A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
55 pág.
imuno 2prova

Pré-visualização | Página 19 de 19

de uma infecção 
sistêmica – Septicemia, hoje chamada sepse (nem sempre há bacteremia). 
O quadro da sepse é semelhante ao da sepse (disfunção generalizada). Na 
sepse há problemas da nutrição tecidual. Toda pessoa que tem sepse 
apresenta problemas metabólicos: Dificuldade de pegar CO2 dos tecidos; de 
liberar O2 ; acidose metabólica. Essa deficiência do metabolismo nutricional 
pode causar até morte de órgão, causando o choque séptico. 
 A sepse é uma resposta patológica do sistema imune à presença de 
infecção. Mesmo se o agente infeccioso for retirado (debelado), a sepse pode 
continuar. Assim, toda infecção é potencialmente perigosa e deve ser tratada! 
80% dos pacientes com sepse morrem. Infecção local pode causar sepse. 
TNF parece estar envolvido na sepse. TNF em excesso mata! 
 Sepse – Quadro de disfunção generalizada sistêmica, com deficiência 
da nutrição dos tecidos. Presente em casos de infecção dos mais variados 
tipos, mesmo sem o achado de bactérias na circulação. 
 
Influência do SNC sobre a imunidade 
 
 A vontade de se curar influencia no processo de cura. Pessoas que 
entram em depressão tendem a desenvolver câncer. 
 Esse processo envolve a produção de citocinas! 
 
 
 
 A diminuição da produção de TH1 desvia a via para a produção de 
TH2, através do aumento de IL-4. O aumento de TH2 causa aumento de 
alergia. 
 Os glicocorticóides causam alergia nessas pequenas concentrações. 
Em doses farmacológicas, melhora. 
 
Pessoa fica estressada → Alergia → Toma glicocorticóides → Melhora da 
alergia → Pára de tomar glicocorticóides → Continua estressada → Volta aos 
níveis baixos de glicocorticóides → Volta a alergia...