República de vargas de 30 a 45

República de vargas de 30 a 45


DisciplinaHistória do Direito Brasileiro12.185 materiais307.049 seguidores
Pré-visualização1 página
FACULDADE ESTACIO ATUAL
HISTÓRIA DO DIREITO BRASILEIRO
AULA \u2013 REPÚBLICA DE 1930 A 1945
GOVERNO GETÚLIO VARGAS
PROF. GISELI DEPRÁ
REPÚBLICA DE 1930 A 1945
GOVERNO GETÚLIO VARGAS
O Governo de Getúlio Vargas, teve início com a Revolução de 1930 onde expulsou do poder a oligarquia cafeeira, dividindo-se em três momentos: 
Governo Provisório -1930-1934 
Governo Constitucional \u2013 1934-1937 
Estado Novo \u2013 1937-1945 
REPÚBLICA DE 1930 A 1945
GOVERNO GETÚLIO VARGAS
Transformações sociais e economicas:
Esse período foi um marco na história brasileira, em razão das inúmeras alterações que Getúlio Vargas fez no país, tanto sociais quanto econômicas.
(ANGELOZZI, 2009)
REPÚBLICA DE 1930 A 1945
GOVERNO GETÚLIO VARGAS
 
Revolução de 1930
Até o ano de 1930 vigorava no Brasil o primeiro período republicano brasileiro. 
Características:
centralização do poder entre os partidos políticos e a conhecida aliança política "café-com-leite" (entre São Paulo e Minas Gerais);.
economia cafeeira e, portanto, mantinha fortes vínculos com grandes proprietários de terras.
ANGELOZZI, 2009)
REPÚBLICA DE 1930 A 1945
GOVERNO GETÚLIO VARGAS
 
