A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
101 pág.
APOSTILA DE QU

Pré-visualização | Página 4 de 9

que se obtenham os menores números possíveis.
ALDEÍDOS
Os aldeídos apresentam o grupo carbonila na extremidade da cadeia. De acordo com as regras da IUPAC, sua nomenclatura recebe o sufixo al.
Os quatro aldeídos mais simples apresentam nomes usuais formados pelos prefixos: form, acet, propion, butir, seguidos da palavra aldeído.
Os aldeídos ramificados e/ou insaturados seguem as regras já vistas. Como o grupo funcional está sempre na extremidade, esse carbono sempre será o número 1; portanto, sua posição não precisa ser indicada.
Caso existam dois grupos aldeídos, o sufixo usado é dial.
CETONAS
As cetonas apresentam o grupo carbonila , sendo este carbono secundário. De acordo com as regras da IUPAC, o sufixo utilizado para indicar a função é ona.
A numeração da cadeia deve ser iniciada a partir da extremidade mais próxima do grupo, quando necessário.
A nomenclatura das cetonas ramificadas e/ou insaturadas segue as regras já vistas.
ÁCIDOS CARBOXÍLICOS
Os ácidos carboxílicos são compostos caracterizados pela presença do grupo carboxila. Esse grupo é o resultado da união dos grupos carbonila e hidroxila:
PRINCIPAIS ÁCIDOS CARBOXÍLICOS
Ácido metanóico
É também conhecido como ácido fórmico, por ter sido obtido historicamente a partir da maceração de formigas. É um líquido incolor, de cheiro irritante, que, quando injetado nos tecidos, provoca dor e irritação característica.
Uma das principais aplicações do ácido fórmico é como fixador de pigmentos e corantes em tecidos, como algodão, lã e linho.
Ácido etanóico
Também conhecido por ácido acético, é um líquido incolor à temperatura ambiente, com cheiro irritante e sabor azedo, tendo sido isolado, pela primeira vez, a partir do vinho azedo (vinagre) — acetum = vinagre.
A oxidação do etanol é o método industrial mais comumente utilizado para a produção desse ácido. O vinagre, usado como tempero na alimentação, é uma solução aquosa que contém de 6 a 10% em massa de ácido acético.
Ácido benzóico
É um sólido branco, cristalino, solúvel em água, usado em Medicina como fungicida. Tanto ele quanto seus sais de sódio são utilizados como conservantes.
DERIVADOS DIRETOS DE ÁCIDOS CARBOXÍLICOS:
Sais
Os ácidos carboxílicos, como qualquer ácido, ao reagirem com uma base, originam sal e água. Vejamos um exemplo:
Anidridos
Os anidridos são substâncias obtidas pela desidratação (eliminação de água) de ácidos carboxílicos. Seu grupo funcional é:
Vejamos um exemplo:
ÉSTERES ORGÂNICOS
Os ésteres orgânicos são caracterizados pelo grupo funcional:
 
