Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
EXERCICIOS

Pré-visualização | Página 1 de 2

EXERCÍCIOS
AULA 1
Ana, estoquista, 22 anos, procura um serviço de saúde mental, encaminhada pelo médico do trabalho. Na entrevista de triagem, relata que, em seu trabalho, os colegas estão sempre olhando para ela, fazendo comentários jocosos a seu respeito, o que ela percebe pelo jeito como eles olham e dão risadas às vezes. Não sabe o porquê desta atitude deles, pois antes eram amigos e até costumavam sair todos juntos. Suspeita que, talvez, tenha sido porque uma amiga tem conseguido ler os seus pensamentos, e depois ela conta para todos. Se você estivesse fazendo essa entrevista de triagem, qual seria a hipótese diagnóstica mais provável?
R- d) T ra nstorn o p sicótico.
O estabelecimento de um diagnóstico psicopatológico requer o conhecimento de vários critérios, exceto:
R-	d) As relações amorosas pregressas;
Sandra acabou de sair de uma clínica psiquiátrica, onde pela segunda vez, foi tratada de um surto delirante. Ela se queixa de se sentir observada: “ouço vozes, queria ter uma cabeça silenciosa”. Diz que seu pai é violento e autoritário: “nunca lhe perdoarei por ter batido em minha mãe”. Mas minha mãe ficou com ele. Acho que ela gosta de apanhar.
O diagnóstico mais provável é:
R-	c) Psicose
Os sintomas da esquizofrenia refletem uma perda ou diminuição de funções que, em condições normais, encontram-se presentes. Os sintomas incluem embotamento afetivo (diminuição na habilidade de expressar-se emocionalmente), anedonia (inabilidade de experimentar prazer; perda de interesse pela interação social) e avolição (incapacidade de iniciar ou persistir na busca de um objetivo). Esses sintomas fazem parte do curso da doença e são considerados sintomas:
R-	c) Negativos
AULA 2
Maria, uma jovem senhora de 30 anos, procura o serviço de saúde mental queixando-se de esquecimento, diz ficar parada sem vontade de fazer nada, ri de coisas banais como a posição da caneta. Maria fala muito baixo; quase não ouvimos o que ela diz. Quando o profissional vai fazer o relatório, ele precisa colocar os sintomas de forma clara, objetiva e usando o linguajar técnico. Traduzindo para a linguagem correta e respeitando a ordem em que aparecem, como se poderiam descrever os sintomas tecnicamente?
R- a) Hipomnésia, abolia, puerilidad e, mussitação.
Mutismo, logorreia, taquilalia, bradilalia, ecolalia, palilalia, mussitação, neologismos, pedolalia, solilóquio, coprolalia. Essas alterações estão relacionadas à qual função?
R- b) Linguagem
João Gomes, paciente internado no CTI após uma pneumectomia (retirada cirúrgica de um pulmão), relata que perdeu o controle dos movimentos. Sua perna levanta-se sozinha e seu braço saiu de seu corpo. Essas alterações são classificadas como:
R- c) Cenestésica
Em uma entrevista de emprego para contratação de um novo engenheiro para a filial da Globex Engenharia, a psicóloga percebeu que o candidato tinha grandes planos para reformar todo o seu futuro setor de trabalho, e, ainda mais: sabia do que a empresa precisava para aumentar a produção e estabelecer uma comunicação eficiente com o público. Esse comportamento pode ser classificado como um transtorno. Caso considere um transtorno ele poderia ser classificado como:
R- d) Delírio reformador 
Paciente masculino, resgatado pelo bombeiro, estava na sarjeta sujo e cheirando mal, sonolento, responsivo e incapaz de ações espontâneas. Podemos pensar em um quadro de alteração da consciência?
Em caso afirmativo, essa alteração seria:
R- e) Torpor
AULA 3 
Augusto, morador de uma comunidade no Rio de Janeiro, foi atendido na Atenção Básica de Saúde por apresentar insônia, afastamento de seus familiares e amigos, e medo de andar pelas ruas da comunidade. Sua família relata que há três meses ele presenciou o assassinato de um rapaz próximo a sua residência. Na época, ele ficou bem, mas agora está com estes sintomas. Qual o provável diagnóstico?
R- e) Transtorno de estresse pós-tra umático
Jorge, um rapaz de 20 anos, foi sequestrado por uma quadrilha que pediram resgate. A polícia interviu e Jorge foi libertado. Inicialmente ele ficou muito bem, prestou depoimento e voltou a trabalhar. Alguns meses depois, apresentou os seguintes sintomas: lembranças muito vivas do cativeiro, medo de sair de casa, insônia. Qual o provável diagnóstico?
R- a) Transtorno de estresse pós-tra umático
Adalberto, um jovem de 16 anos, resolve sair da escola alegando que não quer mais estudar. Gradualmente, vai deixando de fazer as refeições junto a sua família. Passa todo o dia ao computador e só tem amigos online. Sua mãe, muito preocupada, busca por ajuda. Essas alterações podem estar relacionadas à que diagnóstico?
R- c) Fobia social
A professora Adriana, ao entrar na sala de aula, fica em pânico ao ver uma barata. Grita, agita-se, corre. O provável diagnóstico é:
R- c) Fobia simples 
Carolina começou a namorar João, ele resolve dar um ursinho de pelúcia de presente a ela. Quando ela recebe o presente entra em pânico corre, grita, agita-se e não quer falar com o namorado. Provável diagnóstico?
 
