A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
instrucoestrabalho

Pré-visualização | Página 1 de 2

INSTRUÇÕES PARA CONFECÇÃO DO TRABALHO DA DISCIPLINA 
ENG1015 - CIÊNCIA E TECNOLOGIA DOS MATERIAIS 
 
 
Estas instruções visam fornecer as principais características dos capítulos normalmente 
existentes neste tipo de trabalho, inclusive, sugerindo, para o caso de ENG1015, um número 
médio de páginas para cada um destes capítulos. 
 
A primeira página do trabalho deve obrigatoriamente incluir as seguintes informações: 
- título 
- nome dos autores 
- resumo de até 500 palavras, ocupando o miolo da página 
- palavras-chaves – mínimo de 3 máximo de 6 
 
Observação importante: 
O resumo deve descrever os principais aspectos que estão, efetivamente, cobertos no 
trabalho. Não se trata de um resumo sobre o tema escolhido. Desta forma, este resumo deve 
incluir aspectos de todas as principais passagens do trabalho tais como a relevância, os 
objetivos, a metodologia e as principais conclusões. 
Preferencialmente, o resumo não deve apenas apontar por onde as principais conclusões 
transitaram, mas sim incluí-las objetivamente. Exemplo “o trabalho procurou identificar a melhor 
temperatura do processo” (inadequado), “foi identificado que a melhor temperatura do processo 
é 1000ºC” (adequado). O “Resumo” também deve, se for o caso, fornecer informações 
quantitativas relevantes inclusas, por exemplo, nas “Conclusões”. 
 
A segunda página é, obrigatoriamente, o Índice que deverá incluir os seguintes itens: 
 
 ITEM PÁGINA 
 
INTRODUÇÃO (obrigatório) 1 
OBJETIVOS (obrigatório) ? (uma página para os objetivos) 
REVISÃO DO ESTADO DA ARTE (facultativo) ? 
FUNDAMENTAÇÃO (facultativo) ? 
METODOLOGIA (facultativo) ? 
DADOS OBTIDOS E DISCUSSÕES (obrigatório) ? 
CONCLUSÕES (obrigatório) ? 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (obrigatório) ? 
 
INTRODUÇÃO 
 
Tem como objetivo principal situar o foco do trabalho dentro de um contexto mais amplo. 
Ou seja, o texto pode iniciar a partir de um ponto de abrangência mais genérica, todavia deve 
evoluir até o foco principal do trabalho. Deve ficar claro o “por que” do trabalho. Neste percurso 
é comum que o texto procure valorizar o trabalho destacando então a oportunidade e a 
relevância do tema (foco do trabalho) a ser desenvolvido. Em alguns casos esta “valorização” 
inclui uma evolução cronológica sobre o que tem sido feito de mais relevante sobre o tema do 
trabalho. 
A “Introdução” deve ser finalizada quando estiver claro então onde o tema do trabalho se 
insere e a sua relevância. Desta forma, o próximo passo é apresentar os “objetivos” do 
trabalho. 
Estes “Objetivos” muitas vezes são apresentados no final, como o último parágrafo da 
“Introdução”. Todavia, para o trabalho de CTM, este capítulo deve ser confeccionado de forma 
independente/isolada. Dependendo do trabalho a “introdução” pode se alongar até um número 
significativo de páginas (ex: 20 páginas). Para o trabalho de CTM recomenda-se que ocupe no 
máximo 2 páginas. 
 
OBJETIVOS 
 
Como já mencionado, os “Objetivos” do trabalho de IEM devem ser apresentados de 
forma isolada. Os mesmos devem ser descritos de forma clara e por itens que, 
preferencialmente, não excedam de 4 a 6 linhas, ou seja, o capítulo “objetivos” deve ser 
acomodado em apenas uma página. Entende-se que dentro do contexto do trabalho o número 
mínimo de objetivos esteja em torno de quatro. Exemplos destes seriam: 
 Levantamentos sobre a produtividade nacional e internacional de um determinado 
material. 
 Principais utilizações. 
 Evolução do preço no mercado. 
 Alternativas tecnológicas de produção com suas vantagens e desvantagens. 
 Fundamentação teórica do processo de obtenção de um certo material. 
 Fluxogramas de produção. 
 Levantamento das matérias primas disponíveis detalhando as características de cada 
uma. 
 
