UNIDADE 3
68 pág.

UNIDADE 3


DisciplinaModelagem de Dados3.282 materiais41.056 seguidores
Pré-visualização9 páginas
DISCIPLINA: MODELAGEM DE DAODS 
PROFESSORA: GELLARS TAVARES 
 
MODELAGEM DE DADOS \u2013 Professora Gellars Tavares \u2013 ano 2012 
 
8
DEF1X (US Air Force) 
NTIDADES 
Objeto que existe no mundo real (concreto ou abstrato) com uma identificação distinta e 
m um
Uma entidade representa um conjunto de objetos da realidade modelada. 
Como o objetivo de um modelo ER é modelar de forma abstrata um BD, interessa-nos 
ment
Uma entidade pode representar tanto objetos concretos da realidade (pessoas, automóveis, 
A representação se realiza através de um retângulo, com o nome desta entidade em seu 
terior
z 
 
I
 
 
 
 
 
 
E
 
 
 
co significado próprio. 
 
 
 
 
so e os objetos sobre os quais se deseja manter informações. 
 
 
livros, alunos,...), quanto objetos abstratos (departamentos, disciplinas, compras, cidades, 
viagens...). 
 
 
in . 
 
 
 
 
CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 
DISCIPLINA: MODELAGEM DE DAODS 
PROFESSORA: GELLARS TAVARES 
 
MODELAGEM DE DADOS \u2013 Professora Gellars Tavares \u2013 ano 2012 
 
9
 
 entidade se refere a um conjunto de objetos; para se referir a um objeto em particular é 
usado o termo instância (ou ocorrência). 
 
 
 
 
TRIBUTOS 
o ER permite a especificação de propriedades de entidades. 
z É uma propriedade que descreve alguma característica e que para uma dada entidade possui 
u uma regra de construção para estes valores. Este conceito é importante para a 
z
 
 
s atributos podem ser: 
\u2013 Único: caso o valor não se repita em mais de uma entidade como a matricula de um 
 
 
 
z A
z Em um DER, uma entidade é representada através de um retângulo que contém o nome da 
entidade. 
 
 
 
 
A
 
z O model
um valor. 
z Todo valor é extraído de um domínio. O Domínio é um conjunto de valores válidos para um 
Atributo, o
padronização dos dados do BD. 
 O conceito de atributo serve para associar informações a ocorrências de entidades ou de 
relacionamentos. 
 
 
O
 
 
z Quanto a unicidade 
aluno. 
\u2013 Não único: quando o valor pode se repetir como, por exemplo, o nome de um aluno, 
pois podem existir homônimos. 
 
CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 
DISCIPLINA: MODELAGEM DE DAODS 
PROFESSORA: GELLARS TAVARES 
 
MODELAGEM DE DADOS \u2013 Professora Gellars Tavares \u2013 ano 2012 
 
10
z Quanto a obrigatoriedade 
\u2013 Obrigatório: quando obrigatoriamente deve ter valor para uma entidade, por 
exemplo, o nome ou a matricula de um aluno, pois não se pode cadastrar aluno sem 
 
z Qu
\u2013 plo, matricula de um aluno, pois é 
valor único. 
do possui parte como, por exemplo, o endereço composto de rua, 
 
z Qu
\u2013 o valor para uma entidade como, por 
exemplo, matricula. 
 quando pode possuir mais de um valor para uma dada entidade como, 
 
 
Tipos de Atrib
-Atributo Simples 
posto 
-Atributo Determinante ou Identificador 
rado 
 ou 
tributo Determinante ou Identificador ou chave. 
-Seu valor representa um elemento da entidade. 
 
 
estas informações. 
\u2013 Opcional: quando pode não ter valor, por exemplo, telefone ou email para um aluno, 
já que nem todo aluno possui telefone ou e-mail. 
anto a composição 
Simples: quanto é atômico (único) como, por exem
\u2013 Composto: quan
número, complemento, cidade, CEP, etc.. 
anto a valoração 
Monovalorado: quando possui um únic
\u2013 Multivalorado:
por exemplo, telefone, um aluno pode ter vários telefones. 
utos: 
 
 
 -Atributo Com
 
 -Atributo Multivalo
 -Atributos Derivado 
 
 
 
 
 
A
 
 
 -Seu valor é único para a entidade. 
 
