A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
TIPOS DE SERVIÇOS EM HOTEL (UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO)

Pré-visualização | Página 1 de 1

TIPOS DE SERVIÇOS EM HOTEL (UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO)
INTRODUÇÃO
Os hotéis podem ir de centrais até econômicos, de acomodação mais simples, até os resorts, que são grandes empreendimentos localizados próximos a atrativos da natureza. Nesse sentido, os serviços oferecidos como os de alimentação, ou seja, seus restaurantes serão equivalentes a categoria de estrelas, classificação: uma estrela, duas estrelas , até cinco estrelas. Com este pensamento, um cardápio bem elaborado e que represente perfeitamente a imagem do hotel, é um detalhe essencial para o setor de alimentos e bebidas do empreendimento, no entanto, independente do tipo de serviço e clientela, o preparo de alimento nesta unidade de alimentação e nutrição UAN deve respeitar as normas e procedimentos que atendem as especificações das resoluções e normas especificas, como a RDC 216/04.
É o regulamento técnico de boas práticas para serviços de alimentação. O planejamento de um cardápio é uma peça importante para o desenvolvimento, e sucesso de um restaurante de um hotel. Por quê? Ele deve basear-se na expectativa de um determinado publico alvo. Teixeira, 2010 afirma que o planejamento é a forma de relacionar os objetivos, com as condições disponíveis, e determinar a melhor forma de execução das operações.
Então, os tipos de serviço que os hotéis oferecem são: Cardápio rotativo e balanceado, nós temos as cervejarias, nós temos as churrascarias, nós temos os self service, nós temos o à la carte, nós temos os PUB, e temos também aqueles, os steak houses.
OBJETIVO
Bom, o principal objetivo do serviço é administrar a produção de refeições nutricionalmente balanceada, com bom padrão higiênico-sanitário para o consumo fora do lar, e que consigam contribuir para a manutenção, ou a recuperação da saúde de coletividades, e, além disso, auxiliar no desenvolvimento de hábitos alimentares saudáveis.
A alimentação tornou-se o cartão de visitas do hotel, evidentemente que para proporcionar qualidade, é preciso garantir um bom padrão em todos os serviços do hotel. Estruturado para atender as necessidades de seus clientes, seja estes hospedes ou o publico externo.
CARACTERÍSTICAS FUNDAMENTAIS
Os restaurantes hoteleiros possuem como características fundamentais, o treinamento e a disposição dos funcionários a trabalhar, visto que esses restaurantes são de complexa produção, havendo a necessidade de uma grande mão de obra especializada e matéria prima de excelente qualidade. Além disso, um restaurante hoteleiro deve apresentar uma estrutura física adequada, e a conservação dos alimentos e execução das atividades devem ser excelentes, confortando assim, quem passa pelo estabelecimento.
Deve ter um bom e correto planejamento, e neles são importantes questões relacionadas à economia, a funcionalidade e a praticidade da cozinha, e cada planejamento deve ser realizado com muito cuidado e com muita paciência, para que ele saia bem adequado, podendo assim atender a todos os indivíduos ali presentes, evitando encontros desnecessários de gêneros alimentícios e de funcionários.
Todos os equipamentos devem estar direcionados, posicionados e usualmente corretos.
Cada planejamento precisa de um fluxograma para que a movimentação dentro da UAN seja correta, de maneira que não ocorra um cruzamento de matérias primas.
Os materiais utilizados no preparo do cardápio obedecem a um fluxo de “marcha avante”, nos quais são descarregados em plataforma de descarga; em seguida são realizados a conferência e o controle, de acordo com o que foi pré-determinado qualitativa e quantitativamente, para serem armazenados em almoxarifado, em câmaras frias, ou irem direto para a área de produção.
E para ter um bom planejamento, é essencial um layout, que é definido como a imagem vista de cima, que ordena onde tudo deve ficar bem colocado, e onde o sistema é feito para aperfeiçoar todos os processos, sempre buscando melhorias para alcançar a eficiência necessária para a produção, sempre minimizando os custos e aumentando a satisfação do cliente.
O PAPEL DO NUTRICIONISTA
Da compra até o preparo, o alimento passa por um longo processo antes de chegar ao cliente.
A contaminação alimentar de apenas uma pessoa pode acabar com toda a reputação do hotel, e com alta rotatividade de clientes e hospedes, é preciso estar atento a todos os processos do alimento: desde a compra e armazenagem, até a manipulação. O nutricionista e toda sua equipe da cozinha precisam estar igualmente atentos a diversos elementos, a fim de garantir a segurança alimentar do empreendimento afastando todos os riscos possíveis à saúde dos hóspedes.
Um caso de contaminação ou intoxicação de um cliente pode gerar processos e requerimento de indenizações milionárias, decretando ate o fim do negocio. Desde o controle do estoque ate a higiene do local onde são preparados os alimentos, há diversas normas que devem ser seguidas, principalmente pelos meios de hospedagem que têm uma grande demanda em seus restaurantes.
E para iniciarmos vamos falar um pouco da função do Nutricionista no ramo da hotelaria. Os hotéis devem estar atentos aos alimentos dispostos na bancada evitando refrigeração inadequada.
Para todos os grupos de alimento existe o acompanhamento diário aplicado e monitorado pela equipe de nutricionistas visando o atendimento às boas práticas de fabricação doas alimentos e procedimentos operacionais padronizados, desde o fornecedor externo ao manipulador interno. 
Em um hotel, a equipe de nutrição controla, além da capacitação de sua equipe, o recebimento, o armazenamento sob temperatura controlada, o pré-preparo, o preparo e a distribuição dos alimentos com registro em planilhas de controle e supervisão do chef executivo e dos sous-chefs. 
Os procedimentos adotados para a segurança alimentar são implantados do recebimento a distribuição. E levando em conta os princípios morais e sociais, na hora da compra e manuseio dos alimentos, considerando o desperdício de alimentos, fato muito comum em grandes estabelecimentos. Lembrando que em marco de 2015, foi aprovado um projeto de lei na França que proíbe que supermercados joguem fora alimentos vencidos, obrigando estes a doarem ou darem alguma utilidade para estes alimentos enquanto ainda podem ser consumidos. 
Neste setor existem inúmeras atividades obrigatórias, pois os profissionais lidam diretamente com a saúde e a qualidade de vida dos clientes, ao mesmo tempo, esta área do hotel também é altamente dinâmica e cada dia é um novo dia.
EXEMPLOS
Tipos de serviços de um hotel: o self service é onde o próprio cliente se serve, é ideal para quem precisa de serviços simples e rápido; pode ser cobrados por cabeça, rápidos nos atendimentos e apresenta baixo custo. Além de poder contar com serviços de grill.
Cervejaria: servem vários tipos de bebidas, a atração principal é a variedade de cervejas e tira gosto.
Churrascaria: é especializado em serviços de grelhados e assados, o atendimento é sob a forma de rodízios ou à la carte.
Steak House: é especializada nos mais diversos tipos de carnes bovina, geralmente é acompanhado de molhos especiais.
E o PUB: o pub funciona com serviços de bebidas e refeições, e com espetáculos de variedades. E apresentam certos refinamentos, alguns possuem anti-sala de jogos, como boteco ou boomerang. Os tipos de refeições de um hotel são: café, lanches, almoço, jantar e ceia, com cardápio rotativo e balanceado.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.