A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Pericardites - Inflamação do pericardio

Pré-visualização | Página 1 de 1

Pericardites
Processo inflamatório do pericárdio
que envolve os folhetos visceral e parietal.
• Hematogena  pela corrente
sanguiea
• Contiguidade  processos proximos
• Trauma  perfuração do saco
pericardico
Definição
Portas de entrada
O tipo de pericardite é determinado pelo
tipo de exsudato presente, classificado
como:
• Serosa: líquido no saco pericárdico
rico em proteínas, com conteúdo
hemorrágico variável e escassa fibrina..
Associado a processos mais brandos
como início de uremia já que a toxina
urêmica provoca discretas induzir a um
derrame seroso. Pode também ser
provocada por agentes infecciosos como
Haemophilus somnus, bactéria que
acomete suínos e causa poliserosite
(processo inflamatório de diversas serosas
do organismo).
• Fibrinosa: a superfície do pericárdio é
recoberta por quantidade variável
de material filamentoso friável (fibrina) de
coloração amarelo a cinza, que pode estar
misturado com sangue
Classificação
Pericardites
Bovino: 
• Reticulopericardite traumática,
• Pasteurella spp,
• Clostridium chauvoei
• Chlamydophila (Chlamydia) psittaci,
• Mycoplasma mycoides var.
mycoides,
• Brucella abortus
Suíno:
• Pasteurella spp.,
• Haemophilus parasuis
• Mycoplasma hyopneumoniae
Equino
• Mycoplasmas pp.
• Streptococcus spp.
Canino
• Coccidioides immitis
Felino
• Coronavírus felino (PIF)
Etiologia
Pericardite aguda
Estagio crônico
Fibrose e espessamento 
do pericárdio
Obliteração do espaço 
pericárdico
• Purulenta: de exsudato purulento
no saco pericárdico. O exsudato é fino,
amarelo, verde ou cinza, dependendo do
agente envolvido, e pode estar misturado
com fibrina
• Pericardite constritiva: O coração é
envolvido por um tecido cicatricial fibroso
ou fibrocalcificado denso que limita a
expansão diastólica e o débito cardíaco

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.