A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
aula_5_Mollusca

Pré-visualização | Página 1 de 2

Clique para editar o estilo do título mestre
Clique para editar o estilo do subtítulo mestre
*
*
*
GBI 131 – ZOOLOGIA GERAL
AULA 5
FILO MOLLUSCA
*
*
*
Filogenia dos metazoários protostômios
Moluscos
Anelídeos
Artrópodes
*
*
*
CLASSES DE MOLLUSCA
 manto
 rádula
concha
 véliger
Mais de 50.000 vivas e cerca de 60.000 fósseis
pé reduzido ou ausente
*
*
*
MANTO
 fina camada de epiderme que recobre o corpo
 responsável pela produção da concha
 forma a cavidade palial que contém:	
 brânquias (ctenídeos) ou origina “pulmão”
 abertura anal, excretora e gonóporo
 osfrádio (quimiosensorial)
Aplacophora
*
*
*
SISTEMA RADULAR
 Aparato radular (rádula e odontóforo)
 Exceção Bivalvia
Simpulopsis (Gastropoda)
Helicina (Gastropoda)
*
*
*
LARVA VÉLIGER
(Sabelli, 1982)
Clique para editar o estilo do título mestre
Clique para editar o estilo do subtítulo mestre
*
*
*
PÉ
Contém: estatocistos (equilíbrio)
 Funções:
- Massa muscular ventral ou ântero-ventral
*
*
*
CONCHA
 formação calcária, secretada pelo manto
 recobre total ou parcialmente a massa visceral
 fixa-se por músculo columelar ou adutores
Funções
abrigo
proteção
Limax maximus (Gastropoda)
reduzida (externa)
reduzida (interna)
Montivaginulus coriaceus (Gastropoda)
ausente
*
*
*
IMPORTÂNCIA DOS MOLUSCOS
Importância Ecológica
 teia alimentar
Bioindicadores
Proteção para ermitões
Alimentação (escargot e ostras)
 pragas Limnoperma fortunei
 pérolas 
adornos 
Registros fósseis
*
*
*
Importância médica:
*
*
*
AMBIENTES ONDE SÃO ENCONTRADOS
 Sem registros nas regiões de neves eternas
Marinhos, límnicos e terrestres 
Vida livre, com poucos parasitas
*
*
*
CLASSE APLACOPHORA 
 N° de espécies (288 spp, 4 para o Brasil)
 Tamanho (1mm a 30cm) 
 Forma do corpo vermiforme
 Marinhos, 200 m profundidade
 Sistema digestivo c/ ou s/ rádula
 
