21_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006
1 pág.

21_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006


DisciplinaClimatologia1.972 materiais35.188 seguidores
Pré-visualização1 página
METEOROLOGIA E CLIMATOLOGIA
Mário Adelmo Varejão-Silva
Versão digital 2 \u2013 Recife, 2006
7
3.3 - Altitude.
A latitude e a longitude são coordenadas que possibilitam estabelecer, univocamente, a
posição de pontos situados sobre a superfície lisa do globo terrestre. Uma vez que a superfície
real da Terra não é lisa e que também se faz necessário determinar a posição exata de pontos
localizados acima ou abaixo dela, deverá existir uma terceira coordenada.
Podia ser adotada, como terceira coordenada, o módulo do vetor posição do ponto se-
lecionado, tomado a partir do centro da Terra. Esse critério não seria conveniente, por envolver
valores muito altos (o raio médio do planeta é de 6371 km) e mesmo porque o centro da Terra
não constitui uma referência "natural" para o Homem, como acontece com a superfície terres-
tre. Nesse sentido, revelou-se conveniente adotar, como superfície de referência, o nível médio
do mar (NMM) isto é: o conjunto de pontos que definem a posição média temporal assumida
pela superfície do oceano, entre a preamar e a baixa-mar. Tal posição média é obtida obser-
vando-se sistematicamente, a intervalos regulares e durante muito tempo, a oscilação da su-
perfície oceânica em pontos selecionados da costa.
Denomina-se altitude (z) à distância vertical de um ponto ao nível médio do mar. A alti-
tude é considerada positiva quando o ponto está acima do nível médio do mar. Assim, um avi-
ão em vôo tem altitude positiva e um submarino submerso possui altitude negativa.
Na prática, o nível médio do mar é determinado em pontos selecionados do litoral e, a
partir deles, usado (como referência) para estabelecer a altitude de locais não muito distantes,
por processo altimétrico. Cada ponto cuja altitude é determinada representa uma referência de
nível (RN).
Vale salientar que o nível médio do mar não é uma superfície lisa e tampouco esférica,
haja vista a distribuição de massa do planeta não ser uniforme. Assim, dois pontos da superfí-
cie do oceano, situados à mesma latitude, podem estar a distintas distâncias do centro da Ter-
ra e é muito difícil estabelecer essa diferença. Rigorosamente falando, portanto, não deveriam
ser comparadas altitudes de locais afastados, obtidas a partir de referências determinadas
(pela posição média das marés) em pontos do litoral muito distantes entre si.
A latitude (\u3c6), a longitude (\u3bb) e a altitude (z) constituem um sistema de coordenadas que
possibilita determinar a posição de qualquer ponto geográfico situado à superfície terrestre ou
em suas vizinhanças. A determinação da latitude e da longitude pode ser facilmente realizada
com auxílio de satélites, através de equipamentos GPS (Global Positioning System).
Recomenda-se cuidado para não confundir altitude com "altura" e tampouco com "cota".
A altura de um ponto é a distância vertical que o separa de um plano arbitrário de referência
(assoalho, superfície de uma mesa ou do terreno etc.). Em topografia, o termo cota é emprega-
do com o mesmo significado; apenas o plano de referência, para a execução de levantamentos
altimétricos, é escolhido sob o plano do horizonte, podendo ou não coincidir com o nível médio
do mar.
A Tabela I.2 contém as coordenadas das principais cidades brasileiras.