A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
1.introducao

Pré-visualização | Página 2 de 2

dividido em segmentos superpostos como uma pil ha de moedas, através
de planos transversos sucessivos no sentido crânio -podálico, chamados de metâmeros.
2.2 – Unidade Morfológica:
2.2.1 – Metâmero.
2.3 – Metameria oculta:
2.3.1 – Dermátomos (pele).
10
3. Paquimeria:
3.1 – Conceito: O corpo está dividido em duas metades heterólogas (assimétricas) através do plano
frontal ou coronal, uma anterior ou ventral (tubo esplâncnico) e outra po sterior ou dorsal (tubo neural),
chamadas de paquímeros.
3.2 – Unidade Morfológica:
3.2.1 – Paquímero.
3.3 – Paquímero dorsal (tubo neural) .
3.4 – Paquímero ventral (tubo esplâncnico) .
4. Estratimeria:
4.1 – Conceito:
O corpo possui estruturas dispostas em estratos ou camadas.
4.2 – Unidade Morfológica:
4.2.1 – Estrato ou camada.
11
XI – Normalidade e Alterações da Normalidade
1. Normal:
1.1 – Critério funcional: normal é a estrutura do corpo que melhor desempenha uma função.
1.2 – Critério estatístico: normal é o mais frequente.
2. Variação:
São pequenas alterações da Normalidade sem comprometimento da função .
2.1 – Fatores de Variação:
2.1.1 – Sexo.
2.1.2 – Raça.
2.1.3 – Idade.
2.1.4 – Biotipo (tipo constitucional) .
2.1.5 – Evolução.
2.1.6 – Meio ambiente.
3. Anomalia
São grandes alterações da normalidade ou grandes variações que apresentam comprometimento da função.
4. Monstruosidade
São alterações profundas do plano de construção do corpo. N ormalmente são incompatíveis com a vida.
12
XII – Organismo como um todo:
1. Meio interno e homeostase.
2. Sistema de Integração.
XIII – Aplicações Práticas:
1. Conhecimento e uso da Nomenclatura Anatômica .
2. Conhecimento dos princípios que regem a construção do corpo h umano.
3. Conhecimento da divisão e das regiões do corpo humano.
4. Fatores de variação.
5. Estabelecer o sentido de integração do corpo humano com o meio interno e externo.