Simulado Direito Penal 900 questões
144 pág.

Simulado Direito Penal 900 questões


DisciplinaDireito Penal I79.474 materiais1.338.167 seguidores
Pré-visualização41 páginas
04-B 05-D 
06-B 07-B 08-A 09-D 10-D 
 
 
 
--------------------------------------------------------------------------------
 
Questão cód. 24045 
1) Aponte o enunciado falso.
 
 a) É exemplificativo o rol de causas de extinção de punibilidade, constante do Código Penal.
 
 b) É possível falar-se em estado de necessidade recíproco e impossível dizer-se de legítima defesa recíproca.
 
 c) Pode-se dizer que a condenação irrecorrível do sentenciado a pena privativa de liberdade ou a pena restritiva de direitos, por crime culposo ou contravenção, durante o período de prova, é causa de revogação obrigatória do sursis.
 
 d) Desprezam-se, nas penas privativas de liberdade e nas restritivas de direitos, as frações de dia e, quanto à multa, também se desprezam frações.
 
 Questão cód. 11090 
2) Assinale a alternativa correta:
 
 a) Em caso de concurso formal de crimes, dolosos ou culposos, se eles resultarem de desígnios autônomos, as penas aplicam-se cumulativamente;
 
 b) A relevância causal de qualquer conduta omissiva somente fica caracterizada quando o omitente podia e devia agir para evitar o resultado e não o faz dolosa ou culposamente;
 
 c) No caso de aplicação cumulativa das penas de detenção ou reclusão, cabe ao Juiz decidir qual será executada primeiro;
 
 d) Se, por erro na execução do crime, sobrevém resultado diverso do pretendido, mas ocorre também o resultado pretendido, aplica-se a regra do concurso formal;
 
 Questão cód. 32555 
3) Sobre os crimes de difamação e injúria é correto afirmar:
 
 a) a difamação consiste na imputação de fato ofensivo à reputação da vítima; a injúria pode consistir em violência ou vias de fato; não é crime a injúria ou difamação irrogada em juízo pelo procurador da parte;
 
 b) a difamação consiste na imputação de fato ofensivo à reputação da vítima; a injúria pode consistir em violência ou vias de fato; é crime a injúria ou difamação irrogada em juízo pela parte ou seu procurador;
 
 c) a injúria consiste na ofensa da dignidade ou decoro da vítima; a injúria não pode consistir em violência ou vias de fato; não é crime a injúria ou difamação irrogada em juízo pela parte ou seu procurador;
 
 d) a injúria consiste na ofensa da dignidade ou decoro da vítima; a injúria não pode consistir em violência ou vias de fato; é crime a injúria ou difamação irrogada em juízo pela parte ou seu procurador.
 
 Questão cód. 41701 
4) Carlos briga com Márcio em um bar, e termina enfiando-lhe uma faca na barriga, causando-lhe lesões de natureza grave. Para se enquadrar o fato como tentativa de homicídio ou lesão corporal grave, é preciso: 
 
 a) atentar para a intenção de Carlos, desde que a sede da lesão seja distante de algum órgão vital.
 
 b) atentar para a intenção de Carlos;
 
 c) atentar para o tempo de recuperação - se ultrapassar trinta dias, teremos tentativa de homícidio;
 
 d) atentar para a sede da lesão - se próxima a um órgão vital, teremos tentativa de homicídio;
 
 Questão cód. 31442 
5) Determinado sujeito, mediante violência ou grave ameaça, pretende que uma outra pessoa realize determinado comportamento para que ele obtenha uma devida vantagem econômica. Crime cometido:
 
 a) estelionato.
 
 b) exercício arbitrário das próprias razões.
 
 c) extorsão.
 
 d) injúria consistente em violência.
 
 Questão cód. 43232 
6) Na sistemática do conflito aparente de normas penais, aponte a alternativa errada:
 
 a) o princípio da consunção é também denominado princípio da alternatividade.
 
 b) para se constatar a relação primariedade-subsidiariedade deve-se analisar o fato "in concreto";
 
 c) considera-se especial uma norma penal em relação a outra geral, quando reúne todos os elementos desta, acrescidos de mais algum, denominado especializante;
 
 d) os princípios utilizados para solucionar esta espécie de conflito são a especialidade, a subsidiariedade e consunção;
 
 Questão cód. 32733 
7) Analisando o nosso Código Penal, verifica-se, dentro do tema " do tempo do crime ", que a teoria do resultado:
 
 a) excepciona a teoria da ubiqüidade.
 
 b) excepciona a teoria da atividade.
 
 c) é mero sinônimo da teoria da atividade.
 
 d) não foi adotada nesse mandamento legal.
 
