A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
CHUMBO

Pré-visualização | Página 2 de 2

Não há fonte de exposição anterior
Relação direta: Desenvolvimento do país estudado
Estudo teor comparativo para faixa etária/situação socioeconômica 
A escolaridade dos pais, condições socioeconômicas mantinham uma relação inversamente proporcional ao grau de intoxicação por chumbo das crianças avaliadas.
Reciclagem do lixo era fator preponderante para o incremento nos níveis séricos do chumbo.
Discussão
Maior concentração de chumbo encontrada:
Solos
Aeroporto (sem conexão)
Árvores (atmosfera) s/conexão
Padrão CETESB (Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental de São Paulo)
Nível máximo recomendado de chumbo no solo  300 ug/g
Valores encontrados: Vila Dique 
Sítio C (118,2 ug/g)
Sítio D ( 601,7 ug/g)
*Composição mineral do solo, protocolo de recolhimento da amostra, metodologia analítica aplicada.
*Valor referência solo porto alegre (x)
* Diferença metodologia
Causas prováveis contaminação do solo
Processo de utilização do mesmo anteriormente
 (x) relatos de atividade industrial antecedente
 Área com maior concentração de chumbo  utilizado anteriormente como depósito de lixo informal
Proximidade de região industrial
(Transformadoras de metais)
 Não há relação com micro área das residências 
Contaminação do solo
Resíduos de reciclagem do lixo
Poeira devido às condições habitacionais precárias
Prevalência Brasil (x) Eua
Crianças americanas média > ou = 10ug/dl
Crianças brasileiras  provavelmente maior ( s/estudos de prevalência)
Discussão
Estudo concreto para prevalência de intoxicação por chumbo nas crianças que residem na Vila Dique
Não avaliado outros aspectos de risco de intoxicação por chumbo tais como:
Tabagismo
Atividades ocupacionais dos pais
Aspectos Nutricionais
 Apesar das limitações o estudo é consistente para indicar a alta prevalência de intoxicação por chumbo nas crianças residentes na Vila Dique
O chumbo é um mineral importante para a sociedade atual e para o seu prognóstico de esgotamento, ainda
não se tem substituto para toda a sua gama de utilização.
A questão de saúde pública força também a redução do consumo do Chumbo, diferentemente de outros
recursos, devido ao fator tóxico à ele associado, implicado também na busca pela sua substituição e de seus
compostos por outros menos agressivos. Como exemplo pontual de sua substituição ou eliminação do
chumbo, pode-se citar a eliminação de chumbo na gasolina, em pigmentos e tintas, eliminação em solda de
recipiente para alimentos, entre outras.
Neste cenário, a reciclagem se apresenta como etapa importante, entretanto sua efetivação exige cuidados
especiais, que até então não têm sido observados. Diante disso, esperamos que essa investigação possa
contribuir, apresentando elementos fundamentais para o aumento da eficiência no uso deste elemento, com
cuidados especiais para o seu manuseio em todas as etapas do ciclo de vida.
Considerações finais
Bibliografia
http://www.fmrp.usp.br/revista/2009/vol42n3/Simp7_Diagnostico_e_tratamento_intoxicacao_%20por_chumbo.pdf
http://www.fmrp.usp.br/revista/2009/vol42n3/Simp2_Efeitos_chumbo_sobre_cerebro_desenvolvimento.pdf
Paoliello MMB, De Capitani EM. Chumbo. In: Azevedo AA, M.
CAA, eds. Metais - Gerenciamento da Toxicidade São Paulo:
Atheneu-Intertox; 2003:353-98.
2. Dal Molin F, Paoliello MMB, De Capitani EM. A zincoprotoporfirina
como indicador biológico na exposição ao chumbo: uma
revisão. Rev Bras Toxicol. 2006;19:71-80.
3. Nadig RJ. Treatment of lead poisoning. Jama 1990;263:2181-
OBRIGADO !!!!