Kit Didático de Telecomunicações - Prática
281 pág.

Kit Didático de Telecomunicações - Prática


DisciplinaPropagação e Antenas126 materiais1.649 seguidores
Pré-visualização38 páginas
aparelhos receptores de rádio e televisão. O 
receptor super-heteródino de AM utilizam nos seus estágios amplificadores de radiofreqüências, 
bobinas de freqüência sintonizada em 455 kHz. 
Os receptores de FM empregam bobinas de F.I. sintonizada em 10,7 MHz. 
Freqüência intermediária (F.I.) 
Suponhamos que estamos sintonizando uma estação cuja freqüência seja de 1200 kHz. Para 
obtermos a freqüência intermediária de 455 kHz, o oscilador local do receptor (Q4) deverá estar 
ajustado para gerar um sinal de radiofreqüência de 1655 kHz. 
Este sinal do oscilador local é aplicado ao circuito misturador ou conversor (Q1), que é misturado 
com o sinal de 1200 kHz, captado pelo circuito de sintonia da antena do receptor. Quando os dois 
sinais se encontram no circuito misturador, resultam em duas freqüências distintas; a soma e 
subtração de ambas as freqüências, ou seja, a soma que seria 1655 kHz + 1200 kHz = 2855 kHz 
e a subtração que seria 1655 kHz -1200 kHz = 455 kHz. 
Quando mudamos de estação, a diferença entre a freqüência da nova estação sintonizada e a 
freqüência do oscilador local deverá produzir a mesma freqüência intermediária, independente de 
qual seja a freqüência da nova estação sintonizada. 
A variação simultânea da freqüência do oscilador e do circuito de sintonia da antena é 
conseguida, através de dois capacitores variáveis conjugados num único eixo mecânico, no qual 
um capacitor variável é ligado ao circuito de sintonia, e outro é ligado ao circuito do oscilador local. 
Quando mudamos de uma estação para uma outra qualquer, girando o eixo do capacitor variável, 
a freqüência do oscilador local muda simultaneamente com a freqüência de sintonia. Esta dupla 
variação de freqüências é possível devido ao fato de ambos os capacitores variáveis estarem 
conjugados em paralelo mecanicamente em um mesmo eixo. 
Este tipo de conexão mecânica do capacitor variável é denominado, ligação \u201ctanden\u201d. Desta 
maneira, as freqüências naturais dos dois circuitos sintonizados, estarão sempre distanciadas na 
mesma freqüência intermediária, pré-ajustada durante a calibragem do receptor. 
Em geral, o sinal de F.I. após a conversão, possui intensidade demasiadamente fraca para ser 
aplicado ao circuito detector. Para aumentar o sinal de F.I., empregam-se circuitos amplificadores 
de freqüência intermediária sintonizada em 455 kHz. 
78 KIT DIDÁTICO DE TELECOMUNICAÇÕES 
Módulo 03 \u2013 Receptor Super-Heteródino 
 
Geralmente o emprego de duas etapas amplificadoras de F.I. é suficiente para obter um nível de 
sinal desejado para ser demodulado no circuito detector. 
O receptor super-heteródino deverá ser capaz de sintonizar apenas uma única estação 
transmissora e separar todas as outras estações vizinhas. A separação de uma estação para a 
outra é denominada Banda Passante. A Banda Passante de AM que separa uma estação da outra 
é de apenas 10 kHz. 
Embora a Banda Passante possua uma faixa de 10 kHz, isto não significa que temos toda esta 
banda para ser utilizada. Do total dessa Banda Passante, aproximadamente 3 kHz é reservado 
para a faixa de segurança que separa uma estação da outra distribuída em 1,5 kHz para cada 
lado. 
Os 7 kHz restantes são distribuídos nas duas bandas laterais que uma modulação de AM ocupa. 
Portanto, a largura da banda passante efetiva aproveitada é de apenas 3,5 kHz. 
As bobinas de F.I. de 455 kHz são constituídas de um transformador de R.F. com núcleo de ferrite 
ajustável e são identificados por cores amarela, branca e preta. 
O último estágio amplificador de F.I. entrega sinal de elevada amplificação ao circuito 
demodulador (detector de envoltória). 
Procedimento Experimental 
Metodologia 
Nesta experiência faremos a descrição do procedimento de calibração dos osciladores de um 
receptor super-heteródino, sendo este realizado apenas na Bit9. 
Faremos também a descrição dos procedimentos de calibração dos filtros de sintonia da 
freqüência intermediária do receptor super-heteródino. 
KIT DIDÁTICO DE TELECOMUNICAÇÕES 79 
 
