RESPOSTA EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO_4
14 pág.

RESPOSTA EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO_4


DisciplinaAnálise das Demonstrações Financeiras10.430 materiais83.340 seguidores
Pré-visualização6 páginas
a Longo Prazo, a empresa, no exercício de 2011 reduziu seus gastos financeiros, o que pode ter contribuído para a melhora na margem de lucratividade.
Rentabilidade do Ativo
Este quociente revela que, no exercício de 2010, para cada R$ 1,00 de investimentos totais, a empresa obteve R$ 0,19 de lucro. No exercício de 2011, esta relação foi de de R$ 0,36 para cada R$ 1,00 de investimentos, revelando que a empresa melhorou seu potencial de geração de lucros. Isto confirma as observações anteriores de que no exercício de 2011 a empresa melhorou sua política administrativa, permitindo-lhe aumentar o potencial de gerar lucros. Apurando lucros, a empresa pode capitalizá-los, aumentando o Patrimônio Líquido e melhorando a participação dos Capitais Próprios em relação aos Capitais de Terceiros, o que confirma as observações anteriores, evidenciando o melhor desempenho da empresa em 2011, em relação a 2010.
O quociente revela, ainda, que a empresa encontra-se realmente em fase de crescimento. Em 2010, demoraria pouco mais de cinco anos para dobrar seus investimentos efetuados no Ativo, enquanto em 2011 demoraria pouco menos que três anos.
Rentabilidade do Patrimônio Líquido
Em 2010, a empresa obteve R$ 0,86 de lucro para cada R$ 1,00 de Patrimônio Líquido. Em 2011, essa marca melhorou consideravelmente, pois para cada R$ 1,00 investido no Patrimônio Líquido a empresa obteve R$ 0,95 de Lucro Líquido.
Para saber se os proprietários realmente ganharam investindo seus Capitais na Estudando eu Passo, será preciso comparar a lucratividade alcançada com outros investimentos do mercado, como Títulos de Renda Fixa, poupança, etc.
Finalmente, pela interpretação dos Quocientes de Estrutura de Capitais, Liquidez e Rentabilidade, podemos dizer que no exercício de 2011, em relação a 2010, a empresa Estudando eu Passo apresentou melhor desempenho, embora ainda não tenha alcançado o patamar ideal.
É importante, ainda, ressaltar que no exercício de 2010 os proprietários demorariam 1,16 ano para recuperar o valor do Capital investido, enquanto no exercício de 2011 essa demora seria de apenas 1,05 ano.
QUINTA ETAPA \u2013 Análise Vertical/Horizontal
Análise Vertical
A análise Vertical efetuada na Demonstração do Resultado do Exercício é mais útil do que a efetuada no Balanço Patrimonial, sendo que, esta análise pode ser utilizada como uma boa informação da estrutura do patrimônio para os gestores da empresa.
	BALANÇO PATRIMONIAL DA CIA. ESTUDANDO EU PASSO EXERCÍCIO FINDO
	ATIVO
	EXERC. 2010
	EXERC. 2011
	
	VALOR
	AV%
	VALOR
	AV%
	ATIVO CIRCULANTE
	45.000,00
	45,00
	66.360,00
	48,09
	 
	 
	 
	
	 
	 Disponível
	10.500,00
	10,50
	21.860,00
	15,84
	 Caixa e Bancos
	5.500,00
	5,50
	5.860,00
	4,25
	 Aplicações de Liquidez Imediata
	5.000,00
	5,00
	16.000,00
	11,59
	 
	 
	 
	
	 
	 Direitos Realizáveis a Curto Prazo
	34.500,00
	34,50
	44.500,00
	32,25
	 Contas a Receber de Clientes
	15.000,00
	15,00
	22.000,00
	15,94
	 ( - ) Prov. de Créditos de Liq. Duvid.
	-500,00
	-0,50
	-1.500,00
	-1,09
	 ( - ) Duplicatas Descontadas
	-10.000,00
	-10,00
	-8.000,00
	-5,80
	 Estoques
	30.000,00
	30,00
	25.000,00
	18,12
	 Invest. Temporários a Curto Prazo
	0,00
	0,00
	7.000,00
	5,07
	 
	 
	 
	
	 
	ATIVO NÃO CIRCULANTE
	55.000,00
	55,00
	71.640,00
	51,91
	 
	 
	 
	
	 
	 Realizável a Longo Prazo
	15.000,00
	15,00
	10.000,00
	7,25
	 Contas a Receber de Clientes
	15.000,00
	15,00
	10.000,00
	7,25
	 Outros Direitos de Longo Prazo
	0,00
	0,00
	0,00
	0,00
	 
	 
	 
	
	 
	 Investimentos
	0,00
	0,00
	6.000,00
	4,35
	 
	 
	 
	
	 
	 Imobilizado
	31.600,00
	31,60
	51.600,00
	37,39
	 ( - ) Depreciação Acumulada
	-2.400,00
	-2,40
	-5.560,00
	-4,03
	 
	 
	 
	
	 
	 Diferido
	12.000,00
	12,00
	12.000,00
	8,70
	 ( - ) Amortização Acumulada 
	-1.200,00
	-1,20
	-2.400,00
	-1,74
	 
	 
	 
	
	 
	TOTAL
	100.000,00
	100,00
	138.000,00
	100,00
	PASSIVO
	EXERC. 2010
	EXERC. 2011
	
	VALOR
	AV%
	VALOR
	AV%
	PASSIVO CIRCULANTE
	75.000,00
	75,00
	47.000,00
	34,06
	 Obrigações a Fornecedores
	26.000,00
	26,00
	20.000,00
	14,49
	 Obrigações Financeiras
	30.000,00
	30,00
	5.000,00
	3,62
	 Outras Obrigações
	19.000,00
	19,00
	22.000,00
	15,94
	 
