A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
352 pág.
CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MEDIAS EMPRESAS

Pré-visualização | Página 18 de 21

PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
TRIBUTOS SOBRE O TRIBUTOS SOBRE O 
LUCROLUCRO
 Reconhecer o tributo corrente;
 Identificar os ativos e passivos que podem vir a
afetar os lucros tributáveis;
 As bases fiscais na data do balanço;
 Diferenças temporárias, prejuízos fiscais não
utilizados e créditos fiscais não utilizados;
 Reconhecer ativos e passivos fiscais diferidos,
reconhecendo-os pelo valor que inclua o efeito de
possíveis conseqüências da revisão pelas
autoridades fiscais;
Apostila Apostila –– pág. 75pág. 75
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
TRIBUTOS SOBRE O LUCROTRIBUTOS SOBRE O LUCRO
O reconhecimento de um passivo ou ativo
fiscal corrente em conformidade com a
legislação.
Apostila Apostila –– pág. 75pág. 75
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
TRIBUTOS SOBRE O LUCROTRIBUTOS SOBRE O LUCRO
 Fazer revisão do valor contábil líquido de
ativo fiscal a cada balanço.
Apostila Apostila –– pág. 75pág. 75
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
TRIBUTOS SOBRE O LUCROTRIBUTOS SOBRE O LUCRO
 Compensações de ativos e passivos fiscais,
correntes ou diferidos, somente com
previsão legal.
Apostila Apostila –– pág. 75pág. 75
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
TRIBUTOS SOBRE O LUCROTRIBUTOS SOBRE O LUCRO
DivulgaçãoDivulgação
 Segregar os componentes principais da
despesa tributária;
 Valor do tributo diferido;
 Reversão de diferenças;
 Mudanças de alíquotas;
 Novos tributos;
 Outros fatos relevantes.
RETORNAR
Apostila Apostila –– pág. 75pág. 75
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
EFEITOSEFEITOS DASDAS MUDANÇASMUDANÇAS NASNAS
TAXASTAXAS DEDE CÂMBIOCÂMBIO EE CONVERSÃOCONVERSÃO
DEDE DEMONSTRAÇÕESDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISCONTÁBEIS
 Reconhecimento inicial em moeda
funcional;
 Taxa de câmbio à vista na data transação.
Apostila Apostila –– pág. 76pág. 76
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
EFEITOSEFEITOS DASDAS MUDANÇASMUDANÇAS NASNAS
TAXASTAXAS DEDE CÂMBIOCÂMBIO EE CONVERSÃOCONVERSÃO
DEDE DEMONSTRAÇÕESDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISCONTÁBEIS
As variações cambiais devem ser
reconhecidas na data em que ocorrerem;
Ao final de cada período: reconhecer a
variação das transações em aberto na DRE.
Apostila Apostila –– pág. 76pág. 76
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
EFEITOSEFEITOS DASDAS MUDANÇASMUDANÇAS NASNAS
TAXASTAXAS DEDE CÂMBIOCÂMBIO EE CONVERSÃOCONVERSÃO
DEDE DEMONSTRAÇÕESDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISCONTÁBEIS
Divulgar ao final de cada período:Divulgar ao final de cada período:
 As conversões e suas bases;
 Mudança na moeda funcional e seus reflexos;
 Os valores das variações cambiais que
transitaram pelo resultado;
 A moeda funcional.
RETORNAR
Apostila Apostila –– pág. 76pág. 76
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
EVENTO SUBSEQUENTE EVENTO SUBSEQUENTE 
É qualquer fato favorável ou não que ocorra
entre a data do balanço e a data da
publicação ou autenticação do livro diário
no órgão competente.
