DJi - Lugar do Crime - Lugar da Infração
10 pág.

DJi - Lugar do Crime - Lugar da Infração


DisciplinaDireito Penal I79.833 materiais1.346.652 seguidores
Pré-visualização4 páginas
figuras previstas na Lei n. 4.898/65 está prevista na
legislação militar (Súmula 172 do STJ).
16) Compete também à justiça comum processar e julgar civil acusado
de prática de crime contra instituições militares estaduais (Súmula 53 do
STJ). Também compete à justiça comum o julgamento de crime cometido
por guarda civil metropolitano (STJ, ReI. Min. Edson Vidigal, DJU, 4-
10-1993, p. 20495, apud Garcindo Filho, Jurisprudência, p. 27.).
17) Compete à justiça federal processar e julgar os crimes cometidos
contra bens, serviços ou interesse da União ou de suas entidades
autárquicas ou empresas públicas (CF, art. 109, IV).
18) Competia à justiça federal processar e julgar os crimes praticados
contra a fauna, nos termos da Súmula 91 do ST J. Ocorre que, na sessão
de 8 de novembro de 2000, a 3ª Seção do STJ deliberou pelo
cancelamento da referida súmula, que havia sido editada em 21 de
outubro de 1993, passando tais crimes para a competência, em regra, da
justiça comum, excetuando-se apenas quando o fato atingir bens e
interesses da União (CF, art. 109, IV), como, por exemplo, no caso de
pesca ilegal no mar territorial brasileiro.
19) Compete à justiça federal processar e julgar os crimes praticados
contra funcionário público federal, quando relacionados com o exercício
da função (Súmula 147 do STJ). Do mesmo modo, a ela compete o
julgamento de crime cometido por funcionário público federal, no
exercício de suas funções. Tratando-se de crime doloso contra a vida,
incumbirá ao juiz federal presidi-lo (STJ, ReI. Min. José Dantas, DJU,
25-10-1993, p. 22447, apud Garcindo Filho, Jurisprudência, cit., p.
26.).
20) Compete à justiça comum estadual processar e julgar crime em que
indígena figura como autor ou vítima (Súmula 140 do STJ). Em se
tratando de crime de genocídio, como se colocam em disputa os direitos
indígenas como um todo, a competência passa para a justiça federal, nos
termos do art. 109, XI, da CF.
21) Compete à justiça comum estadual processar e julgar crime praticado
contra sociedade de economia mista (Súmula 42 do STJ).
22) Compete à justiça comum julgar crime praticado contra agência do
Banco do Brasil (STJ, 3ª Seção, CComp 1.403, DJU, 24-9-1990, p.
9965; e CComp 1.826, DJU, 22-4-1991, p. 4770.).
23) Compete à justiça comum estadual processar e julgar o crime de
falsa anotação de carteira de trabalho e Previdência Social, atribuído a
empresa privada (Súmula 62 do STJ).
24) Compete à justiça comum o julgamento de crime praticado em
detrimento da Telesp (STJ, 3ª Seção, CComp 223, DJU, 4-9-1989, p.
14038.).
25) Compete ao juízo do local da obtenção da vantagem ilícita processar
e julgar crime de estelionato cometido mediante falsificação de cheque
(Súmula 48 do STJ).
26) Compete à justiça comum estadual, na vigência da Constituição de
1988, o processo por contravenção penal, ainda que praticada em
detrimento de bens, serviços ou interesse da União ou de suas entidades
(SúmuIa 38 do STJ - inteligência do art. 109, IV, da CF).
27) Compete à justiça federal processar e julgar crime de falsificação de
título de eleitor (RT, 553/340.). Também lhe compete a falsificação de
carteira da OAB, por afetar interesse de autarquia federal (RT,
715/538.).
28) Compete à justiça federal processar e julgar os crimes praticados
contra a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (STJ, CComp
1.204, DJU, 18-6-1990, p. 5679.).
29) Crime contra a organização do trabalho: depende. Se ofender a
organização do trabalho como um todo, a competência será da justiça
federal (STJ, 3ª Seção, CComp 1O.255-3-RS, ReI. Min. Edson Vidigal,
v. n., DJ, 20-2-1995.); se atingir direito individual do trabalho, a
competência será da justiça comum estadual (STJ, 3ª Seção, CComp
388, DJU, 16-1O-1989,p. 15854; CComp 1.182,RSTJ, 18/201.).
30) Emissão de cheque sem fundos contra a Caixa Econômica Federal:
competência da justiça comum (RT, 581/309.).
31) Contrabando e descaminho: competência da justiça federal (STJ, 3ª
Seção, CComp 1.078, DJU, 7-5-1990, p. 3825.). Considera-se
competente o juízo federal do local onde foram apreendidos os objetos
introduzidos ilegalmente no País, uma vez que se trata de delito
permanente (nesse sentido: Súmula 151 do STJ).
32) Crime cometido a bordo de navio: compete à justiça federal de
primeiro grau processar e julgar os crimes comuns praticados, em tese,
no interior de navio de grande cabotagem, autorizado e apto a realizar
viagens internacionais (STJ, 3ª Seção, ReI. Min. Vicente Leal, DJU, 11-
12-1995, p. 43174. No mesmo sentido: RT, 729/509.).
