SIMULADO DIR ADMINISTRATIVO
54 pág.

SIMULADO DIR ADMINISTRATIVO


DisciplinaDireito Administrativo I66.833 materiais1.167.553 seguidores
Pré-visualização26 páginas
Administração Pública só pode fazer o que a lei 
a) determina ou autoriza. 
b) determina. 
c) e o regulamento determinam ou autorizam. 
d) e o regulamento determinam. 
 
115 - A alteração unilateral de contrato administrativo pela Administração Pública consubstancia 
expressão prática da aplicação de que princípio? 
a) moralidade 
b) supremacia do interesse público sobre o particular 
c) hierarquia 
d) eficiência 
 
116 -O atributo pelo qual o ato administrativo pode ser realizado e cumprido pela própria 
Administração Pública 
denomina-se: 
a) Auto-executoriedade; 
b) Coercibilidade; 
c) Imperatividade; 
d) Legalidade; 
e) NRA. 
 
117 -Tratando-se de responsabilidade civil do servidor público por dano causado a terceiro, assinale a 
opção correta. 
a) A obrigação de reparar o dano estende-se aos sucessores e contra eles será executada, até o limite do 
valor da herança recebida. 
b) A indenização de prejuízo dolosamente causado ao Erário será preferencialmente liquidada por meio de 
desconto na remuneração do servidor. 
c) O servidor responderá perante a Fazenda Pública por dano causado a terceiro, em ação regressiva, desde 
que tenha havido denunciação à lide. 
d) A responsabilidade civil decorre exclusivamente de ato comissivo, doloso ou culposo. 
 
118 -Os cargos, empregos e funções públicas são acessíveis aos brasileiros que preencham os 
requisitos estabelecidos em lei. Daí é correto dizer-se que: 
a) O prazo de validade do concurso público poderá ser prorrogado por duas vezes. 
b) A lei poderá estabelecer casos de contratação por tempo determinado para atender à necessidade 
temporária de excepcional interesse público. 
c) A investidura em cargo ou emprego público ocorre somente mediante aprovação em concurso público de 
provas ou de provas e títulos. 
d) Os detentores de cargo em comissão não poderão ser exonerados sem regular processo administrativo. 
 
119 - Assinale a alternativa correta. 
a) As entidades paraestatais são pessoas jurídicas de Direito Público. 
b) As autarquias são pessoas jurídicas de Direito Privado. 
c) Os Estados membros possuem soberania, independência política, administrativa e financeira. 
d) As Sociedades de economia mistas deverão ser criadas por decreto. 
 
120 - O poder discricionário 
a) não vincula o administrador à forma e finalidade do ato. 
b) não permite ao administrador praticar o ato com os critérios de conveniência e oportunidade. 
c) vincula o administrador à forma e finalidade do ato. 
d) permite ao administrador exceder os limites da lei. 
 
121 - A revogação de um ato administrativo de caráter normativo geral 
a) só pode ser feita pelo Poder Judiciário, mediante a provocação da própria Administração. 
b) só pode ser feita pelo Poder Judiciário, mediante a provocação de qualquer interessado. 
c) só pode ser feita pela própria Administração, de ofício ou mediante a provocação de qualquer interessado. 
d) não é possível. 
 
122 - Assinale a assertiva incorreta: 
a) Os cargos, empregos e funções na autarquia, necessitam, obrigatoriamente, de criação por lei; 
b) O patrimônio das autarquias destinadas à execução do serviço público é inalienável, impenhorável e 
imprescritível; 
c) As autarquias são criadas por lei; 
d) A autarquia é uma pessoa jurídica de direito público. 
 
123 - São consideradas pessoas jurídicas de direito público que executam atividades típicas da 
Administração Pública e de interesse da administração respectivamente: 
a) autarquia, empresas públicas e fundações públicas. 
b) empresas públicas e sociedades de economia mista. 
c) autarquias e fundações públicas. 
d) autarquias e empresas públicas. 
 
124 - A natureza jurídica da Fundação Pública é: 
a) pessoa jurídica de direito privado. 
b) pessoa jurídica de direito privado de fins públicos. 
c)pessoa jurídica de direito público interno. 
d) pessoa política autônoma e descentralizada. 
 