	 
	 
	
	 
	PASSIVO NÃO CIRCULANTE
	25.000,00
	25,00
	91.000,00
	65,94
	 
	 
	 
	
	 
	 Exigível a Longo Prazo
	0,00
	0,00
	35.000,00
	25,36
	 Obrigações a Fornecedores
	0,00
	0,00
	0,00
	0,00
	 Obrigações Financeiras
	0,00
	0,00
	35.000,00
	25,36
	 
	 
	 
	
	 
	 Patrimônio Líquido
	25.000,00
	25,00
	56.000,00
	40,58
	 Capital
	10.000,00
	10,00
	10.000,00
	7,25
	 ( - ) Capital a Integralizar
	-3.000,00
	-3,00
	0,00
	0,00
	 Reservas
	2.000,00
	2,00
	12.000,00
	8,70
	 Lucros/Prejuízos Acumulados
	16.000,00
	16,00
	34.000,00
	24,64
	 
	 
	 
	
	 
	TOTAL
	100.000,00
	100,00
	138.000,00
	100,00
DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO FINDO EM
	CONTAS
	EXERC. 2010
	EXERC. 2011
	
	VALOR
	AV%
	VALOR
	AV%
	 
	 
	 
	 
	 
	RECEITA LÍQUIDA DE VENDAS
	240.000,00
	100,00
	312.000,00
	100,00
	 
	 
	 
	 
	 
	( - ) CUSTO DE MERCAD./PROD./SERV. VENDIDOS
	-94.000,00
	39,16
	-106.000,00
	33,97
	 
	 
	 
	 
	 
	 = LUCRO BRUTO
	146.000,00
	60,83
	206.000,00
	66,02
	 
	 
	 
	 
	 
	( - ) DESPESAS OPERACIONAIS
	 
	 
	 
	 
	 Despesas com Vendas
	-16.000,00
	6,66
	-39.000,00
	12,50
	 Despesas Gerais e Administrativas
	-65.000,00
	27,08
	-55.000,00
	17,62
	 Outras Despesas Operacionais
	-6.000,00
	2,50
	-9.000,00
	2,88
	 
	 
	 
	 
	 
	( + ) OUTRAS RECEITAS OPERACIONAIS
	0,00
	0,00
	0,00
	0,00
	 
	 
	 
	 
	 
	= RESULTADO OPERACIONAL
	59.000,00
	24,58
	103.000,00
	33,01
	 (antes do resultado financeiro)
	 
	 
	 
	 
	 
	 
	 
	 
	 
	( + ) RECEITAS FINANCEIRAS
	1.000,00
	0,41
	11.000,00
	3,52
	 
	 
	 
	 
	 
	( - ) DESPESAS FINANCEIRAS
	-22.400,00
	9,33
	-12.400,00
	3,97
	 
	 
	 
	 
	 
	= RESULTADO OPERACIONAL
	37.600,00
	15,66
	101.600,00
	32,56
	 
	 
	 
	 
	 
	( + ou - ) RESULTADOS NÃO-OPERACIONAIS
	0,00
	0,00
	0,00
	0,00
	 
	 
	 
	 
	 
	= RESULTADO DO EXERC. ANTES DAS PROVISÕES
	37.600,00
	15,66
	101.600,00
	32,56
	 
	 
	 
	 
	 
	( - ) PROVISÕES
	-16.000,00
	6,66
	-40.000,00
	12,82
	 
	 
	 
	 
	 
	( - ) PARTICIPAÇÕES
	0,00
	0,00
	8.200,00
	2,62
	 
	 
	 
	 
	 
	= LUCRO OU PREJUÍZO LÍQUIDO DO EXERCICIO
	21.600,00
	9,00
	53.400,00
	17,11
	 
	 
	 
	 
	 
Através da Análise Vertical podemos verificar a porcentagem de cada conta em relação ao seu conjunto.
Na Demonstração do Resultado do Exercício, o percentual de cada conta é calculado em relação ao total da Receita Líquida de Vendas.
Quando for possível reduzir custos ou despesas, essa redução influirá diretamente no Lucro Líquido, aumentando-o.
Vejamos alguns pontos que poderão ser observados através da Análise Vertical das contas constantes da Demonstração do Resultado do Exercício da Cia. Estudando eu Passo:
Custo das Mercadorias Vendidas \u2013 no exercício de 2011, o percentual desta conta foi 5,19% menor que o exercício de 2010. Esta redução deve ter ocorrido em função de esforços da empresa visando conseguir maiores vantagens junto aos fornecedores.
Lucro Bruto \u2013 observa-se um aumento de 5,19% no exercício de 2011 em relação ao de 2010, decorrente, obviamente, da redução do Custo das Mercadorias Vendidas.
Despesas com Vendas \u2013 houve aumento de 5,84% em relação ao exercício anterior. Tendo em vista a necessidade da Cia. Estudando eu Passo de aumentar sua rentabilidade para reduzir seu grau de endividamento, certamente ocorreram em 2011 gastos com promoções de vendas (propagandas, comissões a empregados etc).
Despesas Gerais e Administrativas \u2013 a empresa conseguiu reduzir em 9,46% os gastos com despesas administrativas no exercício de 2011 em relação ao exercício de 2010. esta queda revela a preocupação da empresa em reduzir gastos com pessoal administrativo, materiais etc.
Outras Despesas Operacionais \u2013 houve aumento em relação ao exercício anterior, mas inexpressivo para fins