
Os instrumentos de planejamento considerados na pesquisa foram os descritos 
anteriormente. A avaliação dos instrumentos de planejamento foi realizada com base em 
questionário adaptado da tese de doutorado de Rezende (2002), este utiliza uma escala likert, 
com itens que variam de é \u201ctotalmente relevante ou contemplado pela organização\u201d até \u201cnão é 
necessário ou contemplado pela organização\u201d, dividida em quatro blocos: pessoas (13 itens); 
Planejamento Estratégico Empresarial (6 itens); contexto organizacional (8 itens) e 
alinhamento (7 itens). O questionário foi adaptado com o intuito de proporcionar maior 
aderência à organização objeto de pesquisa. 
O questionário foi aplicado na empresa, com uma pequena amostra de 10 pessoas, 
levando-se em consideração os diferentes níveis organizacionais, os resultados foram 
tabulados no Microsoft Excel, utilizando-se métodos de estatística descritiva, foram excluídos 
da análise valores que estava acima e abaixo do desvio padrão. 
Apesar de utilizar questionário para avaliação das práticas de planejamento da 
organização, seus resultados serviram como ponto de partida para análises qualitativas, sendo 
que a partir dos resultados apresentados, procederam-se entrevistas, observações e análises 
documentais, com o intuito de melhorar o entendimento a respeito do fenômeno da pesquisa. 
Tal desenho de pesquisa permitiu a melhor estruturação das técnicas qualitativas. 
Ressalta-se que durante a apresentação dos resultados da pesquisa serão expostas 
argumentações baseadas nos resultados da aplicação dos questionários, nas entrevistas e em 
análise documental. 
 
6. APRESENTAÇÃO E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS 
 
A apresentação dos resultados foi apresentada de acordo com as seções utilizadas na 
escala utilizada na pesquisa, estas avaliam os instrumentos de planejamento quanto a pessoas, 
contexto organizacional, atividades inerentes ao Planejamento Estratégico e Alinhamento, ao 
final é realizada uma avaliação global dos instrumentos de planejamento da empresa. 
 
6.1. QUANTO ÀS PESSOAS 
 
 V CONGRESSO NACIONAL DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO 
Gestão do Conhecimento para a Sustentabilidade 
Niterói, RJ, Brasil, 2, 3 e 4 de julho de 2009 
 
 
 
 
 
10 
A avaliação das pessoas em relação aos instrumentos de planejamento, gráfico 1, 
analisou 13 itens, conforme gráfico abaixo: 
Gráfico 1: Avaliação do planejamento quanto ao item pessoas 
 
 
O primeiro ponto analisado está relacionado à comunicação e ao relacionamento, as 
respostas ficaram entre \u201cnão são valorizado pela organização\u201d e \u201cnão é relevante para a 
organização\u201d. Observando o cotidiano da organização percebe-se que não são comuns 
reuniões ou oficinas periódicas a respeito do planejamento, isso dificulta a comunicação a 
respeito de resultados, revisões e direcionamentos. Outro ponto que pode ser ressaltado é fato 
de que a centralização das atividades de planejamento dificulta o relacionamento interpessoal, 
sugerindo que é necessária redução na formalidade da comunicação em busca de maior 
agilidade. 
Nas questões relacionadas à definição de papéis, auto-desenvolvimento dos 
profissionais, desenvolvimento de competências, conhecimento do negócio e perfil dos 
profissionais, as perguntas ficaram entre \u201cé indiferente para a organização\u201d e \u201cé parcialmente 
adequado na organização\u201d, sugerindo que tais fatores não são críticos para a efetividade dos 
instrumentos de planejamento. Observa-se, no entanto, que a excessiva centralização das 
atividades de planejamento, dificulta o desenvolvimento das competências necessárias no 
planejamento da empresa como um todo. Este problema é observado também pelo fato de não 
 
 V CONGRESSO NACIONAL DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO 
Gestão do Conhecimento para a Sustentabilidade 
Niterói, RJ, Brasil, 2, 3 e 4 de julho de 2009 
 
 
 
 
 
11 
existir atividades de socialização e educação corporativa, estruturadas com o intuito de 
potencializar as competências necessárias nas atividades de planejamento. O desenvolvimento 
de competências na empresa é canalizado em áreas ou treinamentos que pouco acrescentam às 
estas, além disso, grande parte dos aspectos relacionados à gestão da empresa não é 
trabalhado em treinamentos para gerentes do nível operacional, o que pode dificultar as 
atividades de alinhamento. 
Em relação à definição de prazos, limites e recursos, pode se afirmar que em função 
dos prazos estabelecidos pela controladora, estes são bem definidos, existe algumas datas 
limites para apresentação dos resultados do planejamento, isso faz com que os profissionais 
envolvidos com planejamento possuam atividades programadas. Entretanto a definição de 
papéis e recursos não é clara, a integração entre o processo de planejamento e o orçamento 
empresarial não é adequada, isso pode ser observado pela forma fragmentada pela qual o 
orçamento é confeccionado, apesar da empresa possui uma orientação estratégica, as áreas 
realizam suas propostas de acordo com suas necessidades especificas. 
As questões relacionadas à remuneração e o ambiente externo ficaram entre, \u201cnão está 
alinhada com a realidade econômica financeira\u201d e é \u201cindiferente para a organização\u201d, 
entretanto percebe-se que apesar dos resultados não satisfatórios, tal fator não se configura 
como um grave problema para as atividades de planejamento, isso pode ser explicado pela 
insatisfação dos pesquisados com sua remuneração. Por outro lado, no que se refere ao 
ambiente interno, a remuneração não está alinhada a resultados e competências, prejudicando 
o engajamento dos empregados quanto ao cumprimento de metas, este aspecto