Revolução de 1930 \u2013 Contexto internacional
- I Guerra Mundial;
- Revolução Russa: socialismo x capitalismo;
- Primeiras greves nos diferentes países do mundo (inclusive no Brasil);
- Surgimento da OIT;
- Crise econômica acentuada pela crise de 1929
ANGELOZZI, 2009)
REPÚBLICA DE 1930 A 1945
GOVERNO GETÚLIO VARGAS
O Golpe do Exército
1930 - eleições para presidente da República.  Candidatos Julio Prestes e Getúlio Vargas
Crime eleitoral: A Aliança Liberal (nome dado aos aliados mineiros, gaúchos, e paraibanos) recusou-se a aceitar a validade das eleições, alegando que a vitória de Júlio Prestes era decorrente de fraude. 
Deputados eleitos em estados onde a Aliança Liberal conseguiu a vitória, não tiveram o reconhecimento dos seus mandatos. 
Os estados aliados, principalmente o Rio Grande do Sul planejam então, uma revolta armada.  
(ANGELOZZI, 2009)
REPÚBLICA DE 1930 A 1945
GOVERNO GETÚLIO VARGAS
Governo provisório (1930 - 1934)
O Governo Provisório teve como objetivo reorganizar a vida política do país.
Neste período, o presidente Getúlio Vargas deu início ao processo de centralização do poder, eliminando os órgãos legislativos (federal, estadual e municipal). 
Órgãos federais: Senado Federal + Camâra dos deputados = Congresso;
Órgãos estaduais: Assembléias Legislativas (deputados estaduais)
Órgãos municipais: Câmaras municipais (representadas pelos vereadores)
(ANGELOZZI, 2009)
REPÚBLICA DE 1930 A 1945
GOVERNO GETÚLIO VARGAS
Governo provisório (1930 - 1934)
 Diante da importância que os militares tiveram na estabilização da Revolução de 30, os primeiros anos da Era Vargas foram marcados pela presença dos \u201ctenentes\u201d nos principais cargos do governo e por esta razão foram designados representantes do governo para assumirem o controle dos estados, tal medida tinha como finalidade anular a ação dos antigos coronéis e sua influência política regional. 
(ANGELOZZI, 2009)
REPÚBLICA DE 1930 A 1945
GOVERNO GETÚLIO VARGAS
Governo provisório (1930 - 1934)
A Revolução de 30, que levou Getúlio Vargas ao Poder e que deu fim à República Velha, teve como um de seus frutos imediatos, como:
Promulgação do Código Eleitoral -Decreto 21.076, de 24 de fevereiro de 1932;
Consolidação das lei penais;
(ANGELOZZI, 2009, p. 138, 139)
REPÚBLICA DE 1930 A 1945
GOVERNO GETÚLIO VARGAS
 Governo provisório (1930 - 1934)- Revolução Constitucionalista de 1932
A presença dos tenentes gera um clima de tensão entre as velhas oligarquias e os militares interventores. 
- A elite Paulista exige:
A realização de eleições;
Elaboração de uma nova Constituição.
 (ANGELOZZI, 2009. p 139)
REPÚBLICA DE 1930 A 1945
GOVERNO GETÚLIO VARGAS
Características da Constituição de 1934:
- A Constituição de 1934 surgiu após a Revolução Constitucionalista de 1932
- Gerada pela Assembleia Constituinte de 1933 que tomou posse em novembro de 1933
- Foi promulgada em 16 de julho de 1934
- A Constituição de 1934 tem 187 artigos
 (ANGELOZZI, 2009)
REPÚBLICA DE 1930 A 1945
GOVERNO GETÚLIO VARGAS
 Constituição de 1934 \u2013 Principais características
ASPECTOS EDUCACIONAIS
ASPECTOS ECONÔMICOS
ASPECTOS TRABALHISTAS
ORGANIZAÇÃO POLÍTICA
- O governo começa a se interessar pelo desenvolvimento dos ensinos Superior e Médio (para formar mão-de-obra para as indústrias que estavam aparecendo).
- Assegurou-se a criação de um ensino primário gratuito e obrigatório
- A defesa do ensino religiosa nas escolas (apesar de mantida a seperação entre Estado e religião).
- Criou-se diferentes grades curriculares para meninos e meninas.
- Desenvolvimento da indústria nacional. houve muito interesse emvalorizara indústria.
- Criação de fundações e institutos de pesquisas.
- Abertura de linhas de créditos para essas atividades aconômicas.
- Incentivo à exportação agrícola.
- Proibição da distinção de salários baseada em critérios de sexo, cor, idade, religião, estado civil ou nacionalidade.
- Criação do salário mínimo.
- Redução da carga horária de trabalho para 8 horas diárias.
- Repouso semanal remunerado
- Proibição do trabalho a menores de 14 anos.
- Respeito ao princípio federalista.
- Mantêm-se as eleições diretas.
- Ratifica-se a separação dos poderes: Legislativo, Executivo e Judiciário.
- Escolha de novo presidente através da Assembleia Constituinte.
REPÚBLICA DE 1930 A 1945
GOVERNO GETÚLIO VARGAS
Características do Judiciário
O Supremo Tribunal Federal, que teve sua composição diminuída para 11 ministros pelo Decreto 19.656, de 3 de fevereiro de 1931, passou, com a Constituição de 1934, a ser denominado de Corte Suprema.
REPÚBLICA DE 1930 A 1945
GOVERNO GETÚLIO VARGAS
O Poder Judiciário na Constituição de 1934
BIBLIOGRAFIA
ANGELOZZI, Gilberto. História do Direito no Brasil. Rio de Janeiro: Freitas Bastos,2009. Capítulo 3.
CASTRO, Flávia Lages. História do Direito Geral e Brasil. 6.ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2008. Capítulo XIII.
PEDROSA, Ronaldo Leite. Direito em História. 6. ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2008. (Capítulo XI \u2013 p. 329 a 349)
LINHARES, Maria Yedda (org). História Geral do Brasil. 9.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 1990. Capítulo I.
FAUSTO, Boris. História do Brasil. 13.ed. São Paulo: EDUSP, 2008. Capítulos 1 e 2.
ARRUDA, Marcos. CALDEIRA, Cesar. Como Surgiram as ConstituiçõesBrasileiras. Rio de Janeiro: FASE (Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional). Projeto Educação Popular para a Constituinte, 1986
Isabel Cristina da Silva
Isabel Cristina da Silva fez um comentário
Muito obrigado. Adorei essa outra forma de estudo, bem mais interessante.
0 aprovações
Carregar mais