A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
197 pág.
BB 500 QUESTOES COMENTADAS

Pré-visualização | Página 7 de 50

precedido de 
preposição, mas essa preposição não precisa, obrigato-
riamente, ser a; por isso, sem incorrer em erro, o texto 
admite a redação alternativa dar maior importância por 
oportunidades.
( ) CERTO ( ) ERRADO
21
BA
N
CO
 D
O
 B
RA
SI
L
57. (BANCO DO BRASIL – ESCRITURÁRIO – CESPE – 
2007)
1 Em meio a uma crise da qual ainda não sabe como
escapar, a União Europeia celebra os 50 anos do Tratado 
de Roma, pontapé inicial da integração no continente. 
Embora
4 sejam muitos os motivos para comemorar, como a
manutenção da paz e a consolidação do mercado co-
mum, os chefes dos 27 Estados-membros têm muito 
com o que se
7 preocupar. A discussão sobre a Constituição única não 
vai adiante, a expansão para o leste dificulta a tomada de
decisões e os cidadãos têm dificuldade para identificar-se
10 como parte da megaestrutura europeia.
O Estado de S.Paulo, 25/3/2007, p. A20.
Com referência às estruturas e às ideias do texto, bem 
como a aspectos associados aos temas nele tratados, jul-
gue o item subsequente.
O emprego de preposição em “da qual” (L1) atende à 
regência do verbo “escapar” (L2).
( ) CERTO ( ) ERRADO
58. (BANCO DO BRASIL – ESCRITURÁRIO – CESPE – 
2007)
1 Quando uma empresa — ou um instituto ou
fundação empresarial — decide incentivar a formação de
uma rede social para contribuir com o desenvolvimento 
de
4 determinada comunidade, ela está assumindo o papel 
de “produtor social” do processo, isso é, aquele que tem
condições econômicas, organizacionais, técnicas e
7 profissionais para viabilizar uma iniciativa de
desenvolvimento social, nesse caso, uma rede. As em-
presas que pretendem fazer um investimento social mais 
eficaz
10 tendem a não ser as executoras dos projetos, contra-
tando consultores ou organizações especializadas para
desenvolvê-los. Ao adotar essa estratégia, a empresa
13 compartilha o papel de produtora social com a orga-
nização executora. Sem dúvida, a decisão de incentivar a 
formação de uma rede comunitária está sempre associa-
da à missão de
16 contribuir para o desenvolvimento social local. Essa 
missão é particularmente coerente no caso de empresas 
com unidades industriais em pequenas cidades, onde 
sua posição
19 (muitas vezes, hegemônica) lhes confere capilaridade 
e poder de convocatória, que podem ser colocados a ser-
viço da comunidade que vive na cidade. 
Idem, ibidem.
Com base no texto acima, julgue os itens que se seguem.
O fato de o verbo conferir ser transitivo direto justifica o 
emprego de “lhes” (l.19).
( ) CERTO ( ) ERRADO
59. (BANCO DO BRASIL – ESCRITURÁRIO – CESGRAN-
RIO – 2018)
O pronome destacado foi utilizado na posição correta, segun-
do as exigências da norma-padrão da língua portuguesa, em:
a) Quando as carreiras tradicionais saturam-se, os futu-
ros profissionais têm de recorrer a outras alternativas.
b) Caso os responsáveis pela limpeza urbana descuidem-
-se de sua tarefa, muitas doenças transmissíveis po-
dem proliferar.
c) As empresas têm mantido-se atentas às leis de proteção 
ambiental vigentes no país poderão ser penalizadas.
d) Os dirigentes devem esforçar-se para que os funcio-
nários tenham consciência de ações de proteção ao 
meio ambiente.
e) Os trabalhadores das áreas rurais nunca enganaram-se 
a respeito da importância da agricultura para a subsis-
tência da humanidade.
60. (BANCO DO BRASIL – ESCRITURÁRIO – CESGRAN-
RIO – 2015)
22
BA
N
CO
 D
O
 B
RA
SI
L
A colocação do pronome destacado atende às exigências 
da norma-padrão da Língua Portuguesa em:
a) Os clientes mais exigentes sempre comportaram-se bem 
diante das medidas favoráveis oferecidas pelos bancos.
b) Efetivando-se os pagamentos com moedas virtuais, 
os clientes terão confiança para utilizar esse recurso 
financeiro.
c) Os usuários constantes da internet não enganam-se a 
respeito das vantagens do comércio on-line.
d) É preciso observar que a população interessa-se pelas 
formas de aprendizagem condizentes com a sua cultura.
