24_Para Entender a Terra - Cap 23
1 pág.

24_Para Entender a Terra - Cap 23


DisciplinaGeologia9.771 materiais70.604 seguidores
Pré-visualização1 página
6061 ParaEntender a Terra
figura 23.18 O aquecimentoglobalestáderretendoa calota
de gelo do Pólo Norte. Estemapado Ártico comparaa extensão
do gelo polarno finaldo verãoduranteo períodode 1972a
1990coma extensãoprojetadaem2030.A mudançasupõea
disrupçãodos ecossistemasárticos.Um benefícioparaos
humanospodesera aberturada PassagemNoroestee de outra
rotamarinhamaiscurtaentreos oceanosAtlânticoe Pacíficono
2100 séculoXXI. [Marinhados EstadosUnidos]
20802060
Ano
20402020
5 'Dosombreamentomostra a in-
certeza devida ao conhecimento
incompleto do sistemado clima.
2
o
2000
o
C1\
C1\
(b) DOs modelos do climapodem ser utilizados para
predizero aumentoesperadode temperatura
6 em cada umdessestrês cenários (curvas).
(a) DA taxade aumentode COz atmosféricodepende do cres-
cimento do uso de combustívelfóssil, especialmenteno
mundo desenvolvido.Aqui estãotrês cenáriospossíveis.
Figura 23.17 Projeções(a) da concentraçãode dióxidode
carbonoe (b) datemperaturamédiada superfícieparaos
próximos100anos. [IPCC, C1imateChange2007:TheScientific
Basis]
Todavia,taisfenômenos,nãonecessariamentevinculados
deformadiretaaoincrementodoefeitoestufa,fizeramcrescer
a consciênciapúblicadagravidadedamudançaclimáticaglo-
balnasdécadasqueseseguirão.Devidoaofatodequeo aque-
cimentoinduzidopelaaçãohumanaérápido,muitasespécies
vegetaise animaisterãodificuldadesde seajustare migrar.
Aquelasquenãopuderemenfrentaro rápidoaquecimentopo-
derãoextinguir-se.Acompanhadosde mudançasno ventoe
precipitaçãodechuva,osoceanosseaquecerãoe expandirão,
elevandoseunívelaté90cmduranteesteséculo- umproble-
masérioempaísessituadosemzonascosteirasbaixas,como
Bangladesh.A capadegelodoPóloNortecontinuaráaretrair-
serapidamentee espera-sequegrandepartedoOceanoÁrtico
fiquesemgelodentrodepoucasdécadas(Figura23.18).Seos
mantosdegelodoscontinentescomeçarema degelar,o nível
domarpoderásubiraindamais.O Quadro23.1resumeosefei-
tosdamudançadoclimaemváriossistemas.
A reduçãodasemissõesdegases-estufaAtéo momento,nin-
guémpodedizerdefinitivamentedequantoseráo aquecimenre
globalouqueefeitoterá,masdevemosconsiderarapossibili-
dadedequeumacriseclimáticapossaimpedir-nosdeuti~
plenamentenossosrecursosremanescentesdecarvãoeoutros:
combustíveisfósseis.Talcrisepoderiadurarumlongoperíodo_
mesmosetodasasatividadeshumanasquegeramdióxidod=
carbonofossemparalisadas,poderiademoraraté20anosparz
queo dióxidodecarbonoatmosféricoretomasseparaosselli
níveispré-industriais.
EssaincertezaexpõeumproblemaparaosformuladoresdE
políticas.Quantodinheirodeveríamosgastarpararefrear~
emissõesdedióxidodecarbonogeradaspelaatividadehumaill!
e quebenefíciosjustificariamos custos?De um lado,mui
gastopoderiadeprimiraeconomiaecausarperdadeempreg<E.
De outro,aprevençãopodesermenosdispendiosadoquerepa-
rarumdesastredepoisquetenhaocorrido.
Mais de2 mil destacadoseconomistasnorte-americano-
inclusiveseispremiadoscomoNobel,declararamnummani-
festo(publicadonoGlobal Change,ediçãoeletrônicadefeye-
reiro de 1997):&quot;Como economistas,acreditamosquea mIl--
dançaclimáticaglobalacarretaumsignificativoriscoambien-
tal, econômico,sociale geopolíticoe quemedidaspreventi-