A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
144 pág.
Simulado Direito Penal 900 questões

Pré-visualização | Página 38 de 41

de indulto e anistia.
 
 d) Quando praticado contra velho ou enfermo, constitui causa de aumento de pena prevista na Lei de Tortura.
 
 
GABARITO:
01-A 02-A 03-D 04-B 05-B 
06-A 07-A 08-A 09-A 10-B 
 
 
 
--------------------------------------------------------------------------------
 
Questão cód. 3539 
1) Para que a medida de segurança seja aplicada, é necessário 
 
 a) que o réu tenha cometido um ilícito penal punível. 
 
 b) que seja o réu maior de 21 anos para que possa ser internado ou submetido a tratamento ambulatorial, no prazo mínimo de 1 a 3 anos. 
 
 c) que, sendo o agente imputável, torna-se imprescindível a prévia imputação de periculosidade na peça exordial acusatória.
 
 d) que a internação persista após a extinção da punibilidade. 
 
 Questão cód. 41303 
2) Aponte a afirmação incorreta.
 
 a) A prescrição da pretensão executória não afeta os efeitos secundários da condenação, perdendo o réu a condição de primário.
 
 b) Deve o Promotor de Justiça aditar a queixa quando verifique que nela não foi incluído um dos autores do crime.
 
 c) Admite-se a continuidade entre contravenções e entre crimes consumados e tentados.
 
 d) O erro de tipo afasta sempre o dolo, seja evitável ou não.
 
 Questão cód. 21889 
3) O condenado por crime hediondo 
 
 a) pode pedir o livramento condicional após o cumprimento de 2/3 da pena, se não for reincidente em crime da mesma natureza. 
 
 b) pode pleitear o livramento condicional após o cum-primento de um terço da pena, se não for reincidente em crime doloso e tiver bons antecedentes. 
 
 c) pode requerer o livramento condicional após o cumprimento de metade da pena, se for reincidente em crime doloso. 
 
 d) não tem direito a livramento condicional, devendo cumprir a pena integralmente no regime fechado. 
 
 Questão cód. 33496 
4) Assinale a alternativa incorreta.
 
 a) O "sursis" é incompatível com a condenação por crime hediondo, mesmo tentado.
 
 b) A morte de um dos autores do roubo, em virtude de legítima defesa exercida pela vítima, não configura latrocínio, nem mesmo para os demais agentes do crime patrimonial.
 
 c) O Direito Penal não é um fim em si mesmo, existindo como fator de bem-estar entre os homens. Assim é que porventura considera relevantes circunstâncias não expressamente previstas na norma, que atenuem o desvalor da conduta incriminada. Tal possibilidade materializa-se, por exemplo, no julgamento pelo júri, face à desnecessidade de fundamentação das decisões.
 
 d) O homicídio cometido por vingançca pode ser considerado qualificado pelo motivo torpe.
 
 Questão cód. 41313 
5) Aponte qual das situações abaixo enumeradas está correta. I - O ato obsceno é um exemplo de crime vago; a participação impunível é um exemplo de quase-crime. II - São na íntegra, elementos do fato típico culposo: conduta humana voluntária, previsibilidade objetiva, ausência de previsão, resultado involuntário e nexo de causalidade. III - Os crimes especiais impuros são aqueles que faltando a qualidade do sujeito ativo, apresentam subsidiariamente correspondência com os crimes gerais. IV - Todo delito tem resultado material e não necessariamente resultado jurídico. V - O consentimento do ofendido, desde que válido, sendo atual ou anterior em relação à conduta do agente, sempre exclui a antijuridicidade.
 
 a) As afirmações II, IV e V estão corretas.
 
 b) As afirmações I e III estão corretas.
 
 c) As afirmações I e IV estão corretas.
 
 d) As afirmações I, II e IV estão corretas.
 
 Questão cód. 31516 
6) O Código Penal brasileiro adota as seguintes espécies de pena:
 
 a) privativas de liberdade e restritivas de direitos;
 
 b) privativas de liberdade, restritivas de direitos e de multa;
 
 c) reclusão, detenção e multa;
 
 d) privativas de liberdade, restritivas de direito, multa e medida de segurança.
 
