AgentesTeratog
2 pág.

AgentesTeratog


DisciplinaGênese e Desenvolvimento de Células e Tecidos60 materiais67 seguidores
Pré-visualização1 página
AGENTES TERATOGÊNICOS 
Qualquer fator (químico, físico, biológico ou estado de deficiência) que é capaz de interferir no desenvolvimento de 
embriões ou fetos, causando alterações na estrutura ou na função de órgãos e sistemas, é chamado de agente 
teratogênico. 
 Os agentes teratogênicos não devem ser confundidos com mutagênicos. Por exemplo, um teratogênico 
bem conhecido é a talidomida, que provoca redução no desenvolvimento dos membros. Uma criança afetada por 
essa malformação não está \u201cherdando\u201d uma mutação, pois o defeito de desenvolvimento se deve a uma causa 
estritamente ambiental (a presença da droga durante o início da gestação). Por conseguinte, quando o indivíduo 
afetado pela malformação congênita se reproduzir é nulo o risco de seus filhos herdarem o fenótipo anormal. 
 Os medicamentos usados durante a gestação sempre foram o alvo principal de investigações de efeitos 
teratogênicos, porém esses fatores constituem apenas uma pequena parte da exposição total a produtos químicos. 
Estima-se que os seres humanos entrem em contato com aproximadamente 5x106 compostos químicos e até o fim 
da década de 90 apenas 1.500 compostos haviam sido testados em animais e somente 30 foram comprovadamente 
teratogênicos. 
 Além de ser difícil de se demonstrar efeitos teratogênicos associados a fatores químicos artificiais 
(produzidos por síntese em laboratórios) ou naturais (produzidos por plantas ou animais), os resultados obtidos 
através de experimentos com animais podem induzir a conclusões erradas. Por exemplo, se antes de ter sido 
comercializada, a talidomida tivesse sido testada, o número de vítimas teria sido muito maior. Alguns países não 
forneceram licença para comercializar o medicamento porque os teste com roedores não haviam sido realizados. O 
problema é que com esses testes a droga teria sido considerada segura, pois para camundongos e ratos a 
talidomida não é teratogênica. 
 Os principais efeitos dos agentes teratogênicos são: morte do concepto (aborto), malformações; retardo no 
desenvolvimento pré-natal e deficiências funcionais (ex.: retardo mental). 
 As alterações que ocorrerão nos embriões ou fetos dependerão do tipo de ação do agente teratogênico, 
do grau de exposição ao agente, do período em que ocorrer a exposição e do tipo de genes que a mãe e o embrião 
apresentarem (existem genótipos que tornam os indivíduos mais suscetíveis e outros que conferem alguma 
resistência). 
 Algumas substâncias podem reduzir o risco de malformações. O exemplo mais conhecido é o ácido fólico, 
que durante as primeiras semanas de gestação reduz o risco de defeitos de tubo neural. Mães que já tiveram 
crianças anencéfalas devem receber suplementação de ácido fólico antes da gestação e durante as primeiras 
semanas, pois isso reduz, em aproximadamente 70%, o risco de novo feto anencéfalo. 
 