R- e) Fobia simples
AULA 4
Ana Carla, uma jovem de 25 anos, procura ajuda com seu psiquiatra por estar com os seguintes sintomas: arruma a casa várias vezes por dia, limpa o seu banheiro até ficar brilhando, a lixeira da cozinha é tão limpa que se pode beber água nela. Perde várias horas nessa faxina diária. Qual o provável diagnóstico?
R- a) Transtorn o Obsessivo Compulsivo
Claudia foi trazida para a emergência psiquiátrica após ficar parada por mais de 15 horas em uma esquina esperando que passasse um fusca vermelho com o final da placa 5. Qual o provável diagnóstico?
R- e) Transtorno Obsessivo Compulsivo
O professor de uma conceituada universidade foi demitido porque, durante suas aulas, ele entremeava suas fala com palavrões. Após a demissão ele entrou na justiça e comprovou que sofria de um transtorno que o obrigava a proferir os palavrões. Qual o provável diagnóstico?
R- a) Síndrome de Tourette
Joãozinho, um rapaz de 15 anos, sofre humilhação na escola porque tem o tique de virar o rosto e assoprar, além de mexer a cabeça de um lado para o outro com certa frequência. Qual o provável diagnóstico?
a) Síndrome de Tourette
AULA 5
R- d) O d iagnóstico d e u m Tr an stor no Somato for me é conse guid o co m a ava liação do mé dico d e q ue o s sintomas a pr esen tad os pe los pa ciente s têm or igem psíq uica e nã o fí sica. 
Ana Amélia refere não conseguir andar por estar com as duas pernas paralisadas. Após a realização de exames neurológicos, não se encontra nenhuma justificativa para a paralisia. Qual o provável diagnóstico?
R- a) Transtorno somatoforme
Januário, de 35 anos, procura a emergência médica relatando estar com um câncer terminal. Pede para tomar uma medicação bastante forte para diminuir as dores. Os médicos desconfiam e pedem uma série de exames que não comprovam a doença. A psicóloga é chamada para atender ao caso. Quando procuram Jorge, na emergência, não o encontram. Possível diagnóstico?
R- c) Hipocondria
Margarete, de 45 anos, frequenta uma igreja protestante, onde todos acreditam que ela sofre de uma doença misteriosa, incurável e rara. Ela solicita apoio e muitas orações. Quando seus familiares cobram sua ida ao médico e os exames ela reage afirmando que ninguém acredita nela. Sua irmã descobriu que os exames constatam que ela está muito bem de saúde. Possível diagnóstico?
R- 	e) Hipocondria
AULA 6
Jurema está muito preocupada com o seu novo jardineiro. Ele não faz nada que lhe dê prazer, é frio emocionalmente, fica sempre sozinho, não liga para críticas ou elogios. Qual o provável diagnóstico?
R- 	b) Transtorno de Personalidade Esquizoide
Renata, uma jovem de 21 anos, tem comportamentos que sempre lhe rendem grandes problemas: faz fofoca, pega roupas emprestadas com suas amigas e não devolve, falta às aulas rotineiramente, usa drogas,
Página12