EVOLUÇÃO DO ESTADO DA ARTE (REVISÃO BIBLIOGRÁFICA) 
 
Um levantamento sobre a evolução do estado da arte visa, essencialmente, familiarizar o 
autor do trabalho com os estágios inicial e atual de desenvolvimento científico e tecnológico 
relacionados com o tema do trabalho. Um capítulo dessa natureza é obrigatório em uma tese 
de doutorado, altamente recomendado para uma dissertação de mestrado e sugerido para uma 
monografia de final de curso. Todavia, foge ao escopo de um trabalho de CTM. 
Um levantamento da evolução do estado da arte é realizado através da leitura de 
trabalhos relacionados com o tema e disponíveis não só nos livros, mas principalmente, em 
anais de congresso temático e em periódicos especializados (revistas técnicas temáticas), que 
são, evidentemente, muito mais dinâmicas e conseqüentemente atualizadas em comparação 
com os livros. O envolvimento com a evolução da história do estado da arte permite que o autor 
do trabalho acompanhe e identifique com clareza onde se encontram os principais desafios e a 
fronteira do conhecimento (disponível!) no tema do trabalho. 
FUNDAMENTAÇÃO 
 
A fundamentação teórica tem como objetivo principal embasar o autor do trabalho nos 
conceitos teóricos que estão envolvidos com o tema do mesmo. Para trabalhos que envolvem 
determinadas atividades experimentais e/ou conceituais esses estudos tornam-se normalmente 
indispensáveis. Portanto, são comumente implementados em teses, dissertações e 
monografias. Em cada um desses casos com abrangência e profundidade variadas. 
No que se refere ao Trabalho de IEM, este capítulo pode ser, dependendo do caso, 
dispensável. 
 
METODOLOGIA 
 
A metodologia de um trabalho é de extrema importância, pois visa descrever as técnicas e 
procedimentos que foram utilizados no levantamento e/ou na coleta de informações e/ou 
dados. Por exemplo, em trabalhos técnicos científicos é imprescindível descrever a 
metodologia utilizada nos experimentos assim como as técnicas analíticas implementadas. 
Também são importantes as descrições dos testes utilizados para a quantificação de 
propriedades dos materiais. Inclusive, para viabilizar comparações, muitos destes 
procedimentos e técnicas laboratoriais são padronizados e numerados por “Normas Técnicas”. 
No que se refere ao trabalho de CTM, na maioria dos casos a metodologia envolvida 
limita-se a consultas à referências bibliográficas e “sites”. Nestes casos, este capítulo torna-se 
dispensável. Todavia, em alguns casos (minoria) o trabalho de CTM é confeccionado incluindo 
visitas técnicas, entrevistas, informações disponíveis nos estágios dos alunos, participação dos 
pais e até informações oriundas de um trabalho de iniciação científica. Nestes casos, 
recomenda-se a presença do capítulo “metodologia” onde possam ser descritos todos os 
procedimentos utilizados para a confecção do trabalho. Neste caso, não deve exceder a duas 
páginas. 
 
 
DADOS OBTIDOS E DISCUSSÕES (conteúdo principal do trabalho) 
 
Em um grande número de trabalhos particularmente teses, dissertações, monografia e 
relatórios técnicos, este capítulo é denominado “resultados e discussões”. Isto porque os 
resultados são, de fato, gerados ou obtidos pelo(s) autor(es) do trabalho através de 
experimentos e/ou levantamentos. Desnecessário dizer que esse capítulo deve ser considerado 
o mais importante do trabalho, ou seja, trata-se da essência do mesmo já que as principais 
contribuições serão aqui apresentadas e discutidas. Em geral, esse capítulo é rico em tabelas 
e/ou gráficos, e/ou figuras, e/ou fotos que ilustram o desenvolvimento do texto. É de se esperar 
que as informações disponíveis estejam alocadas de forma consistente com os objetivos do 
trabalho. 
No que se refere