.
Simplificadamente podemos considerar, que os ésteres se originam a partir da substituição do hidrogênio do grupo OH de um ácido carboxílico por um radical orgânico (R).
Sua nomenclatura oficial pode ser obtida substituindo-se a terminação ico do nome do ácido de origem por ato e acrescentando-se o nome do radical que substitui o hidrogênio. Veja os exemplos:
ÉTERES
Os éteres são compostos caracterizados pela presença de um átomo de oxigênio (O), ligado a dois radicais orgânicos. Seu grupo funcional, então, pode ser representado da seguinte maneira:
em que R e R’ são radicais não necessariamente iguais.
Segundo a IUPAC, há duas maneiras de dar nome aos éteres:
A nomenclatura usual é aquela em que as regras para o estabelecimento do nome dos éteres são dadas de acordo com o esquema a seguir:
Funções orgânicas contendo Nitrogênio e Haletos
AMINAS
As aminas são consideradas bases orgânicas, obtidas a partir da substituição de um ou mais hidrogênios da amônia (NH3) por radicais.
A nomenclatura oficial das aminas obedece ao seguinte esquema:
Veja os exemplos:
Existe uma nomenclatura não-oficial, em que os grupos característicos da função amina denominam-se amino e são considerados substitutos do elemento hidrogênio numa cadeia carbônica.
Veja um exemplo:
Para a nomenclatura desse composto, considera-se que o grupo —NH2, chamado amino, está substituindo um átomo de hidrogênio no carbono 2 do propano.
AMIDAS
As amidas caracterizam-se pela presença do grupo funcional .
A nomenclatura oficial das amidas do tipo é feita da seguinte maneira:
Veja os exemplos:
Existe uma nomenclatura usual que considera as amidas como derivadas de ácidos carboxílicos. Nessa nomenclatura, o nome é obtido pela união do prefixo do nome do ácido, acrescido da terminação amida:
HALETOS ORGÂNICOS
Os haletos orgânicos são compostos que apresentam pelo menos um átomo de halogênio (F, Cl, Br, I) ligado a um radical derivado de hidrocarboneto.
Esses compostos são representados genericamente por:
Nomenclatura oficial
Sua nomenclatura segue as regras já estudadas, conforme o esquema abaixo:
Nomenclatura usual
Os nomes dos derivados halogenados formam-se segundo o esquema:
Veja alguns exemplos:
HALETOS DE ÁCIDO OU HALETOS DE ACILA
Os haletos de ácido provêm da substituição da hidroxila (OH) presente num ácido carboxílico por um átomo de halogênio.
Observe:
Sua nomenclatura oficial é dada em função do nome do ácido carboxílico de origem, de acordo com o seguinte esquema:
Outras funções orgânicas:
NITRILAS
As nitrilas são obtidas a partir da substituição do hidrogênio do gás cianídrico (HCN) por radical orgânico:
As nitrilas admitem duas nomenclaturas:
NITROCOMPOSTOS
Os nitrocompostos são caracterizados pela presença do grupo funcional:
Na sua nomenclatura, considera-se que o grupo nitro —NO2 substitui um hidrogênio da cadeia carbônica. O nome desses compostos é obtido da seguinte maneira:
A numeração da cadeia carbônica deve ser iniciada a partir da extremidade mais próxima do grupo funcional.
Os nitrocompostos podem reagir com o gás hidrogênio, numa reação de redução, produzindo aminas primárias:
ÁCIDOS SULFÔNICOS
Os ácidos sulfônicos são compostos que apresentam o seguinte grupo funcional:
O nome desses compostos é obtido da seguinte maneira:
A numeração da cadeia carbônica deve ser iniciada a partir da extremidade mais próxima do grupo funcional.
ORGANOMETÁLICOS
São assim denominados os compostos que apresentam pelo menos um átomo de um metal ligado diretamente ao átomo de carbono.
Entre os metais mais comuns que podem formar esse tipo de substância estão: Mg, Zn, Pb e Hg.
Entre os organometálicos mais importantes estão os compostos de Grignard:
Sua nomenclatura segue o seguinte esquema:
TIOCOMPOSTOS
Os principais tiocompostos são: tioálcoois ou tióis, tioéteres, tiocetonas e tiofenóis. Genericamente, suas estruturas são obtidas da seguinte maneira:
Veja alguns exemplos:
2ªLista de Exercícios de Aprendizagem
01) Escreva as fórmulas estruturais e moleculares dos seguintes alcanos:
a) propano; 			c) heptano;
b) pentano; 			d) decano.
02) Dê os nomes dos alcanos representados por suas fórmulas estruturais:
03) O gás de cozinha (GLP) é uma mistura de propano e butano. Indique a opção que representa as fórmulas moleculares dos dois compostos orgânicos, respectivamente.
a) C3H6 e C4H6. 			d) C3H8 e C4H8.
b) C3H6 e C4H8. 			e) C3H8 e C4H12.
c) C3H8 e C4H10.
04) Determine o número de átomos de hidrogênio existentes, por molécula, nos alcanos que apresentam:
a) 5 átomos de carbono;
b) 10 átomos de carbono;
c) 20 átomos de carbono.
05) A respeito do composto orgânico chamado metano, podemos afirmar que:
I — é um hidrocarboneto.
II — é o chamado "gás dos pântanos".
III — é um componente fundamental do gás natural.
IV — é o biogás, produzido por fermentação, nos biodigestores.
Quais das afirmações são corretas?
06) Escreva as fórmulas estruturais e moleculares dos seguintes alquenos:
a) propeno; b) 1-penteno; c)2-hexeno; d) 3-hexeno.
07) Dê o nome dos alquenos representados por suas fórmulas estruturais:
08) Determine o número de átomos de hidrogênio existentes, por molécula, nos alquenos que apresentam:
a) 5 átomos de carbono;
b) 10 átomos de carbono;
c) 20 átomos de carbono.
09) Escreva as fórmulas estruturais e moleculares dos seguintes alquinos:
a) 1-butino;