A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
352 pág.
CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MEDIAS EMPRESAS

Pré-visualização | Página 13 de 21

PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
COMBINAÇÃO DE NEGÓCIOS E ÁGIO COMBINAÇÃO DE NEGÓCIOS E ÁGIO 
POR EXPECTATIVA DE RENTABILIDADE POR EXPECTATIVA DE RENTABILIDADE 
FUTURA (FUTURA (GoodwillGoodwill))
 A combinação de negócios é a união de entidades
ou negócios separados em uma única entidade.
 Compra de ações ou quotas de outra entidade, a
compra de alguns ou todos os ativos líquidos de
outra entidade, responsabilidade pelos passivos da
outra entidade, que juntos acabam formando um
ou mais negócios.
Apostila Apostila –– pág. 59pág. 59
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
COMBINAÇÃO DE NEGÓCIOS E ÁGIO COMBINAÇÃO DE NEGÓCIOS E ÁGIO 
POR EXPECTATIVA DE RENTABILIDADE POR EXPECTATIVA DE RENTABILIDADE 
FUTURA (FUTURA (GoodwillGoodwill))
 Também pode acontecer através da
emissão de títulos patrimoniais,
transferência de caixa ou outros ativos ou
ainda uma composição destes, abrangendo
assim outra entidade ou até mesmo os seus
acionistas ou sócios, podendo resultar uma
nova sociedade ou não.
Apostila Apostila –– pág. 59pág. 59
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
COMBINAÇÃO DE NEGÓCIOS E ÁGIO COMBINAÇÃO DE NEGÓCIOS E ÁGIO 
POR EXPECTATIVA DE RENTABILIDADE POR EXPECTATIVA DE RENTABILIDADE 
FUTURA (FUTURA (GoodwillGoodwill))
 Mensuração: soma dos valores justos na
data da transação e demais custos
atribuíveis à combinação de negócios.
Apostila Apostila –– pág. 59pág. 59
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
COMBINAÇÃO DE NEGÓCIOS E ÁGIO COMBINAÇÃO DE NEGÓCIOS E ÁGIO 
POR EXPECTATIVA DE RENTABILIDADE POR EXPECTATIVA DE RENTABILIDADE 
FUTURA (FUTURA (GoodwillGoodwill))
 Após o reconhecimento inicial a entidade
deve mensurar o ágio por expectativa de
rentabilidade futura adquirido em
combinação de negócios pelo custo menos
amortização acumulada e perdas
acumuladas por redução ao valor
recuperável - Impairment
Apostila Apostila –– pág. 59 e 60pág. 59 e 60
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
COMBINAÇÃO DE NEGÓCIOS E ÁGIO COMBINAÇÃO DE NEGÓCIOS E ÁGIO 
POR EXPECTATIVA DE RENTABILIDADE POR EXPECTATIVA DE RENTABILIDADE 
FUTURA (FUTURA (GoodwillGoodwill))
 Sempre que a entidade não tiver condições
técnicas de estimar a vida útil do ágio
adquirido presume-se que seja de dez
anos.
Apostila Apostila –– pág. 60pág. 60
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
DIVULGAR NA COMBINAÇÃO DIVULGAR NA COMBINAÇÃO 
DE NEGÓCIOS:DE NEGÓCIOS:
 Descrição das entidades ou negócios combinados;
 Data de aquisição;
 Percentual de títulos patrimoniais adquiridos com
direito a voto;
 Custo da combinação de negócios e descrição
dos componentes deste custo;
 Valores reconhecidos como ativos, passivos e
passivos contingentes;
 Ágio por expectativa de rentabilidade futura.
Apostila Apostila –– pág. 60pág. 60
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
ARRENDAMENTO MERCANTILARRENDAMENTO MERCANTIL
 Arrendamento mercantil financeiro: é
aquele onde se transferem
substancialmente todos os riscos e
benefícios inerentes à propriedade.
