Apostila UNIJUÍ - Planejamento organizacional
126 pág.

Apostila UNIJUÍ - Planejamento organizacional


DisciplinaAdministração Estratégica11.726 materiais80.366 seguidores
Pré-visualização29 páginas
potenciais. 
Desenvolver negociação. 
Instituir parcerias. 
 
EaD
77
PLANEJAMENTO ORGANIZAC IONAL
O Formulário 1 apresentado a seguir serve de roteiro para o processo de elaboração do
plano estratégico da organização, tendo como referência a metodologia BSC.
PERSPECTIVAS DO BSC 
E RESPECTIVAS TEMÁTICAS 
OBJETIVOS INDICADORES METAS ATIVIDADES/ 
INICIATIVAS/ 
ESTRATÉGIAS 
1. FINANÇAS: Refere-se à agregação de valor para os proprietários; envolve os objetivos e medidas de ordem 
contábil e financeira que permitem avaliar o negócio em termos de rentabilidade, retorno sobre o investimento, 
receitas, despesas e custos. 
1.1. Satisfação do(s) proprietário(s) da 
empresa, tendo em vista o resultado/lucro. 
 
1.2. Estratégia de crescimento da empresa 
(aumentar faturamento, expandir a 
capacidade de produção, filiais, novos 
clientes, novos mercados, inovações nos 
produtos, parcerias, promoções e mídia, 
marketing, aproveitar oportunidades externas, 
etc.). 
 
1.3. Aumento da produtividade (melhor uso 
dos recursos, diminuição de custos, etc.). 
 
2. CLIENTES: Refere-se à proposição de valor aos clientes visando agregar valor aos proprietários; analisa as 
ações da organização relacionadas aos clientes, aos serviços e produtos; inclui indicadores e medidas como 
satisfação pelos serviços, participação no mercado, retenção de clientes e busca de novos clientes potenciais. 
2.1. Satisfação dos clientes da empresa (bom 
atendimento, diversidade de produtos, 
ambiente interno favorável, produtos de 
qualidade, rapidez na entrega, relacionamento 
com clientes, personalizar atendimento, 
serviços para clientes especiais, divulgação 
das inovações feitas na empresa e nos 
produtos, etc.). 
 
2.2. Ampliação do mercado (exportação, 
novos clientes, novas áreas geográficas, 
parcerias, cultivo da imagem e da marca, 
etc.). 
 
2.3. Retenção de clientes, personalizar e 
tratar de forma especial determinados 
clientes, comunicar sobre os novos produtos, 
etc.). 
 
2.4. Estratégia de competitividade da empresa 
(como a empresa vai sobreviver e crescer no 
mercado. As formas mais utilizadas pelas 
empresas são: custos baixos \u2013 mão de obra 
familiar, instalações próprias, percentual de 
compras via rede, diferenciação, atendimento, 
ponto, recursos estratégicos, qualidade, 
marca, inovações nos produtos, instituir 5S, 
adoção do PGPQ \u2013 Programa Gaúcho da 
Qualidade e Produtividade, ISO, imagem da 
empresa: marca, padronização com 
logomarca e cores da rede, gestão do 
cadastro dos clientes, horários diferenciados, 
etc.). 
 
3. PROCESSOS: Refere-se à melhoria de processos internos para proposição de valor aos clientes a fim de 
agregar valor para os proprietários; analisa a organização a partir da sua dinâmica funcional, estrutural e 
operacional interna, incluindo os processos ligados aos sistemas administrativos e aos fluxos de comunicação, 
logística interna, qualidade dos serviços e relações entre os setores. 
3.1. Inovações e melhorias internas na 
empresa (layout, melhoria de processos, 
melhoria de produtos, softwares, novos 
projetos futuros, novos equipamentos, 
instalações, ambiente interno, informatização, 
etc.). 
 
EaD Adelar Francisco Baggio \u2013 Amauri Luis Lampert
78
3.2. Melhorias na gestão da empresa: adoção 
de ferramentas técnicas (fluxo de caixa, 
planilhas Excel, demonstrativo de resultados, 
gráficos, indicadores, 5W1H, 5S, PGQP, ISO, 
etc...). 
 
3.3. Integração das gerências e dos setores 
3.4. Buscar a excelência nos produtos e 
serviços de forma alinhada com as diretrizes 
da empresa. 
 
