A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
255 pág.
Redes e Sistemas de Telecomunicações

Pré-visualização | Página 2 de 48

diretamente as atividades do e-commerce:
Formas de Pagamento Eletrônico
De uma forma geral engloba a circulação de valores pela Internet e os
principais temas são:
! Credit-Cards: é a forma mais usada hoje em dia na Internet.
! Chip-Cards: são cartões de plásticos que contêm circuitos integrados
ou chip que dão ao cartão condições de armazenar e/ou processar da-
dos. São três os tipos:
" Memory cards: contém armazenamento, mas nenhum proces-
samento ou capacidade significante de segurança.
" Smart cards: contém processador, software e aplicações e da-
dos permanentes gravados em memória não volátil, podendo
usar memória volátil também.
" Super-smart cards: são os smart-cards com key-pad e display.
EDI: Electronic Data Interchange (EDI)
É a substituição das compras baseadas em papel por equivalentes ele-
trônicos. Em uma definição mais prolixa, EDI é a troca de documentos em
uma forma eletrônica padronizada, entre organizações, de modo automáti-
Sistemas 77
co, diretamente da aplicação de uma organização a aplicação de outra
organização. Os elementos essenciais do EDI são:
! Uso de meio de transmissão eletrônico.
! Uso de mensagens estruturadas, formatadas e baseadas em padrões
acordados entre as organizações.
! Entrega rápida de documentos eletrônicos do enviador para o receptor.
Entrega Eletrônica de Serviços
É o comércio eletrônico voltado para os serviços, isto é, o fornecimento de
serviços com a assistência de ferramentas baseadas nas telecomunica-
ções e os meios de telecomunicações. Em linhas gerais, compra-se pela
Internet, entrega-se pela Internet. A seguir, encontram-se as tecnologias
que abordam esse tema.
! Exemplos de tecnologias, lado Provedor:
" interactive voice response (IVR)
" e-mail server
" web-server
" ftp-server
" news server
! Exemplos de tecnologias de publicação na Web:
" Internet, WWW / HTTP, FTP, SMTP/MIME.
" Structured Document Markup (SGML, HTML, CSS, XML).
" Padrões de formatos (PDF; TIFF, JPEG, PNG; RealAudio, MP3;
MPEG).
" Servidor de Browsers.
" Gerenciamento de Web-Site.
" Menus, Search Engines.
" Metadata, DC, RDF, PICS, P3P.
" Web-Forms, CGI Scripts, Databases.
" Javascript, Java Applets, Cookies.
" Integração com Sistemas de Pagamento.
" On-Demand Printing, Local e Remota.
! Exemplos de tecnologias de Acesso do Cliente:
" Telefone.
" Workstation.
" Quiosque público.
" Quiosque privado.
88 Redes e Sistemas de Telecomunicações
" Web-browser.
" E-mail client.
" Leitor de smart-card.
! Exemplos de Tecnologias, lado Cliente:
" Web-form
" Javascript
" Plug-in
" Software download
" Java
" Software agent, especially client-profile
" Smart card
" Assinatura digital.
Publicação Eletrônica
É o comércio eletrônico de bens e serviços que são preparados para con-
sumo pelo senso humano. Exemplos de bens e serviços que são abrangi-
dos por essa definição:
! Documentos na forma eletrônica incluindo artigos e livros;
! Dados, incluindo dados estatísticos;
! Informações de baixa volatilidade, como dicionários e enciclopédias;
! Informações de alta volatilidade, como jornais e previsões do tempo;
! Música;
! Vídeo e animação, como televisão, filmes, desenhos animados, video-
clips, e entretenimento.
