aula10_privacidade
2 pág.

aula10_privacidade


DisciplinaFundamentos de Sistemas de Informação8.531 materiais122.054 seguidores
Pré-visualização1 página
PRIVACIDADE 
Dentro dessa questão da privacidade, surge a discussão sobre o spamming, que é o 
envio indiscriminado de e-mail a muitos usuários que não fizeram tal solicitação ou não 
autorizaram tal envio. É um instrumento muito usado como propaganda, de forma 
gratuita, rápida e de longo alcance. 
 
Mensagens de e-mails confidenciais dos funcionários são monitoradas por muitas 
empresas. Informações confidenciais sobre pessoas, nos bancos de dados das 
empresas, tem sido roubadas ou vendidas, resultando em invasão de privacidade. 
 
A questão da privacidade ganha dimensão quando consideramos o ambiente da 
Internet, onde a vulnerabilidade aumenta muito devido à possibilidade de coleta de 
dados relativos aos nossos próprios acessos, sem a nossa permissão ou mesmo sem 
que venhamos a saber. 
 
O maior exemplo são os cookies, dados de nossos acessos capturados em nossos 
próprios discos. Tais dados podem ser usados e até mesmo vendidos pelas empresas 
que fizeram a captura. E não nos pedem licença para isso. 
 
Com relação ao direito autoral, se o material que você acessa na Internet é 
identificado como domínio público, significa que o acesso a ele é livre para quem quer 
que seja, para qualquer finalidade. Outros materiais estão protegidos por direitos 
autorais, indicando que você precisa de permissão para qualquer outro que não seja o 
\u2018uso justo\u2019 (atividades educacionais e sem fins lucrativos). 
 
O crime por computador é outro tema polêmico que alcança as questões éticas. 
Estamos falando de ações como: 
1 - Ataques de hackers a site de empresas, no intuito de cometer fraudes (como roubo 
de dinheiro, no caso de bancos) ou de enviar e-mails a terceiros, com diversas 
finalidades maledicentes. 
2 - Uso da Internet de forma imprópria, por funcionários, durante o expediente, como 
o acesso a sites de relacionamento, redes sociais (como Orkut), sites pornográficos e 
outros. 
3 - Pirataria de software, justificada pelo alto custo dos mesmos, pode ser considerada 
um roubo de software, já que você usa o produto sem a devida licença de quem detém 
a propriedade intelectual. 
4 - Roubo de dados, como o caso do funcionário que, por dinheiro, alterou as notas de 
alunos de uma universidade. 
5 - Criação de vírus que invadem computadores com a finalidade de destruir os dados 
armazenados, causando danos irreparáveis aos seus proprietários.