SIMULADO DIR ADMINISTRATIVO
54 pág.

SIMULADO DIR ADMINISTRATIVO


DisciplinaDireito Administrativo I66.644 materiais1.165.407 seguidores
Pré-visualização26 páginas
brasileira, desde que venham a residir no Brasil e optem, em qualquer tempo, pela nacionalidade brasileira. 
(d) Dentre os cargos privativos de brasileiro nato encontram-se os de oficial das forças armadas, da carreira 
diplomática, os de parlamentar e os de Ministro do Supremo Tribunal Federal. 
(e) Além das previstas na Constituição, a lei poderá estabelecer outras distinções entre brasileiros natos e 
naturalizados. 
 
98 \u2013 De acordo com jurisprudência do STF, se a escuta telefônica, sem autorização judicial, for 
utilizada como meio de prova, 
a) O processo será sempre nulo independentemente da existência de outras provas. 
b) Esse meio de prova será aceito e o processo será válido, haja vista a aplicação ao direito processual penal 
do princípio da verdade material. 
c) Ainda que esse meio de prova não possa ser admitido, se houver outras provas que independa da escuta, 
o processo será válido. 
d) O processo será nulo, ainda que a escuta tenha sido feita com autorização judicial. A escuta caracteriza 
invasão da intimidade, da honra e da vida privada do indivíduo, sendo, portanto, totalmente excluída do 
ordenamento jurídico brasileiro. 
e) Será ela considerada prova inválida, ainda que tenha sido gravada por um dos interlocutores da conversa. 
 
99 - Na Administração Pública Federal, em termos de regime jurídico dos seus servidores, 
A) Todos são sujeitos ao celetista ; 
B) Todos são sujeitos ao estatutário; 
C) É optativo o celetista ou estatutário; 
D) O estatutário da Lei 8.112/90 está presente nas autarquias da União; 
E) O estatutário da Lei 8.112/90 é exclusivo das entidades integrantes da Administração Federal 
 
100 - Qual a pessoa jurídica de direito privado categorizada como Administração Indireta? 
A) Empresa pública. 
B) Distrito Federal. 
C) Organização sindical. 
D) Associação de moradores 
 
101 - Com a Reforma Administrativa, estabeleceu-se o denominado teto salarial do servidor público. 
Este teto salarial impede que: 
A) O servidor federal perceba remuneração superior ao subsídio mensal do Presidente da República; 
B) O servidor acumule vencimentos doa cargos ativos com proventos da inatividade sejam eles quais forem; 
C) O servidor perceba remuneração, provento, pensão ou qualquer outra espécie remuneratória superior ao 
subsídio mensal dos ministros do STF; 
D) A despesa com pessoal ativo e inativo, em cada uma das esferas de Governo, ultrapasse o limite 
estabelecido em lei complementar. 
 
102 - O servidor público estável 
A) Poderá perder o cargo mediante processo administrativo em que lhe seja assegurada ampla defesa. 
B) Pode ser demitido em decorrência de avaliação periódica em que seja considerado insuficiente. 
C) Só pode ser demitido por decreto do Chefe do Poder Executivo Federal 
D) Só pode ser afastado por efeito de decisão judicial transitada em julgado 
 
103 \u2013 Considerando as normas pertinentes aos remédios constitucionais na Constituição de 1988, 
julgue os itens a seguir. 
a) Apenas ações de natureza judiciais foram previstas na Constituição de 1988 como remédios constitucionais 
garantidores dos direitos fundamentais a exemplo da ação popular; 
b) A ação de habeas corpus destina-se a evitar qualquer ilegalidade praticada contra direito do cidadão no 
curso de processo penal ou administrativo; 
c) O mandado de segurança não tutela direito amparável por habeas corpus; 
d)O mandado de segurança não pode ser impetrado, nos s casos, em que se faz necessário o exame das 
provas; 
 
104 -É permitido ao policial civil requerer ou representar, pedir reconsideração e recorrer de decisões. 
O pedido de reconsideração deverá ser dirigido 
a)ao superior hierárquico da autoridade que editou o ato. 
b)ao Delegado Geral de Polícia em qualquer caso. 
c)à mesma autoridade que editou o ato. 
d)ao Secretário da Segurança nos casos da aplicação de penas expulsórias. 
 