DROGAS TERATOGÊNICAS 
 Alguns medicamentos de uso relataivamente comum são teratógenos com efeitos conhecidos. Mas o 
teratógeno mais comum talvez seja o álcool, pois é uma droga socialmente aceita e consumida em várias ocasiões. 
 O alcoolismo materno aumeta a probabilidade de nascimento de crianças com retardo mental, 
coordenação motora pobre, hipotonia, hiperatividade, retardo no crescimento pré e pós-natal. Não há uma definição 
de qual seria a quantidade de álcool que poderia ser consumida durante a gestação sem causar aumento no risco 
de alterações no feto. Por isso, a recomendação é que, uma vez iniciada a gestaçào, o consumo de álcool seja 
interrompido. 
 Medicamentos usados para o tratamento da epilepsia durante a gravidez aumentam principalmente a 
probabilidade de defeitos do tubo neural e retardo mental, cada tipo de medicamento apresentando riscos variados. 
O maior problema é que as crises epiléticas também são potencialmente perigosas para mãe e feto, o que pode 
determinar a necessidade de utilizar drogas anticonvulsivantes. 
 A exposição ao carbonato de lítio (droga usada no tratamento de doenças depressivas) durante o primeiro 
trimestre de gestação aumenta o risco de malformações cardíacas. Após esse período, o uso do medicamento é 
considerado seguro. 
 O misoprostol droga frequentemente empregada como abortiva é considerada teratógena quando usada 
no primeiro trimestre de gestação, nem sempre provoca o aborto desejado e pode ser causa de paralisia facial 
congênita e reduçào de membros. 
 Os retinóides são compostos semelhantes à vitamina A, sendo muito empregados no controle da acne e 
da psoríase. O uso de cremes com essas substâncias durante a gestação não está associado com o surgimento de 
malformações, porém, os medicamentos empregados por via oral são poderosos teratógenos, causando retardo 
mental, defeitos no timo, fígado, sistema cardio vascular e anormalidadas cranio-faciais. 
 
 
 
 
 
 
Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
 
SIAT 
SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÃO SOBRE AGENTES TERATOGÊNICOS 
SERVIÇO DE GENÉTICA MÉDICA - HCPA 
DEPARTAMENTO DE GENÉTICA - UFRGS 
Fone/Fax:(51) 3316.8008 
e-mail: lschuler@hcpa.ufrgs.br 
QUEM SOMOS? 
Um serviço gratuito de informação para médicos e pacientes sobre os efeitos na gestação de medicamentos e de 
outros agentes químicos, físicos e biológicos. 
O SIAT está localizado no Serviço de Genética Médica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (www.hcpa.ufrgs.br) 
é dirigido por uma equipe médica especializada e formada por diversos profissionais e estudantes de Medicina, 
capacitados a prestar o serviço proposto. As coordenadoras do SIAT são a Dra. Lavínia Schuler Faccini e Dra. 
Maria Teresa Sanseverino (para acessar currículo na base Lattes, acesse www.cnpq.br/lattes ). 
 
Fundado em 1990, o SIAT é a primeira iniciativa nessa área na América Latina. Serviços de informação similares 
operam há alguns anos na Europa e na América do Norte. No Brasil funcionam centros vinculados ao SIAT no Rio 
de Janeiro, em Campinas, e em Salvador. 
Como consultar o siat? 
 As consultas ao SIAT são destinadas a cinco propósitos distintos: 
· Gestantes; 
· Pré-concepcional - mulheres que planejam engravidar; 
· Gestação Passada - crianças que nasceram com algum defeito congênito ou neurocomportamental cujas 
mães, durante a gestação, foram expostas a algum agente supostamente teratogênico (medicações, 
drogas, infecções, radiações, etc.); 
· Amamentação; 
· Pesquisa. 
 A consulta pode ser feita de três formas: 
· por telefone através do número (51) 3316-8008; 
· você pode fazer o download da ficha e enviá-la via fax para o número: (51) 3316-8008; 
· preenchimento do formulário on-line. 
 Ficha Fax Formulário on-line 
 
O QUE É UM AGENTE TERATOGÊNICO? 
Chamamos de agente teratogênico tudo aquilo capaz de produzir dano ao embrião ou 
feto durante a gravidez. Estes danos podem se refletir como perda da gestação, 
malformações ou alterações funcionais (retardo de crescimento, por exemplo), ou 
ainda distúrbios neuro-comportamentais, como retardo mental. 
ALGUNS EXEMPLOS DE AGENTES TERATOGÊNICOS: 
 
· Medicações (talidomida, misoprostol, ácido retinóico, entre outros); 
· Doenças Materna (diabete, epilepsia, por exemplo); 
· Infecções (rubéola , toxoplasmose e muitas outras); 
· Radiações (radiografias e radioterapia); 
· Substâncias Químicas (mercúrio, chumbo, por exemplo); 
· Outras Drogas (álcool, fumo, cocaína e outras). 
· Informação sobre a vacina da Rubéola na Gestação. 
 
Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.