A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
MEDICINA_2011-2 OK Com atualização em 21 de agosto.  PXE Coordenação Prof. RafaelSDuarte (1)

Pré-visualização | Página 1 de 4

CAPA MEDICINA
	UFRJ - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
IMPPG - INSTITUTO DE MICROBIOLOGIA PAULO DE GÓES
CURSO MEDICINA
	PROFESSOR RESPONSÁVEL	RAFAEL SILVA DUARTE
	CARGA HORÁRIA	240h
	PERÍODO DE REALIZAÇÃO	2011/2
	CÓDIGO	DISCIPLINA	TEÓRICA	LABORATÓRIOS DE PRÁTICA
	IMW242	Microbiologia e Imunologia M	D1-SS	E-10-SS // E-11-SS // E-14-SS // E-15-SS
	EMENTA DA DISCIPLINA
São transmitidos conhecimentos sobre os componentes gerais dos microrganismos, técnicas e processos e assepsia; princípios de imunologia, incluindo mecanismos específicos e inespecíficos de defesa do organismo humano, e são discutidas a epidemiologia e patogenia das principais patologias infecciosas virais e bacterianas. Esses componentes são discutidos em aulas teóricas, práticas e discussões de casos clínicos.
	BIBLIOGRAFIA BÁSICA INDICADA
• Microbiologia Geral 
- Microbiologia de Brock. 2008. Madigan, M.T., Martinko, J.M. & Parker, J. (Eds.). 10ª. edição. Editora Pearson Education, Inc.
• Imunologia
- Imunologia Celular e Molecular. 2005. ABBAS, A.K. & LICHTMAN, A.H. (Eds.). 5ª. edição. Editora Elsevier
- Imunobiologia. 2007. Janeway Junior, C.A., Shlomchik, M.J., Travers, P. & Walport, M. (Eds). 6ª. edição. Editora Artmed.
• Virologia
- Introdução a Virologia Humana. 2008. Santos, N. S.O., Romanos, M.T.V., Wigg, M.D. (Eds), 2ª. edição. Editora Guanabara Koogan.
• Microbiologia Médica
- Microbiologia. 2008. Trabulsi, L.R., Alterthum, F., Martinez, M.B., Campos, L.C., Gompertz, O.F. & Rácz, M.L. (Eds.). 5ª. Edição. Editora Atheneu. 
- Koneman Diagnóstico Microbiológico: Texto e Atlas Colorido. 2008. Koneman, E. W., Allen, S. D., Janda, W. M., Schreckenberger, P. C., Winn, W. C. 6ª. Edição. Editora Guanabara Koogan.
- Microbiologia Medica. 2009. Murray, P.R., Rosenthal, K.S., Pfaller, M.A. 6ª. Edição. Editora Elsevier.
BIBLIOGRAFIA SUPLEMENTAR
- (Para estudo de antimicrobianos) Microbiologia Médica. 2008. Jawetz, E. & Levinson, W. (Eds). 7ª. edição. Editora Nova Guanabara OU Microbiologia Médica. 2006. Pfaller, P.R. & Rosenthal, M.A. (Eds). 5a edição. Editora Elsevier.
ORIENTAÇÕES GERAIS
	UFRJ - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
IMPPG - INSTITUTO DE MICROBIOLOGIA PAULO DE GÓES
CURSO MEDICINA
	PROFESSOR RESPONSÁVEL	RAFAEL SILVA DUARTE
	CARGA HORÁRIA	180h
	PERÍODO DE REALIZAÇÃO	2011/2
	INSTRUÇÕES AO ALUNO
1. Observar com atenção a grade horária com escalas das aulas teóricas e práticas.
2. A disciplina Microbiologia e Imunologia é dividida em quatro (04) módulos: Microbiologia Geral, Imunologia, Virologia e Bacteriologia Médica, sendo o módulo Imunologia, distribuído durante todo o semestre. 
3. Assinar regularmente a freqüência das atividades em que há cobrança, especialmente durante as aulas práticas.
4. Freqüentar 75% das atividades cuja frequência é cobrada. Diante da necessidade imperiosa de faltar, o aluno deverá procurar o coordenador para justificar sua ausência com documentação adequada. A presença nas aulas práticas é obrigatória.
5. Usar SEMPRE O JALECO nas aulas práticas da disciplina. A falta de uso do mesmo implicará em falta e impedimento quanto a assistir as aulas.
6. Não sentar nas bancadas ou mesas, bem como cuidar para não colocar os pés nas cadeiras dos anfiteatros e mesas, como forma de manter a civilidade e cuidado pelo patrimônio da universidade.
7. O contato com o coordenador deve ser feito preferencialmente pelo(a) representante da turma e por e-mail. Os e-mails dos alunos que não sejam representantes podem vir a não serem respondidos.
8. Os alunos que desejarem a vista das provas de cada módulo devem solicitar na secretaria de graduação do IMPPG, no prazo de 48h após a liberação da nas notas, a qual será marcada posteriormente. A mesma se encontra aberta de 8:00 às 14:00h. 
