LIVRO - Redes e Sistemas de Telecomunicações
256 pág.

LIVRO - Redes e Sistemas de Telecomunicações


DisciplinaPropagação e Antenas126 materiais1.650 seguidores
Pré-visualização48 páginas
o mundo wireless e a Internet como
também as Intranets e oferece a habilidade de disponibilizar um leque ili-
mitado de serviços móveis de valor adicionado aos assinantes, indepen-
dente da rede, da forma de transporte e do terminal.
Os assinantes móveis podem acessar a mesma grande quantidade de
informação a partir de um dispositivo de bolso (celular), como também de
um desktop. WAP é um padrão global e não é controlado por nenhuma
companhia de forma isolada. A Ericsson, Nokia, Motorola e a Unwired Pla-
net fundaram o WAP Forum em 1997 com o propósito inicial de definir es-
pecificações de forma ampla para desenvolver aplicações sobre as redes
wireless.
As especificações WAP definem uma série de protocolos nas camadas de
aplicação, sessão, transação, segurança e transporte, que habilitam aos
operadores, fabricantes e provedores de aplicação superarem os desafios
na criação rápida e flexível de serviços e na diferenciação de serviços wi-
reless avançados.
Existem mais de uma centena de membros de diferentes vertentes, como
fabricantes de terminais e de infra-estrutura, operadores, carriers, provedores
de serviços, provedores de conteúdo, software houses desenvolvendo servi-
ços e aplicações para os dispositivos móveis. Para maiores informações vale
a pena fazer uma visita ao WAP Forum em http://www.wapforum.org.
Benefícios
Para os Operadores
Para os operadores de redes wireless, o WAP promete aumentar a base
de usuários, tanto pela melhoria a ser feita nos serviços existentes, tais
como desenvolvimento de interfaces para voice-mail e sistemas pré-pagos,
8888 Redes e Sistemas de Telecomunicações
como também pela disponibilização de novos serviços e de aplicações, tais
como gerenciamento de custos e solicitações alusivas aos sistemas de
billing. Novas aplicações podem ser introduzidas de forma rápida e fácil,
sem a necessidade de infra-estrutura ou de modificações nos aparelhos
telefônicos. De uma certa forma, isso permite que os operadores possam
se diferenciar entre si e seus competidores com novos serviços de infor-
mação customizados. O WAP é uma estrutura interoperável que habilita o
provisionamento de soluções turnkey fim-a-fim que criará uma vantagem
competitiva, construirá a fidelização do cliente e aumentará o faturamento,
segundo os defensores do mesmo.
Para os Provedores de Conteúdo
O Provedor de Conteúdo é a parte que "supre" o conteúdo para o comércio
eletrônico, que é basicamente informação digitalizada (projetando e crian-
do páginas HTML, jogos eletrônicos a serem jogados de forma a atrair os
compradores, etc.). Em WAP, as aplicações podem ser escritas em lingua-
gem WML (Wireless Markup Language) que é uma subsérie da linguagem
XML (extensible markup language). Usando o mesmo modelo como a In-
ternet, WAP habilitará desenvolvedores de aplicações e de conteúdo para
implementar o WML baseado em tarefa de forma a preparar o caminho
para os serviços que serão escritos e desenvolvidos dentro da rede de
forma rápida e fácil.
Para os Usuários Finais
Para os usuários do WAP os benefícios serão o acesso fácil e seguro às
informações Internet como unified messaging, banking e entretenimento
através de seus aparelhos móveis. Informação das Intranets como bancos
de dados corporativos pode ser obtida via tecnologia WAP.
Por que escolher o WAP?
No passado, o acesso à Internet por meio wireless, era bem limitado pela
capacidade dos dispositivos handheld, bem como das redes associadas.