3.5. Gestão das compras (estoque, preços, 
qualidade, logística, fornecedores, condições 
de pagamento, etc.). 
 
3.6. Gestão das vendas e da distribuição. 
3.7. Novos produtos e serviços. 
3.8. Informatização da empresa. 
4. PESSOAS: Refere-se à capacitação de pessoas e instrumentalização da empresa para dispor das 
competências e condições necessárias que oportunizem melhorias de processos, a fim de propor valor ao cliente 
para, em última instância, agregar valor aos proprietários; analisa as atividades ligadas às relações de trabalho e 
à administração e desenvolvimento de talentos humanos; inclui medidas relacionadas à aquisição, aplicação, 
desenvolvimento, manutenção e controle de talentos humanos. 
4.1. Capacitação dos gestores e 
colaboradores da empresa (total de horas 
destinadas para cursos, viagens técnicas, 
intercâmbio entre associados, outros eventos 
previstos no plano da rede e no plano da 
empresa). 
 
4.2. Comunicação interna e externa (Internet, 
MSN, e-mails, site, skype, ambiente virtual, 
portal, atendimentos às solicitações da rede, 
etc.). 
 
4.3. Cultura de comprometimento e 
responsabilidade. 
 
4.4. Clima interno. 
4.5. Liderança e intraempreendedores. 
4.6. Informações (gerar, analisar e divulgar 
informações de interesse da empresa). 
 
4.7. Parcerias e alianças. 
 
Formulário 1: Perspectivas do BSC e parâmetros técnicos para a elaboração
do planejamento estratégico da organização
Fonte: Elaborado pelos autores.
O preenchimento do Formulário 1 resulta no quadro a seguir, posto que não há neces-
sidade de incluir uma série de informações do referido formulário no plano estratégico, mas
que serviram de apoio para a construção dos parâmetros técnicos do Quadro 2.
O Quadro 2 integrará o plano estratégico da organização.
EaD
79
PLANEJAMENTO ORGANIZAC IONAL
Quadro 2: Perspectivas do BSC e parâmetros do plano estratégico
Fonte: elaborado pelos autores.
O preenchimento do Formulário 1 exige conhecimento da organização e da estrutura
do BSC.
Não há necessidade de detalhar todas as temáticas que integram o formulário, pois o
BSC lida basicamente com os aspectos críticos da organização relacionados com cada
temática.
O Formulário 1 pode ser empregado tanto para elaborar os parâmetros do plano estra-
tégico quanto os planos anuais.
Os parâmetros do plano estratégico devem estar alinhados com os balizamentos do
plano estratégico e os parâmetros dos planos anuais devem estar alinhados aos do plano
estratégico.
O plano de operacionalização das iniciativas/estratégias pode ser feito pelo uso da
técnica 5WH1 ou 5W2H, que será estudada na Unidade 8.
Seção 6.7
Controle da Execução dos Planos Anuais
O controle se constitui do acompanhamento, avaliação e revisão do plano.
FINANÇAS 
Objetivos Indicadores Metas Iniciativas/Estratégias 
1º objetivo 
2º objetivo 
....... 
 
CLIENTES 
1º objetivo 
2º objetivo 
....... 
 
PROCESSOS 
1º objetivo 
2º objetivo 
 
 
PESSOAS 
1º objetivo 
2º objetivo 
....... 
 
 
EaD Adelar Francisco Baggio \u2013 Amauri Luis Lampert
80
6.7.1 \u2013 ACOMPANHAMENTO
Algumas organizações adotam o acompanhamento por semana, outros, a cada 15
dias, e, ainda outros, por outros períodos. As formas mais comuns para fazer o acompanha-
mento são: indicadores, reuniões dos gestores com os colaboradores, uso de tabelas, relató-
rios, gráficos, etc. Recomenda-se o uso de indicadores, que devem estar definidos no plano
anual de resultados.
6.7.1 \u2013 AVALIAÇÃO DO PLANO ANUAL DE RESULTADOS
A avaliação é a comparação entre o planejado e os resultados alcançados pela execu-
ção do plano, o que ocorre pela concretização das estratégias/iniciativas do primeiro ano de
execução do plano. A avaliação pode ocorrer no final do primeiro semestre, com ajustes
para o segundo. A outra avaliação deve ocorrer no final do segundo semestre, com definição
do plano de resultados para o ano seguinte.
É importante que a diretoria divulgue informações sobre o andamento da execução do
plano em local onde todos gerentes e colaboradores possam visualizá-las.