Buscar

Roteiro de aula prática 4 Nutrição clinica Ava. unip

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 3 páginas

Prévia do material em texto

Caso Clínico
Analise o caso clínico abaixo e responda as questões a seguir. 
Paciente M.G.S, 38 anos de idade, sexo feminino, branca, casada, não tem filhos. 
HISTÓRIA CLÍNICA: Paciente com diagnóstico de adenocarcinoma hepático, internada na enfermaria de clínica cirúrgica para ressecção do tumor, cirurgia programada para 48 horas após a internação. Relata ser tabagista há 15 anos, 01 maço de cigarros ao dia, nega uso de bebida alcoólica. Nega diabetes, HAS, pai falecido com câncer de fígado. 
EXAME CLÍNICO: Emagrecida, porém, apresenta ascite, com sinais graves de comprometimento neurológico, hipocorada, eupneica, afebril, aceitando parcialmente a dieta prescrita , hábito intestinal normal: 1vez/dia. Com fezes de consistência pastosa Tipo 6 na escala de Bristol. 
INGESTÃO ALIMENTAR: < 2/3 das necessidades nutricionais. Conteúdo proteico: 40g/dia
DADOS ANTROPOMÉTRICOS: Estatura: 1,58 m - Peso habitual: 50Kg - Peso na Admissão hospitalar: 44Kg - IMC: 17,6kg/m² - %PP: 12% (6Kg) em 3 meses com perda acentuada no último mês – Prega cutânea triciptal (PCT): 14mm 
EXAMES LABORATORIAIS - Albumina: 2,0 g/d – Bilirrubina: 3,5mg/dL 
Glicemia e função renal: glicose 74mg/dl / Uréia 19mg/dl / Excreção de Creatinina 700 mg em 24h – Transferrina: 190mg% - Nitrogênio excretado 12,6g
a) faça o diagnóstico nutricional da paciente,e escolha a(s) via(s) de alimentação (oral, enteral, parenteral). Justifique.
Desnutrição, pois apresenta depleção de massa muscular de acordo com os exames bioquímicos. 
Via de alimentação: suporte nutricional via oral.
b) De acordo com o exame clínico quais os principais métodos de avaliação nutricional devem ser utilizados nesta paciente e quais devem ser evitados para classificação do seu estado nutricional? 
Métodos possíveis: antropometria [dobras , peso, estatura, circunferências (exceto do abdômen)]. 
Métodos inviáveis: BIA 
c) Para avaliar as possíveis perdas proteicas desta paciente será necessário avaliar o seu balanço nitrogenado (BN) e índice creatinina-altura (ICA). Calcule o BN e o ICA, descreva quantos gramas de nitrogênio (N2) ela está excretando por dia, qual sua % de ICA e classifique-os de acordo com as referências e deve-se calcular o índice prognóstico desta paciente e classificá-la.
1gN---------6,25 BN= N ing – N exc PI=18,5X(1,58)²
 x---------40g BN=6,4-12,6 PI=46,1834 Kg
 x=6,4g BN=6,2G ------depleção leve 
Cr =18.46,18=831,24 
ICA%=700/831,24X100=84,2 ------ depleção leve 
	
	 
	 
	 
	 
	 
	Classificação 
	Valores BN
	 
	 
	Normal 
	 
	0 ou +
	 
	 
	Depleção leve 
	- 5 a – 10
	 
	 
	Depleção Moderada 
	- 10 a -15
	 
	 
	Depleção Grave 
	> -15 (ex: sepse)
	 
	 
	 
	 
	 
	 
Quadro 4. Interpretação dos valores do Balanço Nitrogenado.
Fonte: BOTTONI, 2002. Pág. 279.
	
	 
	 
	 
	 
	 
	BN Negativo 
	Ingestão < Excreção
	Catabolismo
	 
	 
	BN Positivo 
	Ingestão > Excreção
	Anabolismo
	 
	 
	BN Equilíbrio 
	Ingestão = Excreção
	 ---------
	 
	 
	 
	 
	 
	 
Quadro 5. Classificação do Balanço Nitrogenado.
Fonte: MAICÁ E SCHWEIGERT, 2008. Pág. 10.
ICA% = Creatinina na urina em 24h (mg) x 100 
 Creatinina ideal em 24h* (mg)
*Cr média: Homem = 23 mg/Kg 
 Mulher = 18 mg/Kg 
	 
	80 a 90% 
	Depleção Leve
	 
	 
	60-80% 
	 
	Depleção Moderada
	 
	 
	<60% 
	 
	Depleção Severa
	 
	 
	 
	 
	 
	 
	 
Quadro 6. Interpretação do resultado do Índice Creatitina-Altura.
Fonte: KAMIMURA et al., 2009. Pág. 97.

Outros materiais