105 - Um delegado da polícia federal, tendo de cumprir um mandado de prisão de um inimigo e 
desafeto pessoal, resolve fazê-lo no dia em que este iria tomar posse em um cargo importante da 
administração pública federal, para que todos os jornais e meios de comunicação pudessem registrar 
a prisão ao vivo em rede nacional. Esta atitude do delegado pode demonstrar 
a) Impessoalidade; 
b) Atendimento aos principio da legalidade; 
c) Arbitrariedade. 
d) Abuso de poder vinculado 
e) desvio de finalidade. 
 
106 - É incorreto dizer que 
a)o servidor público civil possui direito à livre associação sindical. 
b)o concurso público terá validade de até dois anos, prorrogável uma vez, por igual período. 
c)os cargos em comissão dependem de concurso público. 
d)poderá haver contratação, por tempo determinado, para atender à necessidade temporária excepcional. 
 
107 - Nos atos administrativos, vemos que a competência é requisito que decorre da lei e é por ela 
delimitado, desta forma: 
a) Pode haver a sobreposição da vontade particular à lei que realiza a vontade coletiva. 
b) A competência é o poder que a lei outorga ao cidadão comum da sociedade para o desempenho de 
diversas tarefas. 
c) É passível de anulação o ato praticado por agente incompetente, ou seja, não é nulo, vez que nasce válido. 
d) A lei que atribui competência com caráter de exclusividade não admite a delegação ou a avocação. 
 
108 -A atividade negativa que sempre impõe uma abstenção ao administrado, constituindo-se em 
obrigação de não fazer, caracteriza o poder 
a) de polícia b) disciplinar 
c) normativo d) discricionário 
 
109 - Assinalar a alternativa correta. 
O poder disciplinar é aquele de que está investida a administração pública para apurar infrações e 
aplicar penalidades. 
a) O poder disciplinar é atividade preponderantemente vinculada e pode ser utilizado também contra 
particulares, desde que esses, de alguma forma, estejam sujeitos à disciplina administrativa. 
b) O poder disciplinar é atividade administrativa totalmente discricionária. 
c) O poder disciplinar é atividade administrativa preponderantemente discricionária, podendo ser utilizado 
também contra os particulares não sujeitos à disciplina interna da Administração. 
d) O poder disciplinar é atividade administrativa absolutamente vinculada. 
 
110 - Incompetência é um defeito ou vício do ato administrativo, que ocorre: 
a) nos casos em que a matéria de fato ou de direito, em que se fundamenta o ato, é materialmente inexistente 
ou juridicamente inadequada ao resultado obtido. 
b)no ato que não se inclui nas atribuições legais do agente que o pratica. 
c)nos casos em que o resultado pretendido pelo ato importa violação da Constituição, da lei ou de outro 
preceito. 
d)na omissão ou na observância incompleta ou irregular de formalidades indispensáveis à existência ou 
seriedade do ato. 
 
111 - Ao entrar em exercício, o servidor nomeado para cargo de provimento efetivo ficará sujeito a 
estágio probatório, durante o qual a sua aptidão e capacidade serão objeto de avaliação para o 
desempenho do cargo, NÃO constando dos fatores referidos: 
a) independência; 
b) capacidade de iniciativa; 
c) disciplina; 
d) assiduidade; 
 
112 - São atributos do ato administrativo: 
a) legalidade, moralidade e coercibilidade. 
b)presunção de legitimidade, auto-executoriedade e imperatividade. 
c)discricionariedade, impessoalidade e moralidade. 
d)discricionariedade, impessoalidade e coercibilidade. 
 
113 - Em relação aos vícios dos atos administrativos pode-se dizer que 
a) o vício do ato anulável pode ser declarado, em ação judicial, pelo juiz agindo de ofício ou mediante 
provocação do Ministério Público. 
b) Os atos nulos podem ser convalidados sempre que assim for necessário para a satisfação do interesse 
público. 
c) qualquer que seja o vício existente, somente pode a nulidade ou anulabilidade ser declarada por decisão 
judicial. 
d) a invalidação dos atos nulos e dos anuláveis produz efeitos retroativos, ressalvada a persistência de seus 
efeitos em relação a terceiros de boa-fé. 
 
114 - Em face do princípio da legalidade, consagrado constitucionalmente, pode-se afirmar que a