O WAP utiliza os padrões Internet tais como o XML, User Datagram Proto-
col (UDP) e IP. Muitos desses protocolos são baseados nos padrões Inter-
net como o HyperText Transfer Protocol (HTTP) e o TLS mas foram otimi-
zados face à existência de limitações no ambiente wireless, a saber: pe-
Wireless 8899
quena largura de banda, alta latência (latência é o tempo que leva para um
pacote de dados se mover através de uma conexão de rede), e pouca es-
tabilidade na conexão. Padrões Internet como o HyperText Markup Lan-
guage (HTML), HTTP, TLS e transmission control protocol (TCP) são inefi-
cientes em redes móveis, pois requerem que grandes quantidades de da-
dos baseados em texto sejam enviados. O conteúdo do HTML não pode
ser eficientemente mostrado em telas de tamanho bastante reduzido dos
aparelhos celulares e pagers. O WAP utiliza transmissão binária com
grande compressão de dados e é bastante otimizado para lidar com longa
latência e pequena largura de banda. As sessões WAP podem lidar com
coberturas intermitentes e podem operar em uma grande variedade de
transportes wireless. O WML e o Wireless Markup Language script
(WMLScript) são usados para produzir o conteúdo WAP. Eles fazem ótimo
uso de pequenas telas sendo que a navegação pode ser executada com
uma mão apenas. O conteúdo WAP é escalável desde um display de duas
linhas até telas complexas dos telefones mais avançados. O protocolo
WAP foi desenvolvido para minimizar ao máximo o consumo de banda e
maximizar o número de tipos de redes wireless que podem enviar conteú-
dos WAP.
Exemplo da Arquitetura WAP para Chamadas
Originadas
WAP poderá fornecer múltiplas aplicações para negócios e mercados de
clientes tais como banking, acesso a dados corporativos e interface com
serviço de mensagens.
O pedido de um dispositivo móvel é enviado como um URL através da
rede do operador para um gateway WAP que é a interface entre a rede do
operador e a Internet (veja figura 2.14).
Arquitetura do gateway WAP
WDP
O protocolo de datagrama WAP (Datagram Protocol (WDP)) é a camada
de transporte que envia e recebe mensagens via qualquer transportador de
rede disponível, incluindo-se SMS, USSD, CSD, CDPD, IS\u2013136 packet
data, e GPRS.
9900 Redes e Sistemas de Telecomunicações
Figura 2.14
WTLS
A camada opcional de transporte wireless (Wireless Transport Layer Secu-
rity (WTLS)), possui facilidades de criptografia que oferece o serviço de
transporte seguro requerido por muitas aplicações como as voltadas para o
e-commerce.
WTP
O protocolo da camada de transação WAP (Transaction Protocol (WTP))
fornece suporte à transação, adicionando confiabilidade ao datagrama for-
necido por WDP.
SNMP
JAVA
Logging Subscriber DB Applications
Internet
Firewall etc.
Bearers
Wireless 9911
WSP
A camada do protocolo de sessão (WAP Session Protocol (WSP)) fornece
a camada de sessão que permite troca eficiente de dados entre aplica-
ções.
Interface HTTP
A interface HTTP recupera o conteúdo WAP da Internet quando requisita-
do por um dispositivo móvel.
O conteúdo WAP (WML e WMLScript) é convertido para uma forma binária
compacta para transmissão pelo ar. O software do microbrowser WAP
dentro do dispositivo móvel interpreta o código de byte e mostra o conteú-
do interativo WAP.
O Futuro do WAP
O crescente interesse e desenvolvimento na área de wireless nos tempos
recentes tem provocado em todos os segmentos do mercado de wireless
(operadores, fabricantes, desenvolvedores de conteúdos, etc.) um esforço
de cooperação no sentido de buscar os padrões e protocolos. Esse esforço
fica bem caracterizado na formação do WAP Forum, que vem fornecendo
idéias contínuas para o desenvolvimento de uma série de protocolos que
fornecem um ambiente comum para o desenvolvimento de serviços tele-
fônicos avançados bem como de acessos à Internet dentro do mercado
wireless. Os players da indústria, desde os desenvolvedores até os opera-
dores, podem explorar a grande oportunidade que o WAP apresenta.
Como a tecnologia da telefonia fixa, a Internet foi um sucesso, pois permi-
tiu que milhões de usuários pudessem usufruir desse novo cenário de dis-
ponibilização da informação. Entretanto, os usuários móveis, que até então
não haviam forçado a indústria a fornecer as mesmas funcionalidades do
ambiente fixo, estão mudando e agora estão fazendo bastante pressão
nesse sentido. Inicialmente, esperava-se que os serviços rodassem em um
mecanismo de transporte bem estabelecido como o SMS, o qual ditaria a
natureza e a velocidade das aplicações. De fato, o GSM não oferecia taxas
de velocidade