Apostila-Contabilidade-nocoes-basicas
179 pág.

Apostila-Contabilidade-nocoes-basicas


DisciplinaContabilidade Básica29.537 materiais657.978 seguidores
Pré-visualização45 páginas
$ 75 
Reserva para Aumento de Capital $ 125 
Reserva para Plano de Investimento $ 250 
Reserva para Contingências $ 350 
Soma $ 800 
 
 Assim, o valor máximo a ser utilizado para a constituição da Reserva de Lucros a Realizar é: 
 
 a. $ 775 b. $ 100 c. $ 700 d. $ 0 
 
 
011. Marque a alternativa que contem reservas que podem ser constituídas independentemente do resultado 
apurado: 
 
 a. Reserva de Reavaliações, Reserva de Doações e Subvenções e Reserva de Correção Monetária do 
Capital Social 
 b. Reserva Legal e Reserva para Aumento do Capital Social 
 c. Reservas para Plano de Investimentos e Reserva para Contingências 
 d. Reserva de Lucros a Realizar e Reserva Especial para Dividendos não Distribuídos 
 
 
012. Calcule o valor do patrimônio liquido de AJF Ltda., abaixo: 
 
Elementos $ 
Capital Social 10.000 
Prejuízos Acumulados 1.800 
Ações em Tesouraria 1.300 
Correção Monetária do Capital Realizado 2.500 
Capital a Realizar 2.500 
 
 a. $ 12.500 b. $ 8.200 c. $ 10.000 d. $ 6.900 
 
! 
 
 
 
013. Ao final do período do ano 1, antes da destinação do lucro líquido do exercício, observaram-se os seguin-
tes saldos nas contas da Cia. PVSN: 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Com base nos dados acima, o valor máximo que deverá ser destinado para a constituição da Reserva 
Legal, no ano 1, é de: 
 
 a. 200 d. não existe obrigação de constituição de reserva 
 b. 1.000 e. 50 
 c. 100 
 
014. São classificadas no Patrimônio Líquido, as seguintes somas: 
 
 a. Ações em Tesouraria e/ou Quotas Liberadas 
 
 b. Capital Social a Realizar e Dividendos Distribuídos Antecipadamente (por contado resultado do perío-
do-base) 
 
 c. Prejuízos Acumulados e Reserva de Bônus para Subscrição 
 
 d. Reserva de Incentivos Fiscais, Reserva de Subvenções para Investimentos e Reserva de Reavaliação 
 
 e. Todas as alternativas estão corretas 
 
 
 
 
 
 
 
015. O Patrimônio Liquido da Comercial PVSN S/A, em 31-12-X3, antes da destinação do resultado do exercí-
cio, estava assim constituída: 
 
 O lucro líquido do exercício foi de $ 4.000,00, do qual deve se destinar a Reserva Legal a importância de: 
 
 a. $ 1.040,00 d. $ 2.000,00 
 b. $ 400,00 e. zero 
 c. $ 40,00 
 
016. Assinale a alternativa correta: 
 
 a. os Grupos de Reservas que compõem o Patrimônio Líquido são: Reservas de Capital, Reservas de 
Reavaliação e Reservas de Lucros 
Elementos $ 
Capital Social 20.000,00 
Reserva Legal 5.000,00 
Reservas de Capital: 
\u2022 Correção Monetária do Capital 10.000,00 
\u2022 Doações e Subvenções p/Investimentos 5.000,00 
 Lucro Liquido do Período-base ano 1 4.000,00 
Elementos $ 
Capital Social (valor corrigido) 20.000,00 
Ágio na Emissão de Ações 400,00 
Reserva Legal 3.960,00 
Lucros Acumulados 600,00 
 
! 
 
 
 b. são consideradas como Reservas de Capital: Reserva de Correção Monetária do Capital, Reserva de 
Ágio na Emissão de Ações, Reserva de Prêmio na Emissão de Debêntures, Reserva de Alienação de 
Partes Beneficiárias, Reserva de Doações, Reserva de Subvenções para Investimentos, Reserva de 
Incentivos Fiscais e Reserva de Bônus de Subscrição 
 
 c. são consideradas como Reservas de Lucros: Reserva Legal, Reservas Estatutárias, Reserva para 
Contingências, Reserva Especial de Lucros a Realizar, Reserva de Planos para Investimentos e Re-
serva de Lucros para Dividendos 
 
 d. Ações em Tesouraria ou Quotas Liberadas são contas retificadoras (redutoras) do Patrimônio Líquido 
 
