CODIGO DE PROCESSO I IMPERIO - VOL 2
429 pág.

CODIGO DE PROCESSO I IMPERIO - VOL 2


DisciplinaCiência Política I37.305 materiais717.144 seguidores
Pré-visualização50 páginas
officios, empregando para isso 
a maior diligencia e todos os cuidados sem a menor dis-
tracção. Basta esta única razão legal para se reconhecer 
que um collector de rendas mal preencherá as funeções 
de seu cargo com as condições estipuladas na Lei, aceu-
miilando-se-lhe ao mesmo tempo as obrigações de uma 
delegacia de policia, que não só o distralie para pesados 
deveres de natureza diversa, mas o submette á imme-
diata jurisdicção das autoridades judiciacs; portanto não 
pode entrar em duvida a incompatibilidade da aceumu-
lação daquelles dons empregos na mesma pessoa. \u2014 Av. 
de 11 de Janeiro de 18/i9. 
Dando-se a respeito do delegado e subdelegado de po-
lida a mesma razão, porque o Dec n. Ú29 de 9 de Agosto 
de 18A5 declarou inaccumulaveis os empregos de juiz 
municipal e vereador, acrescendo que tanto aqaelie» 
^ 
22 
Art. 27. Os subdelegados serão pro-
postos, ouvido o delegado, d'entre os juizes 
de paz dos respectivos districtos, d'entre 
os bacharéis formados e outros quaesquer 
cidadãos que nelles residirem e tiverem 
como este têm a attríbuição de julgar as infracções das 
posturas municipaes, em que é parte a camará, ha cer-
tamente incompatibilidade na accumulação dos referidos 
cargos, devendo-se a seu respeito observar o disposto no 
citado Decreto. \u2014 Dec. de 9 de Agosto de 1845; Avs. 
de 27 de Dezembro de 1850, de 26 de Abril de 1849, 
Si*- 
Á vista dos arts. 26 e 27 do Reg. n. 12o de 31 de 
Janeiro de 1842, nenhuma incompatibilidade ha em que 
o juiz de paz accumule as funcções de delegado ou sub-
delegado de policia; devendo, porém, o juiz, quando 
tiver de presidir á mesa parochial, passar ao seu substi-
tuto a jurisdícção de policia, não só para maior liberdade 
da eleição, como porque não poderá elle acudir á policia 
da povoação, estando occupado com os trabalhos eleitoraes. 
\u2014AVS. de 17 de Janeiro de 1849, § 2"; de 29 de Ja-
neiro de 1849, § 4o; de 13 de Fevereiro de 1849, S 1»; 
de 21 de Março de 1849, $ 2*. 
Não pôde ser nomeado delegado de policia o analpha-
beto. \u2014 Av. de 23 de Julho de 1852. 
Vide Av. de 30 de Outubro de 1862, nota ao art. 19 
da Lei de 3 de Dezembro de 1841. 
Os Avs. ns. 27 e 28 de 13 de Janeiro de 1869 esta-
belecem regras para a execução dos arts. 16 da Lei n. 602 
de 19 de Setembro de 1850 e 24 do Dec n. 722 de 25 
de Outubro do mesmo anno, relativamente ao exercício 
dos cargos de juiz municipal, delegado e subdelegado 
«om o de postos da guarda nacional. 
IPÈSSB 
23 
fãs qualidades requeridas no artigo ante--
cedente (19). 
(19) Combinadas as disposições dos arts. 7", 26, 27, 54 
e 57 do Beg. n. 120 de 31 de Janeiro de 1842, kcouclue-
se que não podem os supplentes dos juizes mu-nicipaes 
ser nomeados subdelegados e substitutos de sub-
delegados, visto o systema adoptado pela Lei n. 261 de 
3 de Dezembro de 1841 e citado Regulamento. Se o -
citado art. 57 concede que os supplentes dos juizes mu-
nicipaes possão ser nomeados supplentes dos delegados, -
é porque no art. 26 se determinara que os juizes munl-
\u2022cipaes pudessem ser nomeados delegados: e se isto é 
assim determinado é porque tanto os juizes sobreditos 
como os delegados têm jurisdicção em todo um termo, -
© que não acontece aos subdelegados e seus supplentes, -
cuja jurisdicção se limita a um districto; d'onde se vê -
*que, dada aquelta accumulação, viria um mesmo indi-
viduo a ser investido de jurisdicção comprebensiva de um 
termo por um dos cargos, ao mesmo tempo que a que 
pelo outro lhe competisse seria limitada a um districto, 
\u25a0e que é certamente incompatível. \u2014 Av. de 8 de Julho 
-de 1842. 
O Aviso de 30 de Janeiro de 1843 permítte que os 
^subdelegados e seus substitutos sejão nomeados substi-
tutos dos juizes municipaes e delegados de policia: de-
vendo, porém, cessar o exercício de subdelegado, quando 
exercerem os empregos de juiz municipal e delegado. 
A vista da natureza do officio de escrivão do jury e das 
«complicações que resultarião de passarem ao conhecimento 
'do tribunal dos jurados os processos organiza los pelo 
mesmo escrivão na qualidade de subdelegado de policia, 
é manifesta a incompatibilidade do dito officio com este 
\u2022cargo. \u2014- Av. de 4 de Outubro de 1843. 
Os subdelegados recebem posse e prestio juramento jpcrante os chefes de policia nos municípios em que estes 
'\u2022estiverem presentes; nos outros dar-lhes-ha juramento 
* posse o delegado. \u2014 Av. de 20 de Dezembro de 1848» 
 
