A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Postagem - Dir. Trabalho I - Semana 5

Pré-visualização | Página 1 de 1

SEMANA 5 - Edilene Araújo dos Santos – 4º Período - Direito – Manhã – Campus Menezes Côrtes 
PLANO DE AULA: 5 - DIREITO DO TRABALHO I
Aplicação Prática Teórica - CASO CONCRETO 1 
Gilberto Santos trabalhou no período de três anos, diariamente, como apontador do jogo do bicho, sem anotação na CTPS. Recebia ordens do tomador dos serviços e a quantia de R$800,00 por mês. Como não recebeu férias, décimo terceiro salário e nenhuma outra verba trabalhista, ajuizou ação trabalhista postulando o reconhecimento do vínculo empregatício com o tomador dos serviços e o pagamento dos direitos trabalhistas. Diante do caso apresentado, e com base em jurisprudência do TST, responda se Gilberto Santos logrará êxito na ação trabalhista? 
Resposta: Gilberto Santos desenvolvia atividade com o objeto ilícito e assim não geram efeitos jurídicos, pois são nulos de pleno direito. Entretanto o TST tem reconhecido que apesar de o contrato de trabalho ser nulo não há como se negar a produção de todos os efeitos trabalhistas.
 
CASO CONCRETO 2 
Maria de Souza foi contratada em 02.04.2001 pela empresa pública Beta, sem aprovação em concurso público. Foi dispensada sem justa causa em 13.12.2010, sem receber o pagamento de qualquer parcela trabalhista. Ajuizou ação trabalhista em 17.01.2011 postulando o reconhecimento do vínculo empregatício e o pagamento das verbas daí decorrentes. Considerando esta situação hipotética e com base na legislação trabalhista e na jurisprudência sumulada do Tribunal Superior do Trabalho aplicáveis ao caso, responda: 
a) Maria de Souza logrará êxito na ação trabalhista em que postula o reconhecimento do vínculo empregatício. Justifique. 
Resposta: Maria de Souza não terá o vínculo empregatício reconhecido uma vez que o TST através ds Súmula 331, II determina que não poder haver a violação do art. 37, II da CFFB/88 em que delara a única forma de ingresso no serviço público é o Concurso Público.
b) Maria de Souza tem direito a alguma verba trabalhista? Justifique. 
 Resposta: Sim, também pacificado na Súmula 331, V Maria terá todas as verbas trabalhistas pagar pela empresa pública.
QUESTÕES OBJETIVAS
1ª) (FGV/OAB/2010.2) - No contexto da teoria das nulidades do contrato de trabalho, assinale a alternativa correta: 
(A) Configurado o trabalho ilícito, é devido ao empregado somente o pagamento da contraprestação salarial pactuada. 
(B) Os trabalhos noturno, perigoso e insalubre do menor de 18 (dezoito) anos de idade são modalidades de trabalho proibido ou irregular. 
(C) O trabalho do menor de 16 (dezesseis) anos de idade, que não seja aprendiz, é modalidade de trabalho ilícito, não gerando qualquer efeito. 
(D) A falta de anotação da Carteira de Trabalho e Previdência Social do empregado invalida o contrato de trabalho. 
 
2ª) (OAB/SP – 132º EXAME) - Com respeito ao trabalho do menor, é correta a seguinte afirmação: 
a) a homologação da rescisão contratual com o pagamento das verbas rescisórias devidas exige a presença dos responsáveis e acompanhamento de um membro do Ministério Público do Trabalho, sob pena de nulidade. 
b) não pode firmar quaisquer recibos de pagamentos, sequer dos próprios salários, sem a assistência dos responsáveis legais. 
c) é lícito ao menor firmar individualmente recibo de pagamento de seu salário. 
d) a homologação da rescisão contratual, com o pagamento das verbas rescisórias devidas, exige a presença dos responsáveis e, ainda assim, somente terá validade se efetuada perante a Justiça do Trabalho.