e) Os turistas tinham organizado-se para viajar quando 
as condições econômicas melhorassem.
61. (BANCO DO BRASIL – ESCRITURÁRIO – CESPE – 
2003)
1 O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) chega a Per-
nambuco disposto a fomentar ainda mais a
rica produção cultural do estado. Música, teatro,
4 literatura, cinema e artes plásticas se unem para formar
um pólo criativo que alia tradição e modernidade em um
precioso equilíbrio. Além de receber o talento local de
7 braços abertos, na antiga estação ferroviária central do
Recife, o CCBB pretende, enfim, transformar em
realidade o tão sonhado caminho de mão dupla entre o
10 Nordeste e as demais regiões brasileiras. Erguida des-
de sempre, essa ponte imaginária insiste até hoje em 
bloquear o tráfego em um dos sentidos.
Rodrigo Alves. Veredas — Revista de Cultura do Banco do 
Brasil, n.º 90, jun./2003, p. 21 (com adaptações).
No que se refere ao texto acima, julgue o item a seguir.
Na linha 4, a substituição da expressão “se unem” por 
unem-se mantém a correção gramatical do período.
( ) CERTO ( ) ERRADO
62. (BANCO DO BRASIL – ESCRITURÁRIO – CESGRAN-
RIO – 2018)
De acordo com a norma-padrão da língua portuguesa, a 
pontuação está corretamente empregada em:
a) O conjunto de preocupações e ações efetivas, quan-
do atendem, de forma voluntária, aos funcionários e 
à comunidade em geral, pode ser definido como res-
ponsabilidade social.
b) As empresas que optam por encampar a prática da 
responsabilidade social, beneficiam-se de conseguir 
uma melhor imagem no mercado.
c) A noção de responsabilidade social foi muito utiliza-
da em campanhas publicitárias: por isso, as empresas 
precisam relacionar-se melhor, com a sociedade.
d) A responsabilidade social explora um leque abrangen-
te de beneficiários, envolvendo assim: a qualidade de 
vida o bem-estar dos trabalhadores, a redução de im-
pactos negativos, no meio ambiente.
e) Alguns críticos da responsabilidade social defendem 
a ideia de que: o objetivo das empresas é o lucro e a 
geração de empregos não a preocupação com a so-
ciedade como um todo.
63. (BANCO DO BRASIL – ESCRITURÁRIO – CESGRAN-
RIO – 2015)
23
BA
N
CO
 D
O
 B
RA
SI
L
Considere-se a hipótese de que, antes de publicado no 
jornal, o texto foi revisto pelo seu editor, que propôs a al-
teração do trecho “‘tendo como base a ética, a qualidade 
dos produtos e a boa prestação de serviços ao consumi-
dor’” (L. 20-21), pois o texto original continha uma vírgula 
antes da conjunção e.
Se for considerado que ele se baseou nas regras de em-
prego da vírgula adequado à norma-padrão, a decisão 
do editor levou em conta a:
a) proibição de colocar vírgula antes da conjunção e.
b) recomendação de separar por vírgula os elementos de 
uma enumeração.
c) interpretação de que a ênfase criada pela vírgula antes 
do e era desnecessária.
d) obrigatoriedade de colocar vírgula apenas nos ele-
mentos iniciais de uma enumeração.
e) suposição de que a vírgula criaria um efeito de ambi-
guidade no texto.
64. (BANCO DO BRASIL – ESCRITURÁRIO – CESGRAN-
RIO – 2014)
A seguinte frase está redigida com adequada grafia de 
palavras, correta acentuação e pontuação de acordo com 
a norma-padrão:
a) A raiz, geralmente subterrânea, não abdica de com-
postos nitrogenados e outras substâncias orgânicas.
b) As raízes geralmente subterrâneas, não abidicam de 
compostos nitrogenados e outras substâncias orgânicas.
c) As raízes, crescem abaixo da superficie da terra, mas 
não abidicam de compostos nitrogenados e outras 
substâncias orgânicas.
d) A raíz é o membro das árvores que cresce abaixo da 
terra, mas não abdica de compostos nitrogenados e 
outras substâncias orgânicas.
e) A raíz é o membro das árvores que, apesar de crescer 
abaixo da terra não abdica de compostos nitrogena-
dos e outras substâncias orgânicas
65. (BANCO DO BRASIL – ESCRITURÁRIO – CESGRAN-
RIO – 2012)
O uso de sinais (aspas e travessão) está adequado à nor-
ma-padrão, que deve ser observada em uma correspon-
dência oficial, na seguinte frase:
a) O artigo sobre

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.