 Questão cód. 32936 
8) Agabeó, conhecido comerciante na cidade de Campina Verde/MG, a fim de praticar crime de estelionato, deliberadamente dirige-se até o 1º cartório extrajudicial de sua cidade. Lá chegando, apresenta determinado documento público devidamente assinado, solicitando ao tabelião o reconhecimento de sua firma. Este, examinando que a assinatura lançada no documento não pertence a Agabeó, mesmo assim, de forma silenciosa, reconhece a assinatura como verdadeira, outorgando-lhe fé. De posse do referido documento, Agabeó consuma o delito pretendido. Conclui-se:
 
 a) A conduta deliberada e consciente do tabelião, muito embora não o tome co-autor do delito praticado por Agabeó, o faz cúmplice.
 
 b) "In casu", a conduta praticada pelo tabelião infringe o disposto no art. 299 do C.P. (falsidade ideológica).
 
 c) No caso em tela não se pode enquadrar o tabelião no delito inserido no art. 171 do C.P., considerando que sua conduta amolda-se ao crime previsto no art. 297 do estatuto repressivo (falsificação de documento público).
 
 d) N.D.A.
 
 Questão cód. 11037 
9) Para o crime de rapto consensual consta razoável diminuição de pena quando foi ele praticado "para fim de casamento". Essa redução de pena, se aplicada, significa que o
 
 a) casamento efetivamente ocorreu.
 
 b) casamento não ocorreu.
 
 c) crime de rapto foi exaurido.
 
 d) crime de rapto não foi exaurido.
 
 Questão cód. 33296 
10) O art. 19 da Lei nª 6.368/76 dispõe ser isento de pena o agente que, em razão da dependência, ou sob o efeito de subsância entorpecente ou que determine dependência física ou psíquica, proveniente de caso fortuito ou força maior, era, ao tempo da ação ou da omissão, qualquer que tenha sido a infração penal praticada, inteiramente incapaz de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse entendimento. A hipótese caracteriza:
 
 a) inimputabilidade;
 
 b) exclusão de ilicitude;
 
 c) perdão judicial;
 
 d) exclusão de antijuridicidade.
 
 
GABARITO:
01-C 02-D 03-A 04-B 05-B 
06-D 07-B 08-D 09-B 10-A 
 
 
 
--------------------------------------------------------------------------------
 
Questão cód. 4168 
1) O agente instiga a gestante a fazer auto-aborto mediante curetagem e esta vem a falecer em virtude das manobras abortivas, sem que o agente quisesse o evento morte da gestante. Nessa hipótese, o agente responderá 
 
 a) apenas pelo crime de auto-aborto como co-autor. 
 
 b) pelo crime de auto-aborto, qualificado pela morte da gestante. 
 
 c) pelo crime de auto-aborto na condição de partícipe e homicídio culposo. 
 
 d) apenas pelo crime de auto-aborto na condição de partícipe. 
 
 Questão cód. 4905 
2) Rosa Flores vai ao seu escritório de advocacia, tendo em vista ter recebido uma correspondência, com aviso de recebimento, que a intimava a comparecer ao IX Juizado Especial Criminal, no dia 23 de maio de 1998, para a realização de uma audiência preliminar. Ao final da mencionada narrativa, a Sra. Rosa faz a seguinte pergunta: " O que são infrações penais de menor potencial ofensivo ? " Você, então, responderá corretamente que :
 
 a) Consideram-se infrações penais de menor potencial ofensivo, de acordo com a Lei 9.099/95, somente os crimes a que a lei comine a pena mínima igual ou inferior a 1 (um) ano, excetuados os casos em que a lei preveja procedimento especial.
 
 b) Consideram-se infrações penais de menor potencial
Irmão Helio
Irmão Helio fez um comentário
EXCELENTE..
0 aprovações
Jonathan
Jonathan fez um comentário
Ótimo
0 aprovações
Milena
Milena fez um comentário
milena
0 aprovações
Anna
Anna fez um comentário
Show, mt obrigada!
0 aprovações
Guilherme
Guilherme fez um comentário
Galera estude ai ta meio em cima da hora mas ajuda um pouco boa sorte
0 aprovações
Carregar mais