33) Crime cometido em área de fronteira: compete à justiça comum
estadual, porque não existe ofensa a bem, serviço ou interesse da União
(STJ, 3ª Seção, ReI. Min. Anselmo Santiago, DJU, 5-8-1996, p. 26308,
apud Garcindo Filho, Jurisprudência, cit., p. 23.).
34) Compete à justiça comum estadual processar e julgar o crime de
falsificação e uso de documento falso relativo a estabelecimento particular
de ensino (Súmula 104 do STJ).
35) Compete à justiça federal o processo e julgamento unificado dos
crimes conexos de competência federal e estadual, não se aplicando a
regra do art. 78, II, a, do CPP (Súmula 122 do STJ).
36) Compete à Justiça Federal o processo-crime contra bens tombados
pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, pouco
importando tenha ou não havido o registro imobiliário (STJ, 3ª Seção,
CComp 19.157-MG, ReI. Min. José Dantas, DJU, 3-8-1998, p. 74.)."
STJ, 3ª Seção, ReI. Min. Vicente Leal, DJU, 11-12-1995, p. 43174.
STJ, 3ª Seção, ReI. Min. Anselmo Santiago, DJU, 5-8-1996, p. 26308,
apud Garcindo Filho, Jurisprudência, cit., p. 23.
STJ, 3ª Seção, CComp 19.157-MG, ReI. Min. José Dantas, DJU, 3-8-
1998, p. 74.
STJ, 3ª Seção, CComp 223, DJU, 4-9-1989, p. 14038.
STJ, CComp 1.204, DJU, 18-6-1990, p. 5679.
STJ, 3ª Seção, CComp 1O.255-3-RS, ReI. Min. Edson Vidigal, v. n.,
DJ, 20-2-1995.
STJ, 3ª Seção, CComp 388, DJU, 16-1O-1989,p. 15854; CComp
1.182,RSTJ, 18/201.
STJ, 3ª Seção, CComp 1.078, DJU, 7-5-1990, p. 3825.
STJ, ReI. Min. Edson Vidigal, DJU, 4-10-1993, p. 20495, apud
Garcindo Filho, Jurisprudência, p. 27.
STJ, ReI. Min. José Dantas, DJU, 25-10-1993, p. 22447, apud
Garcindo Filho, Jurisprudência, cit., p. 26.
STJ, 3ª Seção, CComp 1.403, DJU, 24-9-1990, p. 9965; e CComp
1.826, DJU, 22-4-1991, p. 4770.
STJ, 3ª Seção, CComp 5.524-0-RS, ReI. Min. José Dantas, v. u., DJ,
18-3-1996.
STJ, 3ª Seção, CComp 1O.250-0-SP, ReI. Min. Edson Vidigal, v. u.,
DJ, 30-10-1995.
STJ, 3ª Seção, CComp 9.334-0-SP, ReI. Min. José Dantas, v. u., DJ,
12-21996; 3ª Seção, CComp 14.007-0-SP, ReI. Min. Cid Flaquer
Scartezzini, v. u., DJ, 15-41996.
STJ, 3ª Seção, CComp 9.420-0-SP, ReI. Min. William Patterson, v.
u., DJ, 30-10-1995.
STJ, 3ª Seção, ReI. Min. Anselmo Santiago, CComp 17.112-PR, j. 13-
5-1998, DJU, 17-8-1998, p. 16.
STJ, 3ª Seção, ReI. Min. Adhemar Maciel, j. 12-7-1994, DJU, 20-3-
1995, p. 6079
STJ, 3ª Seção, ReI. Min. Hamilton Carvalhido, CComp 34557-PE,j.
26-6-2002, DJU, 10-2-2003.
Capez, Fernando, Curso de Direto Penal, parte geral, vol. 1,
Saraiva, 10ª ed., 2006
(Revista Realizada por Suelen Anderson - Acadêmica em Ciências
Jurídicas - 22 de outubro de 2009)
Jurisprudência Relacionada:
- Juízo - Competência - Passaporte Falso - Processo e Julgamento -
Súmula nº 200 - STJ
- Oficiais e Praças das Milícias dos Estados - Exercício de Função
Policial Civil - Efeitos Penais Militares - Competência do Julgamento dos
Crimes Cometidos por ou Contra Eles - Súmula nº 297 - STF
Normas Relacionadas:
Art. 6º, Lugar do Crime - Aplicação da Lei Penal - CP - Código
Penal - DL-002.848-1940
Art. 6º, Lugar do Crime - Aplicação da Lei Penal Militar - Código
Penal Militar - CPM - DL-001.001-1969
Art. 88, Lugar da Infração - Competência pelo Lugar da Infração
- Código de Processo Penal Militar - CPPM - DL-001.002-1969
Art. 250, Prisão em Lugar Não Sujeito à Administração Militar -
Prisão em Flagrante - Providências que Recaem Sobre Pessoas -
Medidas Preventivas