9. Alguns alunos ficam isentos de realizar a prova final. Os critérios de avaliação e cálculo do grau média final (GF) são os descritos abaixo.
10. § o aluno que obtiver média nos módulos igual ou superior a 7,0 (sete) e nota, em todos os módulos, igual ou superior a 5,0 (cinco), ficará dispensado da prova final.
11. § o aluno que obtiver média nos módulos igual ou superior a 7,0 (sete) e nota em algum módulo inferior a 5,0 (cinco), deverá fazer prova final de todas abaixo de 7,0. 
12. § o aluno que obtiver média nos módulos inferior a 7,0 (sete), deverá fazer a prova final. 
13. § o conteúdo da prova final, em qualquer caso, versará sobre a matéria ministrada no(s) módulo(s) em que o aluno obteve grau inferior a 7,0 (sete).
14. § o grau final (GF) será calculado através da média ponderada entre a média das avaliações de cada módulo (MA=peso1) e da prova final (PF=peso 3).
15. (MA x 1) + (PF x 3) = GF
 4
Imunologia
	PLANO DE ATIVIDADES
	DATA
Direção8: Dica1:
Inclua dia da semana e data.	HORÁRIO
Direção8: Dica:
Inclua o horário da aula.	TIPO DE AULA
Direção8: Dica 3:
Inclua o tipo de aula Teórica ou Prática	ASSUNTO
Direção8: Orientações:
Inclua o tema a ser abordado na aula. Caso precise pular a linha utilize a tecla alt+enter	LOCAL	TURMA
Direção8: Dica 4:
Inclua as informações pertinentes a divisão de turmas.	PROFESSOR
Direção8: Orientação:
Inclua o nome do professor(es) responsáve(eis) pela atividade do dia.
	Segunda-feira
25/07	13h às 15h	Imunologia Fundamental (IF) 1 	Imunidade inata e adquirida. Antígenos e anticorpos. Imunização. Vacinação. Soroterapia e Diagnóstico sorológico. 	D1-SS	TODA	Pedro Paulo Elsas
	Segunda-feira
25/07	15h às 17h	IF2	Antígenos e anticorpos. Reação antígeno-anticorpo. Epítopos conformacionais e lineares. Haptenos e carreadores. Antigenicidade e imunogenicidade. Reações cruzadas. Valência, afinidade e avidez. 	D1-SS	TODA	Pedro Paulo Elsas
	Segunda-feira
01/08	13h às 15h	IF-3	Especificidade e memória imunológica. Conceitos de auto-imunidade e tolerância. Seleção Clonal na produção de anticorpos. Estrutura e limitações do modelo de Burnet. A célula produtora de anticorpos, normal e neoplásica. Mieloma múltiplo.	D1-SS	TODA	Pedro Paulo Elsas
	Segunda-feira
01/08	15h às 17h	IF-4	Proteínas de mieloma. Estrutura das Imunoglobulinas. Cadeias leves e pesadas. Regiões Fab, Fc, F(ab)’2. Domínios de Ig. Domínios V e C. Regiões determinantes de complementaridade e sitios hipervariáveis.	D1-SS	TODA	Pedro Paulo Elsas
	Segunda-feira
08/08	13h às 15h	IF 5	 Biologia das imunoglobulinas. Classes e subclasses de Ig. Subtipos de cadeia leve. Relação entre estrutura e funções biológicas. Domínios de Ig e Superfamília gênica das Ig. Imunização passiva e saúde humana: transferência transplacentária, aleitamento, soroterapia. Eficácia da soroterapia limitada pelo desenvolvimento de anticorpos anti-Ig. Sinalização negativa por Ig, importância para o mieloma. Anti-Ig e isotipo. Conceito de resposta humoral primária e secundária; switch.	D1-SS	TODA	Pedro Paulo Elsas
	Segunda-feira
08/08	15h às 17h	IF 6	Diversidade e dinâmica das populações linfocitárias. Respostas imunes celulares. Células T e B. CD4 e CD8 como marcadores populacionais associados à função efetora. Papéis de proteínas da superfamília Ig na cooperação celular e no reconhecimento de antígenos por células T. 	D1-SS	TODA	Pedro Paulo Elsas
	Segunda-feira
15/08	13h às 15h	IF 7	Geração do repertório de Ig . Genes de imunoglobulina e seus rearranjos. Mecanismos de geração da diversidade e exclusão alélica. Rearranjos e ontogenia das células B. Switch e sua relação com a resposta imune.	D1-SS	TODA	Pedro Paulo Elsas
	Segunda-feira
15/08	15h às 17h	IF 8	Diferenças em reconhecimento e funções na defesa entre células T e B. Receptores T e B. Células Th, Tc e Treg. Timo-dependência das respostas imunes. Estrutura e função dos órgãos linfóides primários e secundários e sua importância para a cooperação celular na resposta imune. Células virgens, ativadas e de memória. Fenótipo de superfície e estado funcional. Apresentação de antígenos e células apresentadoras.	D1-SS	TODA	Pedro Paulo Elsas
	Segunda-feira
22/08	13h às 15h	IF 9	Complexo Principal de Histocompatibilidade e seus