Hermafroditas
*
*
*
Classe Aplacophora 
Ocorrência : Do Rio Grande do Sul até o sul da Argentina e Ilhas Falkland. Em profundidades que variam de 85 – 800m.
*
*
*
CLASSE MONOPLACOPHORA
 N° de espécies (11 espécies; 3 gêneros)
 Tamanho (3 mm a 3 cm) 
 Hábitat (2.000-7.000 m)
 Forma do corpo concha pateliforme
 1952 – Neopilina galathea
 Pacífico oriental – Costa Rica (3.570 m)
*
*
*
Dióicos
 Sistema digestivo c/ rádula
*
*
*
CLASSE POLYPLACOPHORA
 N° de espécies (350 fósseis; 800 vivas; 24 Brasil)
 Tamanho (3 mm a 40 cm) 
 Marinhos, no médio litoral, substrato rochoso
 Concha com 8 placas imbricadas
 Quítons
 Sistema digestivo com rádula
 Dióicos
*
*
*
 POLYPLACOPHORA
cinturão
placas intermediárias 
(II a VII)
placa anal (VIII)
placa cefálica (I)
apófise
*
*
*
SCAPHOPODA
 N° de espécies (350; 30 para o Brasil)
 Tamanho (médio: 3 a 6cm; mínimo: 4mm; máximo: 15cm)
 Hábitat (infralitoral, 6m até 6.000 m)
 Concha em forma de canino ou dente de elefante
 escafópodes, dentes-de-elefante ou dentálios
 Sistema digestivo c/ rádula e captáculos
Dióicos
*
*
*
 20.000 spp.
 cabeça, rádula, olhos e tentáculos estão ausentes
CLASSE BIVALVIA 
 a concha é bivalve e o corpo é comprimido lateralmente
 inclui formas populares como as ostras e mexilhões
 brânquias lamelares na cavidade palial que é ampla
*
*
*
HABITAT E HÁBITO
 ambientes marinhos (maioria) e de água doce (desde a margem / zona de maré até profundidades)
 sobre substratos lodosos e arenosos ou substratos duros (rochas, madeira, etc.), ou estarem fixos (ostras e mexilhões)
  tamanho: mm a 1,37m de comprimento 
 bentônicos (maioria), poucos podem nadar
*
*
*
 Músculos adutores: anterior e posterior; retratores
 Sifão / abertura inalante e exalante, palpos labiais
 Pé: ântero ventral, comprimido lateralmente
*
*
*
Classificação quanto aos músculos adutores
Monomiária
Dimiária (isomiaria ou anisomiária)
músculo adutor das valvas
*
*
*
 esculturas: linhas crescimento (concêntricas), costelas / linhas radiais, espinhos, nódulos...
linhas de crescimento
espinhos
nódulos
Tivela stultorum
*
*
*
BIVALVIA- MANTO
borda do manto
lobo externo -> secreta concha
lobo mediano –> órgãos dos sentidos
lobo interno -> camada muscular
Camadas da concha
Com 3 lobos:
*
*
*
BIVALVIA- SISTEMA RESPIRATÓRIO
 Apresentam um 1 par de brânquias
 Cavidade palial dividida em duas câmaras
 As brânquias são os principais órgãos de captura de alimento
*
*
*
BIVALVIA- SISTEMA NERVOSO
 como em todos os moluscos o sistema nervoso é ganglionar
*
*
*
BIVALVIA - SISTEMA DIGESTIVO
 mecanismo de nutrição: sifões (inalante e exalante), brânquias (seleção de partículas), palpos e sistema digestivo
 boca -> esôfago -> estômago (gl. digestiva) -> intestino -> reto (atravessa pericárdio) -> ânus (sifão exalante)
*
*
*
REPRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO
 Dióicos (maioria) ou monóicos (=hermafroditas)
desenvolvimento indireto
 fecundação externa (marinhos), interna (água doce)
lasídio
- marinhos zigoto, trocóforam véliger, jovem, adulto
 - água doce ovo (marsupio), gloquídio ou lasídio (na água) e parasita peixe até jovem e adulto (vida livre)
marsúpio
gloquídio
 desenvolvimento direto (água doce): ovo e jovem nas brânquias 
*
*
*
 Massa visceral
- Contém maioria dos órgãos:
 Sistema digestivo
 Sistema excretor
 Sistema circulatório
 Sistema reprodutor
 Sistema nervoso
massa visceral
- Nos gastrópodes, em geral, está totalmente protegida dentro da concha
- Está recoberta pelo manto
CLASSE GASTROPODA
 Formas
Sem concha
Com concha
*
*
*
CLASSE GASTROPODA
*
*
*
Formas das conchas em Gastropoda
*
*
*
 Partes de uma concha
 anterior
 abertura
cabeça
pé
lado esquerdo
lado direito
ápice
posterior
ápice
volta
columela
abertura
canal sifonal
ápice
volta
abertura
lábio externo
lábio interno
espira
volta corporal
sutura
*
*
*
 opérculo - Peça córnea ou calcária que fecha a entrada da concha
opérculo
sifão
conchasbrasil.org
*
*
*
 Torção do corpo
- A torção não é a espiralização da concha 
- Há evidências de que conchas planoespirais existiam antes da torção
Prosobranchia
- Enrolamento da massa visceral
*
*
*
Opistobranchia
Pulmonata
*
*
*
Pulmonata - Sistema respiratório
 Trocas gasosas são feitas pelo “pulmão” 
Helix aspersa
*
*
*
Nautilus
lulas
Amonóides
 (fósseis)
lulas
polvos
600 espécies atuais
7.500 espécies fósseis
Classe Cephalopoda
(cephalus = cabeça; podus = pé)
*
*
*
 Na maioria, o corpo (massa visceral) é alongado no eixo dorsoventral, como resultado de uma alteração na maneira de locomoção e nadadeiras estão presentes
 Possuem um círculo de tentáculos ou braços ao redor da boca
 Nos polvos o corpo é globoso (com ou sem nadadeiras)
Corpo
braço
braço
lula
polvo
nadadeiras
tentáculo
*
*
*
 Estão adaptados para a natação: nadam através de jatos d’água produzidos pela expulsão de água para o exterior, através do funil
 São exclusivamente marinhos
 Os polvos, entretanto, assumiram secundariamente o hábito de viver no fundo (bentônicos)
Habitat e hábitos
 A cabeça projeta-se em um círculo de grandes tentáculos ou braços preênseis que são homólogos à parte anterior do pé dos outros moluscos
 Cabeça bem desenvolvida e com olhos desenvolvidos
Cabeça
cerca de 90 tentáculos (Nautilus)
*
*
*
 O pé está transformado em apêndices na cabeça (braços ou tentáculos) + o funil
 polvos: com ventosas sésseis e carnosas
ADAPTAÇÕES DO PÉ
 lulas: com ventosas pedunculadas e, geralmente, com anel córneo
ventosas carnosas
ventosas com anel córneo
*
*
*
Nautilus sp.
Únicos cefalópodes vivos com uma concha externa
concha de sépia (siba)
concha de Loligo (pena ou gládio)
CONCHA
*
*
*
Nautilus sp.
Nautiloidea fóssil
*
*
*
 a cavidade palial é ventral; nela encontra-se um par (no caso de Coleoidea) ou 2 pares (no caso de Nautiloidea) de ctenídios, que às vezes podem ser vestigiais (neste caso as trocas gasosas ocorrem pela superfície do corpo) 
SISTEMA CIRCULATORIO
 capilares, artérias e corações branquiais (aumentam pressão/ velocidade do fluxo sanguíneo)
 sistema circulatório fechado
*
*
*
*
*
*
gl. salivar
estômago
 estômago muscular