Privacidade
As pessoas geralmente pensam na privacidade como uma espécie de di-
reito. Infelizmente, o conceito de "direito" é um modo problemático de co-
meçar, pois o direito, na essência da palavra, parece algo de padrão ab-
soluto. O que é pior, é muito fácil ficar confuso entre as fronteiras do direito
legal e do direito natural ou moral. Isso leva a crer que se torna muito mais
útil pensar na privacidade como uma espécie de "coisa" que as pessoas
gostam de ter. Dessa forma, pode-se dizer que privacidade é o interesse
que os indivíduos têm em possuir o próprio espaço pessoal, livre da inter-
ferência por parte de outras pessoas ou de organizações. Indo em mais
detalhes, a privacidade resulta em não atender a um simples interesse,
como observado antes, mas que possui várias dimensões, como observa-
do a seguir:
Sistemas 99
" Privacidade da pessoa: Relacionada com a integridade do corpo
da pessoa. Incluem-se questões como imunização compulsória,
transfusão de sangue sem consentimento, fornecimento compulsó-
rio de amostras de fluidos do corpo da pessoa e de tecidos.
" Privacidade de comportamento pessoal: Relacionada com to-
dos os aspectos de comportamento, mais especificamente com
questões sensitivas, como preferência sexual e hábitos, atividades
políticas e práticas religiosas.
" Privacidade de comunicações pessoais: As pessoas reivindi-
cam em poderem se comunicar entre elas usando várias mídias,
sem monitoramento de suas comunicações, quer seja por outras
pessoas, quer seja por organizações.
" Privacidade de dados pessoais: As pessoas reivindicam que os
dados trocados entre elas não estejam automaticamente disponí-
veis para terceiros (pessoas e organizações) e que mesmo que os
dados estejam na posse de outros, o proprietário dos mesmos
possa exercer um substancial controle sobre os dados e o uso.
Com a grande convergência ocorrida nos anos 80 entre as comunicações
e a computação, os últimos dois aspectos (privacidade de comunicações e
privacidade de dados pessoais) ficaram unidos e surgiu o termo "Privaci-
dade da Informação" que é a combinação de comunicações e dados e
deve ser considerada quando se trata de e-commerce.
Criptografia
É um importante elemento de qualquer estratégia em garantir segurança
da transmissão de mensagens. Consiste basicamente em converter as
mensagens ou dados para uma forma diferente, de forma que ninguém
possa ler sem ter o acesso de uma "chave".
Alguns Aspectos Relevantes da Internet
No tratamento com e-commerce, todo o relacionamento se dará na Internet
e, pelo fato de ser uma rede de abrangência mundial e ser pública, diver-
sas disfunções (mau uso) podem e necessariamente deverão coexistir com
as aplicações que encerram em si todo o elenco dos padrões ético-morais.
Dessa forma, não se deve deixar de considerar a existência dessas "ano-
malias" e o e-commerce deverá tratar para não sofrer essas interferências,
1100 Redes e Sistemas de Telecomunicações
bem como não ser um causador das mesmas interferências. Outro aspecto
importante é que o e-commerce não deve deixar de considerar um grande
mundo wireless que está se descortinando e a tecnologia que irá alavancar
o relacionamento dos usuários móveis com o e-commerce é o WAP. Adi-
ante segue uma pequena abordagem sobre esses temas:
Cookies
São mensagens passadas ao web browser pelo web server. O browser
armazena a mensagem em um arquivo-texto chamado cookie.txt. A men-
sagem é então enviada ao server cada vez que o browser solicitar uma
página ao server. A finalidade principal dos cookies é identificar usuários
e preparar possivelmente páginas customizadas da Web para eles.
Quando os usuários entram em um Web site que faz uso de cookies, po-
dem ser solicitados a preencherem um formulário que fornece informa-
ções pessoais. Essa informação é empacotada em um cookie e enviada
para o web browser que armazena para uso posterior. A próxima vez que
os usuários entrarem no mesmo site, o browser emitirá o cookie ao web
server. O server pode usar esta informação para apresentar aos usuários
páginas feitas sob medida. Assim, por exemplo, em vez de ver apenas
uma página principal de boas vindas bem genérica, os usuários podem
ver uma página dando boas vindas com o nome deles. O processo é o
seguinte:
♦ Um web-browser pede uma página ao webserver;
♦ O webserver envia ao web-browser não somente a página requi-
sitada como também uma instrução para que escreva um cookie
(isto é, um registro) na unidade de armazenamento do cliente;
♦ A menos que algo impeça, o web-browser assim o fará;
♦ Cada vez que o usuário requisitar uma web-page, o web-browser
verificará