24 
Art. 28. Os delegados serão conserva-
dos em quanto bem servirem e julgarem 
conveniente o governo na corte, e os presi~~ 
dentes nas provindas. 
Não i óde ser nomeado subdelegado de' policia o anal\u2014 
phabelo. \u2014 Av. de 33 de Julho de 18Í2. 
O art. 27 do líeguli. de gt de Janeiro de 18n2 nSo» 
obriga o cbefe de policia a aceitar para proposta des-
cargos de subdelegado e supplente necessariamente os 
individues lembrados ou indicados pelo delegado de po-
licia, visto que a intelligeucia lilieial da plira.se de que 
usa o citado artigo \u2014 ouvido o d eh gado\u2014api nas poderá-
dar a este um voto consultivo, nunca um direito de pro-
posta obriga li va. 
E quando, feita a proposta e a nomeação contra as-
indicações do delecado, houvesse irregularidade e nulli\u2014 
dade, não seria licito a este arrogar a autoridade de juiz, julgar nuila de facto a nomeação, recusar o cunrpi imcnio> 
de ordens de seus superioies, reenviar os provimentos, etc. 
\u2014Av. de 10 de, Fevereiro de 1858. 
Vide Av. de 31 de Ou.uLro de 186', nota ao art. 3G» 
do Cod. do 1 roc. 
O subdelegado de policia que aceita o emprego de pro-
motor publico peide aqutlle cargo, e só pode voltar * 
«lie precedendo nova nomeação.\u2014Av. de 31 de Outubro 
de 1861. 
O subdelegado que fôr juiz de paz deve passar a po-
licia a seu substituto, emqiianto estiver, como juiz de 
paz, ocupado com os trabalhos eieiloraes, avista dtst 
Avs. de 17 e 29 de Janeiro, e 3 de Fevereiro de 1849.\u2014 
Av. de A de Fevereii o de 1867. 
O cidadão que é ao mesmo tempo subdelegado e ve-
reador, deve servir aquelle cargo de preferencia a este» 
\u2014Avs. n. A77 de 20 de Outubro de 1869. 
Vide nota 17. 
 
 
 
25 
Deixaráõ os lugares nos casos seguintes: 
1.° Sendo bacharéis formados, juizes 
mnnicipaes, quando forem promovidos aos 
lugares de juizes de direito. 
2.° Sendo dispensados por mera delibe-
ração do governo, ouvindo o chefe de po-
licia, ou a requerimento delles, a que 
anniia o mesmo governo. 
3." Sendo privados do mesmo lugar por 
sentença. 
Art. 29.* Os subdelegados serão igual-
mente conservados eniquanto bem servi-
rem, e o governo na corte e os presidentes 
nas províncias o julgarem conveniente, e 
deixaráõ os lugares nos casos dos §§ 2° e 
3o do artigo antecedente. 
Arfe 30. Os juizes municipaes que fo-
rem delegados, e os juizes de paz que 
forem delegados ou subdelegados, não dei-
xaráõ estes últimos lugares por haver findo 
o tempo durante o qual devem servir os 
primeiros, emquanto o go\ erno na côrtô 
26 
« os presidentes nas províncias os não 
dispensarem. 
Art. 31. Nos municípios que tiverem uma 
extensão e população regular haverá um juiz 
municipal. Nos grandes e populosos, em que 
a amuencia dos negocio» assim o exigir, 
poderá haver até três com jurisdicção 
cumulativa. 
Art. 32. Os municípios que forem pe-
quenoSj que tiverem pouca população, c os 
que não produzirem o numero de 50 jurados, 
poderão ser reunidos até o numero de três, 
debaixo da jurisdicção de um só juiz 
municipal. 
Art. 33. Emquanto não houver um ba-
charel formado idóneo que sirva o lugar \u2022de 
juiz municipal em um termo, servirá nelle o 
primeiro juiz da lista de que trata o art. 19 da 
Lei de 3 de Dezembro de 1841, sendo os 
cinco que se seguirem «eus supplentesv O 
mesmo se observará naquelles municípios 
que forem tão 
27 
insignificantes pela sua psquena extensão 
população