A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Psicofarmacologia – Wikipédia  a enciclopédia livre

Pré-visualização | Página 1 de 1

Psicofarmacologia
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Psicofarmacologia é a ciência que trata da relação entre o uso de drogas (substâncias psicoativas) e as
alterações psíquicas diversas da ordem do humor, cognição, comportamento, psicomotricidade e
personalidade. 
Drogas psicoativas podem ser originárias de fontes naturais como plantas e animais, ou artificiais como
sintetizadores químicos em laboratórios. Estas drogas interagem com alvos específicos ou receptores
encontrados no sistema nervoso para induzir diferentes mudanças nas funções fisiológicas ou psicológicas. A
interação específica entre as drogas e seus alvos é chamada de Acção da Droga e as mudanças observadas
são conhecidas como Efeito da Droga.
O cogumelo Amanita muscaria, é geralmente citado como uma das primeiras drogas psicoativas utilizadas e
provavelmente era ingrediente na sagrada droga psicodélica da antiga Índia conhecida como Soma
(http://www.erowid.org/plants/amanitas/amanitas_writings1.shtml) .
A psicofarmacologia moderna estuda um grande número de substâncias com vários tipos de propriedades
psicoativas, mas a maioria dos estudos são conduzidos em drogas com propriedades médicas, com foco nas
interações químicas entre estas e o cérebro humano.
Referências
1. ↑ Meyer, J. S. and Quenzer, L. S. (2004). Psychopharmacology: Drugs, the Brain and Behavior. Sinauer
Associates. ISBN 0-87893-534-7
Obtida de "http://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Psicofarmacologia&oldid=27270803"
Categorias: Psiquiatria Farmacologia
Esta página foi modificada pela última vez à(s) 14h11min de 15 de outubro de 2011.
Este texto é disponibilizado nos termos da licença Atribuição-Partilha nos Mesmos Termos 3.0 não
Adaptada (CC BY-SA 3.0); pode estar sujeito a condições adicionais. Consulte as condições de uso
para mais detalhes.
[1]