Apostila Apostila –– pág. 77pág. 77
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
EVENTO SUBSEQUENTEEVENTO SUBSEQUENTE
20102010 Fato importanteFato importante
Autenticação 
do Livro diário 
JC – 04/2011
31/12/2010
Apostila Apostila –– pág. 77pág. 77
04/2011
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
ITENS QUE EXIGEM AJUSTESITENS QUE EXIGEM AJUSTES
a) Determinação judicial que demonstre que a
entidade já possuía uma obrigação na data do
encerramento das demonstrações contábeis e
que não estava assim reconhecida;
b) Quando a entidade mesmo após o
encerramento do período obtenha uma
informação que indique que um ativo está
desvalorizado ao final daquele período, ou
que o montante da perda por desvalorização
reconhecida anteriormente precisa ser
ajustada;
Apostila Apostila –– pág. 77pág. 77
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
ITENS QUE EXIGEM AJUSTESITENS QUE EXIGEM AJUSTES
e) Descoberta de fraude ou erros que
apresentem que as demonstrações
contábeis estavam incorretas.
Apostila Apostila –– pág. 77pág. 77
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
APENAS DIVULGAÇÃO EM APENAS DIVULGAÇÃO EM 
NOTAS EXPLICATIVASNOTAS EXPLICATIVAS
a) Plano para descontinuidade de uma operação;
b) Destruição por incêndio de instalação de produção importante;
c) Anúncio de início de implantação de reestruturação importante;
d) Emissões e recompras de instrumentos da dívida ou títulos
patrimoniais da entidade;
e) Alterações extraordinariamente grandes nos preços dos ativos
ou nas taxa de câmbio;
f) Alterações nas alíquotas de tributos ou na legislação fiscal;
g) Assunção de compromissos relevantes ou contingências
passivas; e
h) Início de litígio importante proveniente exclusivamente de
eventos que ocorreram após o encerramento do período.
RETORNAR
Apostila Apostila –– pág. 77pág. 77
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
Laudelino Laudelino JochemJochem
Fone: (41) 3667Fone: (41) 3667--36343634
Site: Site: www.www.jel.com.brjel.com.br
EE--mailmail: : consultoria@jel.com.brconsultoria@jel.com.br
IndicaçõesIndicações de de LeiturasLeituras
MensagemMensagem
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
APOSTILAS
Conteúdo – Laudelino Jochem
Formatação – Virgínia Colombo
SLIDES
Conteúdo – Laudelino Jochem
Elaboração, formatação e animação – Virgínia Colombo
COMERCIAL E DIVULGAÇÃO 
José Carlos Miranda
ORGANIZAÇÃO
AIC Consultoria
APOIO
PRÓXIMOS TREINAMENTOS SOBRE CONTABILIDADE 
PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS de acordo com as normas 
internacionais (IFRS) e do CPC
Toledo/PR  25/01/2012
Umuarama/PR  26/01/2012
Campo Mourão/PR  27/01/2012 
Paranaguá/PR  30/01/2012
Ponta Grossa/PR  31/01/2012
Curitiba/PR  01/02/2012
Guarapuava/PR  07/02/2012
União da Vitória/PR  08/02/2012
Francisco Beltrão/PR  09/02/2012
Santo Antônio do Sudoeste/PR  10/02/2012
Apucarana/PR  15/02/2012
Londrina/PR  16/02/2012
Foz do Iguaçu  28/02/2012
Cascavel/PR  29/02/2012
Maringá/PR  07/03/2012
Paranavaí/PR  08/03/2012
Cianorte/PR  09/03/2012
CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
OBRIGADO!OBRIGADO!
Laudelino JochemLaudelino Jochem
BASILÉIA II
 O Acordo de Capital de Basiléia II, em
2004 fixa-se em três pilares e 25 princípios
básicos sobre contabilidade e supervisão
bancária.
 Pilares:
 Capital (guardar);
 Supervisão (fiscalizar);
 Transparência e Disciplina de Mercado
(divulgação de dados). Voltar
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
VENDA LEASEBACK
 Venda Máquina pelo valor de R$ 50.000,00
 Valor contábil líquido da Máquina R$ 40.000,00
 Contabilização:
D = Caixa………………...........................................……R$ 50.000,00
C = Outras Receitas Operacionais (DRE)…………….. R$ 40.000,00
C = Receitas a Apropriar (Passivo)……………………..R$ 10.000,00
Mês a Mês reconhecer dentro do período do contrato.
RETORNAR
IFRS: IFRS: CONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESASCONTABILIDADE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
DUPLICATAS DESCONTADAS
Quando o Banco assume o risco:
D = Bancos