 
 
 
 
CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 
DISCIPLINA: MODELAGEM DE DAODS 
PROFESSORA: GELLARS TAVARES 
 
MODELAGEM DE DADOS \u2013 Professora Gellars Tavares \u2013 ano 2012 
 
11
 ou 
Pode ser dividido em sub-atributos, para que seu significado seja melhor compreendido. 
 ou 
tributo Multivalorado. 
Pode assumir mais do que um valor para cada entidade. 
 ou 
Seu valor pode ser obtido a pa
ulo feito entre a data atual e a data de 
ascimento do aluno. Existem problemas decorrentes de manter atributos derivados no banco 
e dados e é importante, sempre que possível, substituí-los pelos atributos dos quais eles 
erivam. Assim, armazena-se a data de nascimento do aluno no banco e não sua idade. 
 
 
 
 
 
Atributo Composto. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A
 
 
 
 
 
 
Atributos Derivado. 
 rtir de outros atributos. 
 
 
 
 
 A idade do aluno é obtida a partir do cálc
n
d
d
 
CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 
DISCIPLINA: MODELAGEM DE DAODS 
PROFESSORA: GELLARS TAVARES 
 
MODELAGEM DE DADOS \u2013 Professora Gellars Tavares \u2013 ano 2012 
 
12
 
 
Para entidade alunos, temo
 
z Endereço: pensando no conjunto, sabemos que podemos ter mais de um aluno morando no 
sificado como atributo identificador. 
z Nome: à primeira vista, é comum indicarmos o atributo como identificador, porém é 
possível haver dois alunos com o mesmo nome. 
 
 
z EXEMPLO: 
 
s os seguintes atributos: 
 
mesmo endereço, assim, não poderia ser clas
z Matrícula: para cada aluno é gerado um número de matrícula que o identificará nas turmas, e 
que não pode se repetir. Este atributo pode ser classificado como atributo-chave 
z e maneira análoga a uma entidade em um 
z 
a da entidade/relacionamento a qual ele pertence. 
é um atributo opcional e multivalorado (0,n). 
 
 
 
 
 
 
 
(identificador). 
Um atributo pode possuir uma cardinalidade, d
relacionamento. 
A cardinalidade de um atributo define quantos valores deste atributo podem estar associados 
a uma ocorrênci
\u2013 Nome e Código são atributos obrigatórios e monovalorados (1,1). 
\u2013 Telefone 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 
DISCIPLINA: MODELAGEM DE DAODS 
PROFESSORA: GELLARS TAVARES 
 
MODELAGEM DE DADOS \u2013 Professora Gellars Tavares \u2013 ano 2012 
 
13
ELACIONAMENTOS 
z Além de especificar os objetos sobre os quais deseja-se manter informações, o modelo ER 
cificação das propriedades dos objetos que serão armazenados no BD. 
z Uma das propriedades sobre as quais pode ser desejável manter informações é a associação 
entre objetos. 
 a 
 
 
- Abstração de um
 -O fato, acontecim
 -Associação entre entidades. 
 -Duas entidades + Um Verbo. 
s que 
erbo do relacionamento em seu interior. 
z Para definir um relacionamento entre duas entidades, devemos verificar se há correlação 
ntidos: 
 
 
R
 
 
deve permitir a espe
z Mostra a associação entre as instâncias das entidades. 
Exemplo: saber quais pessoas estão associadas a quais departamentos em um
organização. 
 
 
 
a associação entre (ocorrências de) entidades. 
ento que liga dois objetos, duas \u201ccoisas\u201d existentes no mundo real. 
 
 A representação se realiza através de um losango, ligado por linhas às entidade
participam do relacionamento com o v
 
entre elas, e podemos fazer isso colocando um verbo para tentar associá-las. É importante 
verificar se a associação entre as entidades é verdadeira em ambos os se
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 
DISCIPLINA: MODELAGEM DE DAODS 
PROFESSORA: GELLARS TAVARES 
 
MODELAGEM DE DADOS \u2013 Professora Gellars Tavares \u2013 ano 2012 
 
14
x. 1: Cliente faz empréstimo. 
 
z Conjunto de objetos 
z Conjunto de objetos 
z Conjunto de associações, cada um faz. 
Ex.
 
z Conjunto de objetos 
z Conjunto de objetos 
z Conjunto de associações, cada um a pessoa - pertence. 
 
ular dentro de um conjunto, fala-se em 
 par específico de ocorrências de 
 Isto pode ser facilmente visualizado através de um Diagrama de Ocorrências (representam 
 
z O m
 
\u2013 ocorrência de entidade 
 
 
 
 
 
E
 
 
 
classificados como empréstimos; 
classificados como clientes; 
a ligando empréstimos a clientes - 
 
 
 2: Pessoa pertence a Departamento 
 
 
classificados como pessoas; 
classificados como departamentos; 
a ligando um departamento a um
 
Caso seja necessário referir uma associação partic