Módulo 03 \u2013 Receptor Super-Heteródino
 
Diagrama de Montagem 
 
Execução 
01. Conecte os bornes vermelhos +Vcc (+12V) e preto GND, da Fonte de Alimentação 
Simétrica, aos bornes de mesma cor do Módulo 04 \u2013 Gerador de Rádio Freqüência, 
Módulo 17 \u2013 Amplificador de Áudio e Módulo 03 \u2013 Receptor AM/OM. 
Obs.: Procedimento de Calibração Realizado na Bit9. 
Realizando o Ajuste da freqüência Intermediária \u2013 F.I. do Rádio de Ondas Médias 
02. Localize um jumper (pino banana) entre os componentes que acompanham o conjunto 
didático. 
03. Ligue o jumper (pino banana) entre os bornes J1 e J2 do Módulo 04 \u2013 Gerador de Rádio 
Freqüência, estabelecendo assim modulação interna. 
04. Conecte o canal 1 do osciloscópio ao borne de saída J4 do Módulo 04 \u2013 Gerador de Rádio 
Freqüência e observe o sinal de 455 kHz do filtro cerâmico. 
80 KIT DIDÁTICO DE TELECOMUNICAÇÕES 
Módulo 03 \u2013 Receptor Super-Heteródino 
 
05. Ajuste o atenuador de RF totalmente para o sentido horário (máxima amplitude). 
Movimente o botão de controle do Capacitor Variável até obter a melhor forma de onda no 
canal 1 do osciloscópio. Na ressonância o filtro cerâmico do Gerador oscila com máxima 
amplitude. 
06. Ligue a saída de áudio do Módulo 03 \u2013 Rádio Ondas Médias, borne J7 ao borne J1 do 
Módulo 17 \u2013 Amplificador de Áudio. 
07. Localize um alto-falante entre os componentes que acompanham o conjunto didático. 
08. Conecte o alto-falante à saída do Amplificador de Áudio (Módulo 17), aos bornes indicados 
como alto falante e GND. 
09. Ajuste o potenciômetro P1 do Módulo 03 \u2013 Rádio Ondas Médias no meio de sua faixa. 
10. Ajuste o potenciômetro P1 do Módulo 17 \u2013 Amplificador de Áudio, em um volume audível 
sem distorção. 
11. Conecte o borne J2 do Módulo 03 \u2013 Rádio Ondas Médias ao GND do circuito; desativando 
assim o oscilador local. 
12. Desconecte o canal 1 do osciloscópio do borne de saída J4 do Módulo 04 \u2013 Gerador de 
Rádio Freqüência e conecte ao borne J5 do Módulo 03 \u2013 Rádio Ondas Médias. 
13. Conecte a saída J4 do Módulo 04 \u2013 Gerador de Rádio Freqüência ao borne J1 do Módulo 
03 \u2013 Rádio Ondas Médias. 
14. Utilizando uma chave de fenda plástica adequada varie a posição dos núcleos das bobinas 
de FI do Módulo 03 \u2013 Rádio Ondas Médias, denominadas FI1, FI2 e FI3. 
15. Observando a forma de onda no osciloscópio, que corresponde ao sinal sintonizado no 
estágio de FI do Rádio de Ondas Médias, tente obter o melhor sinal, ou seja, o mais limpo 
e com máxima amplitude, variando a posição dos núcleos das bobinas de FI do Módulo 03 
\u2013 Rádio Ondas Médias. 
16. Ao obter o melhor sinal no osciloscópio reduza a amplitude do sinal de saída do Gerador 
de Rádio Freqüência \u2013 Módulo 04, movendo o potenciômetro P3 no sentido anti-horário até 
que se tenha o menor sinal audível. 
17. Desconecte o borne J2 do Módulo 03 \u2013 Rádio Ondas médias, do GND fazendo o oscilador 
local voltar a funcionar. 
18. Desconecte a saída J4 do Módulo 04 \u2013 Gerador de Rádio Freqüência ao borne J1 do 
Módulo 03 \u2013 Rádio Ondas Médias. 
19. Conecte o canal 2 do osciloscópio ao borne J2 do Módulo 03 \u2013 Rádio Ondas Médias. 
20. Tente sintonizar uma estação de rádio movendo o botão do capacitor variável do Módulo 
03 \u2013 Rádio Ondas Médias. 
21. Mantendo a conexão do osciloscópio tente sintonizar uma outra estação de rádio movendo 
o botão do capacitor variável do Módulo 03 \u2013 Rádio Ondas Médias. 
KIT DIDÁTICO DE TELECOMUNICAÇÕES 81 
 
Módulo 03 \u2013 Receptor Super-Heteródino
 
22. Comente os resultados obtidos nos passos 21 e 22, explique o que ocorreu com o sinal 
obtido variando-se a estação que está sendo sintonizada. Associe o resultado ao fato de 
termos apenas uma freqüência intermediária para toda a faixa de recepção. 
________________________________________________________________________ 
________________________________________________________________________