 e. todas as alternativas estão corretas 
 
 
017. A Cia. de Produtos Alimentares Paulo, André e Claudia reavaliou imóvel de sua propriedade, cujo valor 
de mercado foi avaliado, no laudo competente, em R$ 200.000,00. Sabendo-se que o valor contábil, cor-
rigido monetariamente, do referido imóvel era de R$ 80.000,00, a companhia deverá: 
 
 a. lançar a diferença de R$ 120.000,00 a débito do imóvel e a crédito da conta de Reserva de Reavalia-
ção 
 b. proceder à correção monetária do imóvel, lançando a contrapartida da reavaliação em conta de resul-
tado 
 c. lançar a diferença de R$ 120.000,00 a crédito de conta de Reserva de Capital, uma vez que ela não 
corresponde a resultado auferido pela empresa em suas operações mercantis 
 d. lançar a contrapartida do aumento do valor do imóvel em Reservas de Lucros a Realizar, já que a 
valorização do imóvel só estará financeiramente disponível para a empresa se ele for alienado a ter-
ceiros 
 e. nada a fazer, pois a Lei das Sociedades Anônimas dispõe que os bens integrantes do Ativo Perma-
nente devem ser avaliados pelo seu custo de aquisição 
 
018. Informações (exercício social do ano 3) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 A Cia Comercial Bandeirantes, a quem se referem as informações \u2013 retro, estava: 
 
 a. obrigada a constituir uma reserva legal de $ 5.000.000 
 b. obrigada a constituir uma reserva legal de $ 40.000.000 
 c. obrigada a constituir uma reserva legal de $ 65.000.000 
 d. desobrigada a pagar dividendos aos acionistas 
 e. desobrigada a constituir a reserva legal 
 
019. O estatuto da Comercial Magela S.A é omisso quanto ao pagamento de dividendos. No exercício social 
findo em 31 de janeiro do ano 3, o seu contador estabeleceu a base de cálculo do dividendo obrigatório a 
pagar com base nos seguintes elementos: 
Elementos $ 
\u2013 Lucro Líquido do Exercício 100.000.000 
\u2013 Capital Social (subscrito e integralizado) 800.000.000 
\u2013 Reserva de Correção Monetária do Capital Social 500.000.000 
\u2013 Reserva Legal ( saldo do Balanço anterior, atualizado Monetariamente) 120.000.000 
\u2013 Reserva de Capital 
\u2013 Prêmio recebido na emissão de debêntures 140.000.000 
\u2013 Subvenções, do Poder público, para investimentos 150.000.000 
 
! 
 
 
 
 
 
 
 Em decorrência, os acionistas tiveram o direito de receber, naquele exercício, a importância de: 
 
 a. 52.000.000 d. 26.000.000 
 b. 40.000.000 e. 32.000.000 
 c. 46.000.000 
 
020. A Cia Industrial Santa Helena recebeu, em 31 de dezembro do ano 3, uma Subvenção para Investimen-
tos feita por pessoa jurídica de direito público com a finalidade específica de adquirir equipamentos para 
expandir o seu empreendimento econômico. Segundo a Lei das Sociedades por Ações, esse tipo de sub-
venção deve ser classificado, na beneficiária, como: 
 
 a. reserva para contingência d. receita operacional 
 b. retenção de lucro e. reserva de capital 
 c. reserva legal 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
13.1 INTRODUÇÃO 
 
 Regra geral, os bens e direitos de natureza permanente, cuja vida útil (bens) ou prazo de exercício (direi-
tos) seja superior a um ano, sujeitam-se a depreciação, amortização ou exaustão, conforme o caso. 
 
 Assim, poderão ser debitados diretamente a resultado do exercício, como custo ou despesa operacional, 
o valor de aquisição dos elementos patrimoniais de vida útil ou prazo de exercício inferior a um ano (Convenção 
da Materialidade). 
 
 Também poderão deixar de ser imobilizados os bens e direitos cujo valor unitário não supere o limite 
fixado na legislação tributária, mesmo que o prazo de vida útil seja superior a um ano (Convenção da Materiali-
dade). 
 
 A base de cálculo da depreciação, amortização ou exaustão será: 
 
 a. Custo corrigido, assim entendido o custo histórico ajustado pela correção monetária; 
 b. Valor de reavaliação decorrente de novas avaliações efetuadas no ativo imobilizado. 
 
13.2 DEPRECIAÇÃO 
 
\u2013 Lucro Líquido do Exercício $ 80.000.000 
\u2013 Quota destinada a constituição de Reserva Legal $ 2.000.000 
\u2013 Reversão de Reserva para Contingência formada em exercício anterior $ 18.000.000 
\u2013 Lucro a Realizar transferido para a respectiva reserva $ 4.000.000 
 
! 
 
 Representa a diminuição do valor dos bens corpóreos que