Apostila Apostila –– pág. 61pág. 61
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
Cálculo DepreciaçãoCálculo Depreciação
100.000100.000
(5.000)(5.000)
95.00095.000
/ 10/ 10
9.500 por ano9.500 por ano
ARRENDAMENTO MERCANTILARRENDAMENTO MERCANTIL
FinanceiroFinanceiro
Valor de mercado 100.000,00
AVP 110.000,00
Vida útil  10 anos
Valor residual 5.000,00
Tempo do contrato  5 anos
Valor residual 10.000,00
100.000100.000
100.000100.000
5.0005.000
10.00010.000
9.5009.500 9.5009.500 9.5009.5009.5009.500 9.5009.5009.5009.500 9.5009.500 9.5009.5009.5009.5009.5009.500
18.00018.000 18.00018.000 18.00018.000 18.00018.000 18.00018.000
Cálculo DepreciaçãoCálculo Depreciação
100.000100.000
(10.000)(10.000)
90.00090.000
/ 5/ 5
18.000 por ano18.000 por ano
% Depreciação% Depreciação
9.500 / 100.000 = 9,5%9.500 / 100.000 = 9,5%
% Depreciação% Depreciação
18.000 / 100.000 = 18%18.000 / 100.000 = 18%
11 22 33 44 55 66 77 88 99 1010
11 22 33 44 55
ARRENDAMENTO MERCANTIL ARRENDAMENTO MERCANTIL 
FINANCEIROFINANCEIRO
a) Transfere a propriedade do ativo para o arrendatário no final
do prazo do arrendamento;
b) Tem opção de compra do ativo a um preço bem inferior ao
valor justo e existe a razoável certeza que o arrendatário irá
exercer tal opção;
c) O prazo do arrendamento mercantil cobre a maior parte da
vida econômica do ativo;
d) No início do arrendamento mercantil o valor presente dos
pagamentos mínimos totaliza substancialmente todo valor
justo do ativo arrendado; e
e) Os ativos arrendados são de natureza especializada tal que
apenas o arrendatário pode usá-los sem grandes
modificações.
Apostila Apostila –– pág. 61pág. 61
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
ARRENDAMENTO MERCANTILARRENDAMENTO MERCANTIL
 Arrendamento mercantil operacional: é
aquele onde não se transferem
substancialmente todos os riscos e
benefícios inerentes à propriedade.
Apostila Apostila –– pág. 61pág. 61
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
ARRENDAMENTO MERCANTIL ARRENDAMENTO MERCANTIL 
FINANCEIROFINANCEIRO
 Reconhecimento inicial: pelo valor justo da
propriedade arrendada ou se inferior ao
valor presente dos pagamentos mínimos
do arrendamento mercantil, adicionando ao
custo os valores diretamente atribuíveis à
transação.
Apostila Apostila –– pág. 61pág. 61
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
ARRENDAMENTO MERCANTIL ARRENDAMENTO MERCANTIL 
FINANCEIROFINANCEIRO
 Na mensuração subsequente o arrendatário
deve segregar os pagamentos mínimos do
arrendamento mercantil entre encargo
financeiro e redução do passivo em aberto
utilizando o método da taxa efetiva de juros.
Apostila Apostila –– pág. 61pág. 61
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
ARRENDAMENTO MERCANTIL ARRENDAMENTO MERCANTIL 
FINANCEIROFINANCEIRO
 O arrendatário deve contabilizar os
pagamentos de juros como despesa nos
períodos em que são incorridos.
Apostila Apostila –– pág. 61pág. 61
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
ARRENDAMENTO MERCANTIL ARRENDAMENTO MERCANTIL 
FINANCEIROFINANCEIRO
 Depreciar o bem arrendado;
 Se não existir razoável certeza de que o
arrendatário ao final do arrendamento obterá
a propriedade a depreciação deverá ser
realizada pelo tempo do contrato ou a vida
útil do bem, dos dois o menor.
Apostila Apostila –– pág. 61pág. 61
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
O ARRENDATÁRIO DEVE DIVULGAR: O ARRENDATÁRIO DEVE DIVULGAR: 
(ARRENDAMENTO MERCANTIL FINANCEIRO)(ARRENDAMENTO MERCANTIL FINANCEIRO)
 O valor contábil líquido ao final do período para
cada classe de ativo;
 O total dos pagamentos futuros mínimos ao final
do período de divulgação, para até um ano, mais de
um ano e até cinco anos e mais de cinco anos;
 Descrição geral dos acordos relevantes como:
pagamentos contingentes, opções de renovação ou
de compra, reajustamento das parcelas do
arrendamento e restrições existentes.
Apostila Apostila –– pág. 62pág. 62
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
CONTABILIZAÇÃO DO CONTABILIZAÇÃO DO 
ARRENDAMENTO MERCANTIL ARRENDAMENTO MERCANTIL 
OPERACIONAL OPERACIONAL –– ARRENDATÁRIOARRENDATÁRIO