 Questão cód. 11260 
7) A imputabilidade, segundo a teoria finalista, é:
 
 a) concurso de crimes;
 
 b) elemento de dolo;
 
 c) elemento de culpabilidade;
 
 d) elemento da antijuridicidade;
 
 Questão cód. 3219 
8) Marque a alternativa correta numa das situações. 
 
 a) No peculato, a qualidade funcional ativa imposta pelo tipo comunica-se aos demais participantes, no caso de concurso de pessoas, mas excetuando-se os particulares. 
 
 b) A prescrição, depois da sentença condenatória com trânsito em julgado para a acusação, ou depois de improvido o seu recurso, regula-se pela pena imposta e pode ter por termo inicial data anterior ao recebimento da denúncia ou queixa. 
 
 c) No crime contra os costumes, a mãe da vítima, pobre no sentido legal, somente tem qualidade para oferecer representação com a autorização do marido. 
 
 d) O conceito de licitude ou ilicitude, de jurídico ou injurídico, não é conceito geral válido para todo o ordenamento jurídico. 
 
 Questão cód. 31045 
9) Estudando a Lei das Contravenções Penais verificamos que a aplicação prática da regra contida na figura do erro na execução ("aberratio ictus"), prevista no artigo 73 do Código Penal:
 
 a) poderá ocorrer nas infrações contra a pessoa.
 
 b) nela aparece no rol das descriminantes putativas.
 
 c) nela ocorre como "erro de direito".
 
 d) não tem qualquer incidência nessa legislação.
 
 Questão cód. 31046 
10) Aquele que mata alguém "sob a influência de violenta emoção, provocada por ato injusto da vítima" incidirá, na ausência de outras circunstâncias, no crime de homicídio doloso praticado na sua forma:
 
 a) simples, servindo a "violenta emoção" nas condições acima como uma agravante genérica.
 
 b) privilegiada.
 
 c) qualificada.
 
 d) simples, servindo a "violenta emoção" nas condições acima como uma atenuante genérica.
 
 
GABARITO:
01-A 02-B 03-A 04-A 05-B 
06-B 07-C 08-B 09-A 10-D 
 
 
 
--------------------------------------------------------------------------------
 
Questão cód. 31306 
1) Examine as hipóteses abaixo: I - É incabível penalmente a compensação e a concorrência de culpas. II - Para a teoria finalista da ação, o dolo é natural, ou seja, corresponde à vontade de realizar os elementos objetivos do tipo, com a respectiva consciência da ilicitude. III - Há casos em que a tentativa é punida com a mesma pena do crime consumado, sem o desconto legal. IV - O arrependimento posterior é circunstância comunicável, no concurso de pessoas. V - As causas interruptivas da prescrição incidem nos crimes falimentares e de imprensa. Assinale a opção correta.
 
 a) As assertivas I, III e IV estão corretas.
 
 b) As assertivas II, III e V estão corretas.
 
 c) As assertivas III, IV e V estão corretas.
 
 d) Todas as assertivas estão corretas.
 
 Questão cód. 13025 
2) A DETERMINAÇÃO DO NEXO CAUSAL:
 
 a) é indispensável em todos os crimes;
 
 b) pode decorrer tanto de um juízo de causação como de evitação;
 
 c) é desnecessária nos crimes omissivos impróprios;
 
 d) visa estabelecer a diferença entre causa e condição do resultado.
 
 Questão cód. 3988 
3) "A" (comerciante) adquire, no exercício de seu comércio, arma, de importação proibida, que sabe haver sido introduzida clandestinamente, no território nacional. "A" comete o crime de
 
 a) receptação
 
 b) descaminho
 
 c) apropriação indébita
 
 d) contrabando
 
 Questão cód. 11462 
4) Se "A", Delegado de Polícia, acata ordem de "B", seu superior hierárquico, para não instaurar inquérito contra determinado funcionário, amigo de "A", acusado de falsidade documental:
 
 a) "A" praticou o crime de prevaricação e "B" é inocente, já que não tinha atribuição para apurar o crime de falsidade;
 
 b) só "B"