125- Assinale a alternativa correta. 
Da independência das instâncias administrativas, civil e criminal, resulta que 
a) o funcionário poderá sempre ser punido em qualquer dessas esferas sem a preocupação de se esperar o 
resultado de qualquer outra instância. 
b) ministrativa, quando ficar comprovada a inexistência do fato ou a não-autoria imputada ao funcionário. 
c) a absolvição por falta de provas, na esfera criminal, necessariamente terá reflexo no processo 
administrativo. 
d) a absolvição por falta de provas, no processo criminal, somente terá reflexo na esfera civil. 
 
126 - Para que alguém obtenha indenização do Estado por danos que lhe tenham sido causados por 
atos comissivos de seus agentes, é necessário provar, além do dano, o nexo de causalidade entre o 
dano e a atuação: 
a) dolosa ou culposa do agente; 
b) dolosa do agente; 
c) Do agente; 
d) ilegal do agente. 
 
127 - A Administração Pública está obrigada a policiar, em relação ao mérito e à legalidade, os atos 
administrativos que pratica.\u2019 A afirmação supra diz respeito ao princípio do Direito Administrativo da: 
a) Supremacia do interesse público. 
b) Autotutela. 
c) Indisponibilidade. 
d) Impessoalidade. 
 
128 - As fontes do Direito são as formas que o revelam, portanto, através delas tem-se a exteriorização 
do Direito ou a sua formalização. Sendo assim, assinale a alternativa que, em sentido amplo, é a mais 
importante das fontes do Direito Administrativo. 
a) Jurisprudência. 
b) Princípios gerais de Direito. 
c ) Lei. 
d) Doutrina e costume. 
 
129- Em relação às sociedades de economia mista, pode-se dizer: 
I) são pessoas jurídicas de direito privado, com participação do Poder Público e de particulares no seu capital 
e na sua administração; 
II) quando utilizadas para explorar atividades econômicas, devem operar sob as mesmas normas aplicáveis 
às empresas privadas, inclusive quanto às obrigações trabalhistas e tributárias; 
III) o seu pessoal não está sujeito à proibição constitucional de acumulação de cargos, empregos ou funções. 
Quanto às afirmativas acima, 
A) apenas I e II são corretas. 
B) apenas I e III são corretas. 
C) apenas II e III são corretas. 
D) todas são corretas. 
 
130-A edição, pelo Chefe do Executivo, de normas gerais e abstratas que permitam o cumprimento das 
leis, baseia-se em seu poder 
A) disciplinar. B) hierárquico. 
C) regulamentar. D) discricionário. 
 
131-São pressupostos do mandado de segurança, exceto: 
A) lesão ou ameaça de lesão; 
B) dano ao patrimônio público; 
C) ilegalidade ou abuso de poder; 
D) ato de autoridade; 
E) direito líquido e certo não amparado por habeas-corpus ou habeas-data. 
 
132- Quanto ao instituto da disponibilidade não é correto afirmar: 
A) só se aplica ao servidor estável 
B) o aproveitamento do servidor em disponibilidade pode-se dar em qualquer outro cargo público 
C) a remuneração do servidor em disponibilidade é proporcional ao tempo de serviço 
D) o tempo de disponibilidade não é computado para fins de aposentadoria 
E) a desnecessidade do cargo pode ser revertida, com a volta à atividade do servidor em disponibilidade 
 
133- O desligamento do cargo com caráter sancionador tem o nome de 
A) demissão; B) exoneração; 
C) disponibilidade; D) dispensa. 
 
134- Dentre os direitos sociais dos trabalhadores, indique o que não é estendido aos servidores 
públicos: 
a) remuneração do servidor extraordinário superior, no mínimo, em 50% á do normal; 
b) garantia do salário, nunca inferior ao mínimo, para os que percebem remuneração variável; 
c) décimo terceiro salário; 
d) 6 horas de trabalho diário; 
e) férias anuais remuneradas, com acréscimo de 1/3 sobre o salário normal. 
 
135- A faculdade de que dispõe a Administração Pública de aplicar sanções relativas a infrações 
funcionais de seus servidores é característica do: 
a) poder jurisdicional; b) poder hierárquico; 
c) poder disciplinar; d) poder regulamentar; 
e) poder gerencial. 
 
136-Após três anos de exercício subseqüentes à nomeação por concurso, o servidor público goza de 
estabilidade. Porém, poderá ser desligado do serviço 
A) no caso em que seu cargo venha a ser extinto ou declarado desnecessário;